Black Sabbath: Ian Gillan diz que estava bêbado quando aceitou entrar para a banda

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Mateus Ribeiro
Enviar Correções  

Ian Gillan é dono de uma das maiores e mais influentes vozes da história do rock and roll. O vocalista ficou conhecido pelos clássicos que gravou com o DEEP PURPLE, como "Smoke on the Water", "Highway Star", "Child In Time", "Fireball" e "Perfect Strangers". A longínqua carreira de Gillan, que passa dos 50 anos, inclui uma passagem inusitada pelo BLACK SABBATH.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Quem já teve a oportunidade de ouvir o trabalho de Gillan com o PURPLE sabe que ele e o SABBATH combinavam tanto quanto um paletó e uma pochete. E como era de se esperar, a parceria durou pouco tempo, rendendo apenas um disco: "Born Again", amado por uns, odiado por outros. Goste ou não, é um registro curioso e histórico.

Em 1983, o SABBATH já havia passado por problemas com dois vocalistas, Ozzy Osbourne e Ronnie James Dio. Encontrar alguém para o posto era uma tarefa difícil, que foi cumprida da melhor maneira possível: tomando uma cerveja. Na verdade, várias, segundo relatou Ian Gillan em recente entrevista concedida ao jornal britânico The Guardian.

Entre outros assuntos, Gillan falou sobre a sua rápida (e desastrosa) passagem pelo SABBATH. "Eu estava bebendo com Tony Iommi e Geezer Butler. Certa noite, ficamos muito bêbados e meu empresário me ligou na manhã seguinte e disse: 'Se você vai tomar decisões de carreira, não acha que devemos conversar sobre isso primeiro?' Eu disse: 'Do que você está falando?’, enquanto ele [o empresário] respondeu: ‘Aparentemente, você concordou em se juntar ao Black Sabbath na noite passada’. Não conseguia me lembrar de nada", disse Gillan.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

O primeiro show que o vocalista fez com o SABBATH também não foi nenhuma maravilha e quase custou a sua visão. Na ocasião, ele tinha um caderno com as letras de músicas anotadas, porém, o gelo seco utilizado durante o show atrapalhou a leitura, fazendo com que ele tivesse que se curvar para conseguir ler. E o resultado não foi dos melhores. "Com todo o dinheiro gasto, eles nunca tinham usado gelo seco nos ensaios, mas então surgiu essa parede de gelo seco na altura do ombro. Quando me inclinei para ler a primeira linha, as luzes do chão se acenderam, cegando-me. Eu estava batendo no ar para afastar a fumaça. Foi puro Spinal Tap, um momento de pânico", relembrou.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Ian Gillan saiu da banda no ano seguinte, voltando para o DEEP PURPLE, de onde sairia em 1989. No ano de 1994,retornou para o grupo, onde permanece até hoje. O disco de estúdio mais recente da banda, "Woosh", foi lançado em 7 de agosto deste ano.

publicidade




Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Angra: Kiko Loureiro relembrando o tempo de DominóAngra
Kiko Loureiro relembrando o tempo de Dominó

Felipe Andreoli: Se você quiser se arriscar a ligar para o ex-cantor do Angra...Felipe Andreoli
"Se você quiser se arriscar a ligar para o ex-cantor do Angra..."


Sobre Mateus Ribeiro

Fanático por Ramones, In Flames e Soilwork. Limeirense com muito orgulho (e sotaque).

Mais matérias de Mateus Ribeiro no Whiplash.Net.

Goo336 CliHo Goo336 GooInArt Cli336 WhiFin