Iron Maiden: Harris diz que nada se compara a ver um show ao vivo, em pessoa

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Leonardo Daniel Tavares da Silva, Fonte: Futuro FM, Tradução
Enviar Correções  

O chefão Steve Harris, baixista do IRON MAIDEN, concedeu uma entrevista à rádio Futuro, do Chile, quando conversou com Jorge Lagás sobre diversos assuntos, incluindo a mortalidade, os problemas de saúde enfrentados por Steve Harris, a turnê que estará chegando ao Chile (e ao Brasil) este mês e como vê o desenvolvimento da banda do filho, George Harris, a RAVEN AGE. Destacamos aqui as principais partes da entrevista.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Futuro FM: Olá, Steve. Vocês estão contentes por ter começado a turnê latino-americana e voltar ao Chile?

Steve Harris: É fantástico. O público é um dos melhores do mundo. Muito poderosos e já queremos voltar a sentir isso de novo, junto a todos os fãs. Estamos muito entusiasmados. A turnê tem ido bem. As pessoas tem se conectado bastante com tudo isto e os shows tem sido grandes shows.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Futuro FM: Desta vez, vocês trazem seu novo disco "The book of souls". Como tem se sentido com ele?

Steve Harris: Nos sentimos muito bem com ele, sobretudo com a possibilidade de sair e mostrá-lo na turnê. Tem sido todo um grande desafio esta etapa, desde fazer o disco a planejar a turnê. Nunca terá o mesmo tipo de força que os discos antigos, porque, claro, é um novo. Cada álbum tem sua própria personalidade e nós gostamos que seja algo diferente de todo o resto. É parte do desafio e creio que faz bem a nós e aos fãs

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Futuro FM: Em geral, o conceito do disco e da turnê nos remete a certos aspectos aos quais os latino americanos se sentem muito próximos:o Eddie maia na arte do disco, todo esse imaginário que tem a ver com culturas ancestrais... Você crê que é assim, que o público latino americano pode se sentir especialmente tocado com isto?

Steve Harris: Creio que sim. Estamos tocando no México. Começamos a turnê latino americana há alguns dias em Monterrey e temos sentido que há uma chegada especial com todo este material de ‘The book of souls’. As pessoas se sentem particularmente interessadas e próximas a todos esses aspectos da cultura desta parte do mundo. Assim, creio que está se tornando algo particularmente bom.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Futuro FM: Os tópicos vão para o lado da mortalidade, as lamas... São coisas em que vocês refletem mais agora que tem mais idade?

Steve Harris: Definitivamente. A medida que vai crescendo, você aprende mais da vida. Assim, acho que é algo normal e natural, enquanto você vai ficando mais velho, pensa mais sobre essas coisas. Em todo caso, eu já pensava em todos esses temas quando era jovem, mas, agora que somos mais velhos é ainda mais.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Futuro FM: Há algo curioso. O metal está sempre em contato com a morte: desde as imagens, com caveiras, tumbas, mortos-vivos, até o conteúdo, que também pode ir por esse lado...parece, por assim dizer, que estamos sempre invocando a morte. Pra você é assim?

Steve Harris: Hahaha, não sei se realmente a estamos invocando, ,mas entendo o que você diz. Creio que se trata simplesmente de gente que se faz perguntas sobre todos estes temas que são importantes, e, de certa forma, tratam de canalizar dessas formas. Me parece algo normal, dentro de tudo.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Futuro FM: Sobre questões de mortalidade, devem haver refletido bastante com o que aconteceu ao Bruce Dickinson, que teve que enfrentar um sério tumor cancerígeno, do qual finalmente se saiu bem. Como foi todo esse processo para ti?

Steve Harris: Obviamente foi um período difícil para todos. Afortunadamente ele esteve em boas manos e tudo se conduziu bem. Agora está de volta, feliz, cantando em grande forma e inclusive pilotando o avião. Claro, durante um tempo estivemos muito preocupados, não sabíamos o que iria acontecer, mas ele é realmente uma pessoa muito forte. Agora estamos em turnê e isso nos deixa muito contentes, mais que o normal.

Futuro FM: Tiveste medo ou sempre tiveste confiança de que tudo sairia bem?

Steve Harris: Bem, sempre há a dúvida. Nunca sabes o que vai acontecer com cem por cento de certeza, daí vinha nossa preocupação. Mas, sim, sabíamos que ele iria fazer o melhor para superar e que estava tomando as decisões corretas. Insisto, ele é uma pessoa muito forte, com um pensamento positivo à toda prova. Esse sentimanto nos contagiava.

Futuro FM: Outras coisas aconteceram nos últimos anos. Você se aventurou em carreira solo com o disco "British lion" de 2012. Como foi essa experiência?

Steve Harris: Fantástica. Me deu a possibilidade de voltar a fazer pequenos shows, em recintos mais íntimos. Coisa que não podia fazer há muito tempo. Assim, gostei muito de apresentar o disco. Foi uma boa experiência.

Futuro FM: Tens pensado em fazer outro disco na carreira solo num futuro próximo?

Steve Harris: Sim, de todas as maneiras. É algo que eu gostaria de fazer de novo.

Futuro FM: Falando de música da família Harris, em Santiago vão tocar com a The Raven Age, a banda de teu filho George. Como o vês e como te sentes ao vê-lo tocando?

Steve Harris: Muito bem. Eles tem tido desafios importantes, tocando com gente como MASTODON e GOJIRA e enfrentando diversos tipos de público. Sinto que tem boas canções, que é o principal. São canções muito poderosas. Creio que podem ir bem, podem seguir crescendo. E para isso é muito importante que sejam parte destas turnês grandes. Espero que seja assim, porque bom,é meu filho, e porque creio que são bons.

Futuro FM: Voltando para o show do IRON MAIDEN, o que podemos esperar desta vez?

Steve Harris: Uma boa quantidade de material clássico, mas também novo material suficiente. É um show muito poderoso. Agora que está na Internet, dá pra ver como foi, mas é claro que nada se compara a ver este show ao vivo em pessoa. Em suma, é um show bem poderoso.

A entrevista completa você pode ver no site abaixo (em espanhol):
http://www.futuro.cl/blog/2016/03/62591/

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal




Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Adrian Smith: relembrando passagem pela banda solo de Bruce Dickinson nos anos 90Adrian Smith
Relembrando passagem pela banda solo de Bruce Dickinson nos anos 90

Lista: álbuns perfeitos para apresentar o metal para iniciantesLista
álbuns perfeitos para apresentar o metal para iniciantes

Iron Maiden: Adrian Smith foi afetado pela fama, mas conseguiu se recuperarIron Maiden
Adrian Smith foi afetado pela fama, mas conseguiu se recuperar

Iron Maiden: todos os álbuns ao vivo, do pior para o melhorIron Maiden
Todos os álbuns ao vivo, do pior para o melhor

Iron Maiden: Adrian Smith revela porque Clive Burr e Paul Di'Anno deixaram a bandaIron Maiden
Adrian Smith revela porque Clive Burr e Paul Di'Anno deixaram a banda

Iron Maiden: Bruce Dickinson está empolgado com novo disco ao vivoIron Maiden
Bruce Dickinson está empolgado com novo disco ao vivo

Iron Maiden: Adrian Smith acha que as primeiras imagens de Eddie são violentasIron Maiden
Adrian Smith acha que as primeiras imagens de Eddie são violentas

Iron Maiden: Ouça a nova versão de Sign Of The Cross do próximo álbum ao vivoIron Maiden
Ouça a nova versão de "Sign Of The Cross" do próximo álbum ao vivo

Van Halen: Adrian Smith afirma que 99% dos guitarristas copiaram EddieVan Halen
Adrian Smith afirma que 99% dos guitarristas copiaram Eddie

Iron Maiden: as 50 melhores músicas da banda, segundo a Metal HammerIron Maiden
As 50 melhores músicas da banda, segundo a Metal Hammer


Herói: Astros da música transformados em heróis de HQHerói
Astros da música transformados em heróis de HQ

Iron Maiden: Caipiras finlandeses fazem versão de The TrooperIron Maiden
Caipiras finlandeses fazem versão de "The Trooper"


Separados no nascimento: Paul McCartney e Kiko do ChavesSeparados no nascimento
Paul McCartney e Kiko do Chaves

Separados no nascimento: Synyster Gates e Luan SantanaSeparados no nascimento
Synyster Gates e Luan Santana


Sobre Leonardo Daniel Tavares da Silva

Daniel Tavares nasceu quando as melhores bandas estavam sobre a Terra (os anos 70), não sabe tocar nenhum instrumento (com exceção de batucar os dedos na mesa do computador ou os pés no chão) e nem sabe que a próxima nota depois do Dó é o Ré, mas é consumidor voraz de música desde quando o cão era menino. Quando adolescente, voltava a pé da escola, economizando o dinheiro para comprar fitas e gravar nelas os seus discos favoritos de metal. Aprendeu a falar inglês pra saber o que o Axl Rose dizia quando sua banda era boa. Gosta de falar dos discos que escuta e procura em seus textos apoiar a cena musical de Fortaleza, cidade onde mora. É apaixonado pela Sílvia Amora (com quem casou após levar fora dela por 13 anos) e pai do João Daniel, de 1 ano (que gosta de dormir ouvindo Iron Maiden).

Mais matérias de Leonardo Daniel Tavares da Silva no Whiplash.Net.

Cli336 Goo336 Goo336 Cli336 Goo336 Goo336 CliHo Goo336