Queensryche: Geoff Tate diz que banda recebeu oferta para reunião

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Igor Miranda, Fonte: BraveWords
Enviar correções  |  Ver Acessos

O vocalista Geoff Tate revelou, em entrevista ao programa de rádio "Noize In The Attic", da 88.1 FM WESU, que sua antiga banda, o Queensryche, foi abordada por empresários com o intuito de reunir a formação clássica. Além de Tate, a line-up conta com os guitarristas Chris DeGarmo e Michael Wilton, o baixista Eddie Jackson e o baterista Scott Rockenfield - destes, apenas Wilton e Jackson seguem no grupo.

Legião Urbana: Eduardo e Mônica, uma análise psico-neuróticaDoom Metal: os dez trabalhos essenciais do estilo

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Durante a entrevista, Geoff Tate falou, inicialmente, sobre a mágica que existe em torno dos cinco integrantes. "Não me arrependo nesse sentido. Acho que fizemos músicas incríveis e álbuns importantes. Deixamos nossa marca enquanto grupo e estou orgulhoso disso. Não sei se as bandas são feitas para durar para sempre, sabe? Nós demos 30 anos a isso, é muito tempo para um grupo de pessoas, então, tenho orgulho", disse.

O cantor afirmou que se arrepende apenas da forma que a parceria acabou. "Não foi uma forma elegante de lidar com a coisa toda", destacou.

Em seguida, Tate foi perguntado como reagiria se um empresário fizesse a oferta correta para uma reunião da formação clássica do Queensryche. A resposta surpreendeu. "Isso já aconteceu. Foi oferecido e não rolou", afirmou ele.

Apesar do rompimento nada amigável, Geoff Tate disse que não se opõe a uma reunião do Queensryche clássico. "Seria maravilhoso fazer mais uma turnê, com a banda tocando bem e com boa energia. Porém, não dá para superar um problema se ninguém quer se juntar no mesmo lugar para conversar. É o grande problema desde 2011", disse.

Por fim, Tate foi perguntado sobre sua avaliação a respeito da recente saída de Scott Rockenfield. O baterista está afastado das atividades da banda desde 2017, quando nasceu seu filho - e, de acordo com entrevistas, pode não voltar mais. No álbum mais recente, "The Verdict" (2017), o vocalista Todd La Torre assumiu as baquetas. Já nos shows, a posição é ocupada por Casey Grillo, ex-Kamelot.

"Posso dizer que ele (Scott) não saiu por vontade própria", disse Geoff Tate. "Posso dizer que há ações judiciais envolvidas. Sei que ele está em uma posição bem obscura e espero que receba ajuda. É uma pena, pois ele é um baterista incrivelmente talentoso e, infelizmente, ele nunca ficou contente com isso, sabe? Não era bom o bastante para ele", afirmou.




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção NotíciasTodas as matérias sobre "Queensryche"


Heavy Metal: quais as 10 melhores vozes da história?Heavy Metal
Quais as 10 melhores vozes da história?

Portnoy: racha do Queensryche foi pior que do Dream TheaterPortnoy
Racha do Queensryche foi pior que do Dream Theater


Legião Urbana: Eduardo e Mônica, uma análise psico-neuróticaLegião Urbana
Eduardo e Mônica, uma análise psico-neurótica

Doom Metal: os dez trabalhos essenciais do estiloDoom Metal
Os dez trabalhos essenciais do estilo


Sobre Igor Miranda

Jornalista formado pela Universidade Federal de Uberlândia (UFU) e apaixonado por rock há mais de uma década. Começou a escrever sobre música em 2007, com o surgimento do saudoso blog Combe do Iommi. Atualmente, é redator-chefe da área editorial do site Cifras e mantém um site próprio (www.IgorMiranda.com.br). Também co-fundou o site Van do Halen, para o qual trabalhou até 2013.

Mais matérias de Igor Miranda no Whiplash.Net.

adGoo336