Guns N' Roses: "sou fã, apesar das letras machistas", diz jornalista feminista

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Igor Miranda, Fonte: El País
Enviar correções  |  Comentários  | 

Matéria de 07/11/16. Quer matérias recentes sobre Rock e Heavy Metal?

A jornalista e escritora Lucía Lijtmaer mencionou o Guns N' Roses em uma recente entrevista ao jornal El País. A reportagem com o depoimento de Lijtmaer é intitulada "É machista dizer à sua colega de trabalho 'como você está bonita hoje'?" e discute o machismo em situações rotineiras.

142 acessosEm 17/08/1988: Guns N' Roses lança o single "Sweet Child O Mine"5000 acessosIndústria: atrizes pornô começam a seguir mesmo rumo das bandas

Na ocasião, a repórter Elena Horrillo questionou se é machista ouvir o gênero reggaeton. O gênero, muito popular em outros países da América do Sul, também tem sido criticado por suas letras consideradas machistas por parte do público.

Lucía Lijtmaer, então, respondeu: "Por que seria machista? Se você se refere às letras, eu acho que - como qualquer arte - são um espaço de jogo metafórico e simbólico. Eu não gosto das letras que menosprezam as mulheres. Por exemplo, sou fã do Guns N' Roses apesar de suas letras machistas. Isso não me torna machista, apenas acrítica".

Veja a entrevista na íntegra:

http://brasil.elpais.com/brasil/2016/10/24/actualidad/147732...

Comente: Você presta atenção nas letras das músicas das bandas que gosta?

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Mais comentários na Fanpage do site, no link abaixo:

Post de 07 de novembro de 2016

MassacrationMassacration
Retorno aconteceu para tirar onda com Axl Rose

142 acessosEm 17/08/1988: Guns N' Roses lança o single "Sweet Child O Mine"0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Guns N' Roses"

SlashSlash
15 grandes registros em músicas de outros artistas

Guns N RosesGuns N' Roses
Axl Rose responde sobre Chinese, Brian May, reunião, e mais

SlashSlash
Rejeitado por banda depois do GNR por usar calça de couro

0 acessosTodas as matérias da seção Notícias0 acessosTodas as matérias sobre "Guns N' Roses"

IndústriaIndústria
Atrizes pornô começam a seguir rumo das bandas

Dave MustaineDave Mustaine
A história por trás de "The Four Horsemen"

SlayerSlayer
Kerry King explica como se deve balançar a cabeça

5000 acessosGuns N' Roses: A crítica de Portnoy ao trabalho de Matt Sorum5000 acessosEdu Falaschi: os dez vocalistas brasileiros preferidos dele5000 acessosSasha Grey: sua real paixão pela música de atitude e sua coleção de vinil5000 acessosSaul Gumz: Coleção de Classic Rock no interior de Santa Catarina4075 acessosMarilyn Manson: "a cantora Lady Gaga é parecida comigo"5000 acessosAxl Rose: tradução completa de carta aberta para os fãs de 2008

Sobre Igor Miranda

Jornalista formado pela Universidade Federal de Uberlândia (UFU) e apaixonado por rock há mais de uma década. Começou a escrever sobre música em 2007, com o surgimento do saudoso blog Combe do Iommi. Atualmente, é redator-chefe da área editorial do site Cifras e mantém um site próprio (www.IgorMiranda.com.br). Também co-fundou o site Van do Halen, para o qual trabalhou até 2013 – apesar de ainda manter por lá uma coluna semanal, chamada Cabeçote.

Mais informações sobre Igor Miranda

Mais matérias de Igor Miranda no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em junho: 1.119.872 visitantes, 2.427.684 visitas, 5.635.845 pageviews.

Usuários online