Megadeth: para ex- baixista James LoMenzo, CEO do Spotify deveria estar na cadeia

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Mateus Ribeiro
Enviar Correções  

O Spotify é a plataforma de streaming mais popular da atualidade, com milhões de usuários espalhados pelo mundo. Porém, se o serviço é uma ótima ferramenta para quem ouve música, não é exatamente tão generosa com os artistas, já que os valores pagos aos autores das obras são muito pequenos.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Aaron Blanco Tejedor @ www.unsplash.com
Aaron Blanco Tejedor @ www.unsplash.com

O CEO do Spotify, Daniel EK, recentemente deu a sua sugestão para que os artistas lucrem mais com a plataforma. O empreendedor sugeriu que os artistas lançassem discos e músicas com uma frequência maior e que "...não dá para se gravar música a cada 3 ou 4 anos".

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

É claro, óbvio e evidente que a declaração não iria pegar bem com os músicos. Curiosamente, um dos que se revoltou e colocou a boca no trombone foi o baterista Mike Portnoy (SONS OF APOLLO), que sempre está envolvido em algum projeto.

Mike Portnoy: resposta afiada a CEO do Spotify, que mandou músicos gravarem mais discosMike Portnoy
Resposta afiada a CEO do Spotify, que mandou músicos gravarem mais discos

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Outro músico que demonstrou revolta com as declarações de Daniel foi James LoMenzo, baixista que tocou no MEGADETH entre 2006 e 2010. Em recente entrevista concedida ao "That Jamieson Show With Don Jamieson", o músico desceu a mamona no homem por trás do Spotify. "Ele que se f***! Imediatamente. Deus, se ele entrar em uma sala com qualquer um de nós, cara, ele não vai ficar muito feliz com isso (...) Ele deveria estar na prisão com Bernard Madoff [nota: consultor financeiro preso por comandar o maior esquema de pirâmide financeira da história]. Ele está roubando todos nós...", disse James.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

O baixista continuou, mas com um tom mais brando. "Sei que todo mundo gosta da conveniência dos MP3s - eu gosto - mas a questão é que costumávamos levar meses e meses, se não um ano ou dois anos, e se levasse cinco anos, poderíamos sentar e fazer uma obra de arte para as pessoas que duraria para sempre. Você se pergunta por que a música está se tornando tão descartável. É parte dessa consciência de, você sabe, a música é apenas ... para o momento".

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

James foi baixista do MEGADETH nos álbuns "United Abominations" (2007) e "Endgame" (2009), além de ter passagens por BLACK LABEL SOCIETY, PRIDE AND GLORY e pela banda de Zakk Wylde. Atualmente, toca na banda FIRSTBORNE, ao lado do baterista Chris Adler, ex- LAMB OF GOD.

FONTE: Blabbermouth
https://www.blabbermouth.net/news/ex-megadeth-bassist-james-...

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal




Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Fãs de Rock: você conhece o estilo de se vestir de cada umFãs de Rock
Você conhece o estilo de se vestir de cada um

Nikki Sixx: transei com a mulher do Bruce DickinsonNikki Sixx
"transei com a mulher do Bruce Dickinson"


Sobre Mateus Ribeiro

Fanático por Ramones, In Flames e Soilwork. Limeirense com muito orgulho (e sotaque).

Mais matérias de Mateus Ribeiro no Whiplash.Net.

GooAdHor Cli336 Goo336 Goo336 Cli336 GooInArt Goo336