Matérias Mais Lidas

imagemSlash falhou em seguir o conselho de Keith Richards, que mesmo assim foi lá e o apoiou

imagemA visionária melhor música do Genesis na opinião de Steve Hackett

imagemJulian Lennon relembra quando Paul McCartney escreveu "Hey Jude" para ele

imagemAmilcar Christófaro diz que chegou a sondar Vitor Rodrigues para retornar ao Torture Squad

imagemO dia que Ivete Sangalo arrasou cantando Slayer com João Gordo na TV aberta

imagemA opinião de Rita Lee sobre a fenomenal Cássia Eller

imagem"Raimundos nunca quis ser manual de conduta para ninguém", diz Digão

imagemNoel Gallagher revela seu único arrependimento em sair do Oasis

imagemA hilária crítica de Roberto Frejat contra fala cheia de "pretensão" do Bon Jovi

imagemRandy Rhoads gostava de tocar as músicas do Black Sabbath?

imagemDicionário do Metal: cinco bandas com a letra A

imagemOs curiosos dois significados da expressão "Eu quero ver o oco", segundo Digão

imagemO motivo que levou Michale Graves a fugir da própria turnê na América Latina

imagemCinco discos de heavy metal para ouvir sem pular nenhuma faixa

imagemJohn Frusciante conta como "espíritos" auxiliam seu processo criativo


Stamp
Summer Breeze

James LaBrie: como ele largou banda de hard rock para se juntar ao Dream Theater

Por Igor Miranda
Postado em 21 de maio de 2021

Em uma análise inicial, muitos podem pensar que James LaBrie não tem nada a ver com o Dream Theater. Deixando para trás sua banda de hard rock, o Winter Rose, o vocalista canadense entrou para o grupo americano de metal progressivo, em 1991, na vaga de Charlie Dominici, permanecendo até os dias de hoje.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Por que LaBrie, um vocalista de background tão diferente de seus colegas de Dream Theater, topou entrar para a banda? Como foi realizada essa transição? E por que ele quis deixar o Winter Rose, que estava conquistando certa notoriedade na cena do Canadá?

Em entrevista ao canal de YouTube Breaking Absolutes, com transcrição via Ultimate Guitar, o próprio cantor relembrou toda a história que culminou na sua entrada para o Dream Theater.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Winter Rose

Inicialmente, James LaBrie destacou que o trabalho com o Winter Rose estava indo bem. A banda chegou a lançar um álbum, homônimo, em 1989, por meio da gravadora InsideOut Music - a mesma que assinou com o próprio Dream Theater décadas depois, em 2017.

"Estávamos em turnê com a Lee Aaron, chamada de 'rainha do metal' no Canadá. Em 1990, ela me pediu um CD com músicas só minhas. Ela gostou e perguntou se eu pensava em ter uma carreira solo, mas eu falei que não, pois o Winter Rose era a minha banda, junto de Rich Chycki (guitarrista e baixista). Estávamos sendo observados por gravadoras, como a Atlantic, mas sem que eu soubesse, ela entregou meu CD para Pierre Paradis, executivo da Aquarius Records", contou, inicialmente.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

O vocalista revelou que, um dia, do nada, recebeu uma proposta de Pierre Paradis para gravar um álbum solo, compondo o material com Aldo Nova. "Eu falei que era ótimo, mas não estava interessado, pois estava com o Winter Rose e que a banda estava sendo observada por grandes gravadoras. Então, esse executivo levou esse meu CD para a MCA, em Nova York, e me disse que havia uma banda chamada Dream Theater que procurava por um vocalista", declarou.

Na época, o Dream Theater já não contava mais com seu vocalista original, Charlie Dominici, e tentava trabalhar com Steve Stone, que teve uma rápida passagem pela formação. As coisas não estavam dando certo com Stone, que chegou a gravar algumas demos (ouça uma delas abaixo), por isso, seguiam em busca de um cantor.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

O interesse do Dream Theater

Foi Pierre Paradis quem, basicamente, cruzou os caminhos de James LaBrie e do Dream Theater. O executivo sentiu que o vocalista poderia se encaixar na banda, então, mostrou o material solo do cantor aos músicos.

"Mike (Portnoy, baterista), John (Petrucci, guitarrista) e Kevin Moore (tecladista) contam que estavam ensaiando, Mike tinha meu CD, daí foram para a van de Mike ouvi-lo. Era uma gravação ao vivo do Winter Rose no Rock N' Roll Heaven em Toronto. Eles entraram em contato comigo, fiz uma jam com eles, daí viajei para os Estados Unidos, fiquei na casa de Mike por uns dias, depois fiquei na casa de John Myung (baixista) por mais alguns dias", declarou LaBrie.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

O primeiro ensaio com o vocalista contemplou músicas do álbum "When Dream and Day Unite" (1989), estreia do Dream Theater, ainda com Charlie Dominici. Depois, entrou um cover de "Lovin', Touchin', Squeezin', do Journey.

"Eles estavam tipo: 'meu Deus, isso é incrível'. E eu falei que tinha adorado. Eu estava tentando ver se havia química. Definitivamente, havia. No dia seguinte, eles perguntaram se poderíamos gravar juntos uma demo. Tínhamos as músicas 'Learning to Live', 'A Change of Seasons', 'Take the Time'... não lembro se fizemos 'Pull Me Under', mas era algo assim. Talvez fizemos 'Metropolis'", relembrou.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

O material foi produzido rapidamente em um gravador 8-track de um amigo de John Myung, já que James LaBrie ficaria apenas 5 dias nos Estados Unidos. No penúltimo ou último dia dessa viagem, o vocalista foi convidado para se juntar à banda. O resto é história.

Fates Warning

Curiosamente, antes de se juntar ao Dream Theater, James LaBrie fez uma participação em um álbum do Fates Warning. O vocalista gravou backing vocals para a faixa "Life in Still Water", presente no disco "Parallels" (1991).

"Lembro de Mike Portnoy me ligar e falar sobre alguns amigos deles, do Fates Warning. Eu já conhecia a banda, embora não tivesse ouvido tanto. Ele falou: 'eles estão em Toronto, mas o vocalista deles já voltou para casa e eles precisam fazer backing vocals, perguntaram se você poderia ir'", relembrou James.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

A experiência foi interessante para o vocalista, pois ele pôde trabalhar com o lendário produtor Terry Brown, famoso pelos álbuns com o Rush nas décadas de 1970 e 1980 e responsável por mixar "Parallels". "Acho que topei só para poder conhecer Terry Brown (risos)", comentou.

A entrevista ao Breaking Absolutes pode ser conferida na íntegra, em inglês e sem legendas, no player a seguir.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Siga Whiplash.Net: Facebook | Instagram | Twitter | YouTube

Receba as novidades do Whiplash.Net por WhatsApp


Samael Hypocrisy
Lift Detox


publicidadeAdemir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | André Silva Eleutério | Bruno Franca Passamani | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Euber Fagherazzi | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Henrique Haag Ribacki | José Patrick de Souza | Julian H. D. Rodrigues | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Sergio Luis Anaga | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva |
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp
Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Cinco discos de heavy metal para ouvir sem pular nenhuma faixa

Mike Portnoy comenta o impacto que Keith Moon teve sobre ele aos 10 anos

Dream Theater: James LaBrie fica feliz por músicas malucas ainda serem aceitas

"Eu avisei..." diz Regis Tadeu ao replicar post de Mike Portnoy

Megadeth, Ozzy Osbourne e Ghost são indicados ao Grammy

Dez músicas para apresentar sua banda favorita para quem não manja de metal

Dream Theater lança álbum ao vivo gravado em 1996; ouça aqui

James LaBrie diz que "Machine Head" é o maior álbum de metal de todos os tempos

Cinco separações entre bandas e músicos que foram muito marcantes

Rock e Futebol: e se as seleções da Copa do Mundo fossem bandas?

Maratona: músicas com mais de 10 minutos (e nenhuma é do Dream Theater)

Dia de Finados: 10 músicas para relembrar pessoas queridas que se foram

Dez músicas gravadas por bandas de rock e heavy metal que tocam no fundo da alma

Mike Portnoy celebra aniversário do álbum que "revigorou" o Dream Theater

"Metropolis Pt. 2", o álbum que recolocou o Dream Theater nos trilhos

Dream Theater: por que eles não perderam só um baterista com a saída de Mike Portnoy

Dream Theater: os piores momentos da banda foram nos anos 90, diz Portnoy

Dream Theater: fãs queriam Pull Me Under fora dos shows, crê James LaBrie

Punk Rock: os 25 melhores discos segundo o site IGN

Black Metal: cinco bandas do lado depressivo do satanismo


Sobre Igor Miranda

Jornalista formado pela Universidade Federal de Uberlândia (UFU), com pós-graduação em Jornalismo Digital pela Universidade Estácio de Sá. Começou a escrever sobre música em 2007 e, algum tempo depois, foi cofundador do site Van do Halen. Colabora com o Whiplash.Net desde 2010. Atualmente, é editor-chefe da Petaxxon Comunicação, que gerencia o portal Cifras, Ei Nerd e outros. Mantém um site próprio 100% dedicado à música. Nas redes: @igormirandasite no Twitter, Instagram e Facebook.

Mais matérias de Igor Miranda.