Capa Preta Rock: entrevista com o baterista Alyssom Gazzana

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Anderson Severo, Fonte: Sub_Discos, Press-Release
Enviar correções  |  Ver Acessos

Press-release - Clique para divulgar gratuitamente sua banda ou projeto.

Entrevista com o baterista Alyssom Gazzana. Baterista de Caxias do Sul já participou de projetos com Blood Stock, Sabbath Cover e Soda Cáustica. Atualmente Segura firme as baquetas da Capa Preta Rock.

Ivete Sangalo: "Ouço muito SOAD, Linkin Park, Slipknot e Rush"Censura: 53 nomes que você não pode dizer em uma rádio

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Tudo bem Gazzana, quero agradecer o tempo despendido para responder esta entrevista.

Alyssom Gazzana: Tudo certo é sempre um prazer

Sub_Discos: Vamos começar pela tua história? Conte-me como e por que você se tornou um baterista?

Alyssom Gazzana: Eu comecei em 2008 em São Borja com 16 anos na banda marcial do colégio que estudava depois me juntei com uns amigos mas nunca saiu banda dali, era só agito.

Sub_Discos: E sua história com o Capa Preta, como aconteceu?

Alyssom Gazzana: Eu tinha recém acabado com a Karlloff (Sabbath cover) quando vi uma postagem do Dani (Guita da Capa Preta) no face procurando batera, entrei em contato ele mandou uns sons pra tirar e umas autorais do primeiro ep, ai marcamos o ensaio saiu tudo de primeira e acabei entrando na banda.

Sub_Discos:Antes do Capa Preta, quais foram os outros projetos que você tocou?

Alyssom Gazzana: Projetos sérios foram Blood Stock, Soda Cáustica e Groove.

Sub_Discos: A Capa Preta Rock está prestes a lançar o seu terceiro EP, já tem alguma informação sobre o novo trabalho que possa ser divulgada?

Alyssom Gazzana: Temos um novo vocal o Matuza, temos 3 ou 4 sons em construção, vem coisa boa por aí.

Sub_Discos: O que você está achando dos eventos aqui em Caxias do Sul? O público, as bandas, os produtores, as casas e os bares, como você vê o atual momento da cidade?

Alyssom Gazzana: É uma cena com altos e baixos, há épocas com muitos eventos, bares apoiando as bandas e há épocas extremamente fraca, o público é algo muito difícil de descrever, as bandas lutam para mantê-los mas estão sempre ali apoiando as bandas.

Alyssom Gazzana: Produtores há bons e ruins,tem os que te apoiam sem te conhecer pessoalmente mas por que curtem seu som e há os que apoiam as bandas dos amigos ou puxa sacos desse tipo mantemos distância.

Alyssom Gazzana: E Caxias está muito bem,há bastante eventos para todos os gostos aqui na city e fora.

Sub_Discos: Gostaria de em primeira instância parabenizá-lo, pelo Mrº Nameless Fest que uniu, o Rock, Grunge e Metal foi um baita evento, também sabemos que está coordenando e ajudando na produção do Mix Tape Collectivo III em 14 de Julho e a Edição especial em Novembro, conta pra gente sobre esses eventos e o que podemos esperar?

Alyssom Gazzana: Muitos falam que o Mr. Nameless fest fui eu quem organizou, mas nao fui, nao fiz nada sozinho, o Tchaina meu broder da Capa fez os cartazes e a divulgação do evento em vários sites de música, o Bad Hair, Willie Wonka conseguiu patrocínio pro evento, a banda Mr. Nameless conseguiu a data e já a Stone of Graves entrou no evento na última semana então pegaram tudo pronto, mas levaram um bom público isso q foi a cereja do bolo.

Sub_Discos: E o que podemos esperar da Capa Preta para este Evento qual será o set list? tem alguma surpresa preparada?

Alyssom Gazzana: Dia 14 de julho vamos ter um evento muito massa com 2 bandas da city e 2 de fora que são Os The Freaks de Guaíba do meu amigo Lauro e Neds de Fortaleza que entrou em contato depois das divulgações do Mr. Nameless e tbm teremos Willie Wonka do meu parceiro Bad Hair daqui de Caxias. Já em setembro só temos planos quero fazer parceria com uma banda está voltando que foi muito importante na cena da cidade,ainda não direi o nome,mas começa com Bor e termina com Dogos.

Sub_Discos: Em relação a saída do Luiz Augusto lange o Mineiro, como está a Capa Preta já tem alguém substituindo estão testando?

Alyssom Gazzana: O Luiz já é passado,que siga seu caminho,só desejo o melhor pra ele.

Sub_Discos: Se já tem outro vocalista como está o entrosamento? O que mudou na proposta da banda?

Alyssom Gazzana: Temos o Matuza agora um cara maduro,experiente,sem frescuras estamos muito bem com ele. O que mudou na Capa e que nao temos musicas em ingles,Matuza trouxe uma boa inspiração do rock nacional e rock gaucho pra banda isso é muito bom pra nós.

Sub_Discos: Como baterista, quais são os teus mestres Gazzana? Tanto as suas principais influências como também seus professores, propriamente dito. Você fez aulas de bateria?

Alyssom Gazzana: Bah são vários mas os principais são:

Steven Adler (Guns N Roses)
Matt Sorum (Guns N Roses)
Marky Ramone (Ramones)
Fê Lemos (Capital Inicial).
Nicko Mcbrain (Iron Maiden)

Sub_Discos: Gazza, Quais são os planos para o futuro, do Alyssom Baterista, e do Baterista da Capa Preta?

Alyssom Gazzana:O primeiro é cuidar da família e trabalhar para pôr a Capa em mais espaços possíveis

Sub_Discos:Ficamos sabendo que vai ser papai pela segunda vez como está a expectativa já sabe se é outro menino ou agora é uma menina?

Alyssom Gazzana: Na verdade é o terceiro, mas isso é outro papo, esse que vem é mais um menino o terceiro que produzo kkkkkkk

Sub_Discos: Chegamos o final Gazzana. Deixo aqui o espaço para suas considerações finais e agradeço mais uma vez o seu tempo.

Alyssom Gazzana: Primeiramente agradeço pela oportunidade que me foi dada, Agradeço a minha esposa Barbara por sempre me apoiar eu te amo e aos meus filhos que são minha razão de viver.
A minha família da Capa Preta por que isso não é só uma banda é muito mais e sem eles eu não estaria onde estou no circuito das bandas e ao pessoal que nos apoia sem eles nao somos nada e por que 90% de uma banda e seu público, se tu se considera músico e não valoriza seu público pare de tocar por favor.

Site:
http://capapretarock.uphero.com/




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção NotíciasTodas as matérias sobre "Capa Preta"


Ivete Sangalo: Ouço muito SOAD, Linkin Park, Slipknot e RushIvete Sangalo
"Ouço muito SOAD, Linkin Park, Slipknot e Rush"

Censura: 53 nomes que você não pode dizer em uma rádioCensura
53 nomes que você não pode dizer em uma rádio


Sobre Anderson Severo

Nascido em 1980, conheceu o rock n Roll em 1985 aos 5 anos de idade e nunca mais o abandonou. Nos anos 90, participou ativamente do movimento punk, fez parte de projetos como: (R) Existência Aflita, Kaos Eminente, Estado Critico. Formado em Designer, Tecnologia da informação, é um Geek viciado em novidades Hi Tech, Desenvolvimento Web e Mobile. Em 2014 Fundou a banda Insulto Verbal e o Coletivo Cultural de Artistas independentes na Serra Gaucha. A partir de 2015, Mudou - se para Caxias do Sul, e atua como baixista das bandas: Capa Preta Rock, Exclusão Social e No Mercy. Em Fevereiro de 2018 Fundou o Selo Sub_Discos e participa ativamente da cena underground regional e nacional colaborando, como redator e enviando textos a diversos sites de noticias de rock.

Mais matérias de Anderson Severo no Whiplash.Net.

adClio336|adClio336