Rammstein: órgãos sexuais no clipe de "P*ssy" são de dublês, não dos músicos

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Igor Miranda, Fonte: Metal Hammer
Enviar Correções  

O clipe de "Pussy" está entre os mais controversos da carreira do Rammstein - o que não é pouca coisa, já que se trata de uma banda que testa vários limites em seus trabalhos. A faixa foi lançada como o principal single do álbum "Liebe ist für alle da" (2009) e foi a primeira canção do grupo a atingir o topo das paradas de seu país de origem, a Alemanha.

publicidade

Muito disso vem do mencionado videoclipe, que traz cenas sexuais explícitas. Não à toa, o clipe não consta oficialmente no YouTube, principal plataforma de vídeos da internet - apenas em algumas versões censuradas. Para assistir na íntegra, é necessário seguir para sites pornográficos ou páginas como o Dailymotion, que regula um pouco menos o conteúdo publicado por lá.

publicidade

publicidade

Chama atenção, ainda, que os próprios integrantes do Rammstein participam do clipe em cenas sexuais com as atrizes contratadas e, supostamente, ficam nus. Alguns fãs chegaram a acreditar que os órgãos sexuais masculinos que são mostrados diante das câmeras seriam deles.

Todavia, em entrevista à Metal Hammer, o baterista Christoph "Doom" Schneider desmistificou essa "lenda urbana". Ao ser perguntado se os órgãos sexuais são deles mesmos, ele respondeu, aos risos: "Usamos dublês. Desculpe te desapontar, mas, por outro lado, fico bem feliz que não seja eu ali".

publicidade

Ainda durante o bate-papo, o entrevistador relembrou de um boato relacionado à versão em box set de "Liebe ist für alle da", que acompanha seis vibradores. Na época do lançamento, dizia-se que os brinquedos teriam sido moldados a partir dos órgãos sexuais dos integrantes.

Não é verdade, mas era a intenção, de acordo com Doom. "A ideia original era fazer algo assim, mas existiam algumas complicações. Imagine fazer isso: você precisa ficar ereto o tempo todo! Seria diferente se você estivesse fazendo isso com sua garota ou algo assim", disse.

publicidade

O baterista não curtiu a ideia, mas alguns de seus colegas gostaram. "Nenhum de nós chegou a fazer isso de fato. Porém, alguns dos caras queriam fazer. Eu achei a ideia bem estúpida", afirmou.

A amizade no Rammstein

Em outro momento da conversa, o entrevistador aponta que o Rammstein segue com sua formação original desde o início. Em seguida, perguntou como a banda conseguiu tal façanha.

publicidade

Doom disse que a resposta está na amizade entre os integrantes. "Somos grandes amigos e não há razão para ninguém sair. Porém, quando há seis pessoas na banda, não é fácil tomar decisão, já que todos têm uma opinião", afirmou.

O músico pontuou, ainda, que a situação fica mais difícil com o passar dos anos. "Quanto mais velhos ficamos, mais opiniões temos e mais difícil fica. Quando se é mais jovem, é muito fácil tomar decisões, pois todos queremos a mesma coisa: só queremos tocar, ter atenção e gravar discos", disse.

publicidade



Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


CD vs Vinil: não diga que o som do vinil é melhor - porque não éCD vs Vinil
Não diga que o som do vinil é melhor - porque não é

Curiosidades: 40 fatos inacreditáveis do rockCuriosidades
40 fatos inacreditáveis do rock


Sobre Igor Miranda

Jornalista formado pela Universidade Federal de Uberlândia (UFU), com pós-graduação em Jornalismo Digital pela Universidade Estácio de Sá. Começou a escrever sobre música em 2007 e, algum tempo depois, foi cofundador do site Van do Halen. Colabora com o Whiplash.Net desde 2010. Atualmente, é editor-chefe da Petaxxon Comunicação, que gerencia o portal Cifras, Ei Nerd e outros. Mantém um site próprio 100% dedicado à música. Nas redes: @igormirandasite no Twitter, Instagram e Facebook.

Mais matérias de Igor Miranda no Whiplash.Net.

WhiFin WhiFin WhiFin WhiFin WhiFin WhiFin WhiFin