Matérias Mais Lidas

imagemSlash explica porque o Guns N' Roses faz shows de 3 horas e meia

imagemDave Mustaine perde a compostura e xinga membro da equipe do Judas Priest

imagemO mega sucesso do Led Zeppelin que era pra ser uma piada mas se tornou um hino

imagemGuns N' Roses cancela show na Escócia por razões médicas

imagemGuitarrista original do Mercyful Fate solta os cachorros por ter ficado fora de reunião

imagem"Master Of Puppets" apareceu em comédia há 19 anos, muito antes de "Stranger Things"

imagemA banda de hard rock dos anos 1970 que é a queridinha de Xande de Pilares

imagemLed Zeppelin ou Pink Floyd, qual dos dois vendeu mais discos de estúdio?

imagem"Master Of Puppets" entra no top 30 global do Spotify depois de "Stranger Things"

imagemO que Lemmy Kilmister aprendeu trabalhando como roadie de Jimi Hendrix

imagemMetallica em "Stranger Things" deixa fãs preocupados com a "popularização" da banda

imagemDave Mustaine rasga elogios e fala sobre amizade com Ice-T, vocalista do Body Count

imagemMorre Patricia Kisser, esposa do guitarrista Andreas Kisser

imagemAngra: vídeos e setlist de show celebrando "Rebirth" em SP, com convidada especial

imagemAxl Rose teria sofrido ataque de ansiedade antes de show, diz jornal


Stamp

Rodox: quando baterista estragou show da banda após João Gordo vê-lo rezando

Por Igor Miranda
Em 11/05/21

O vocalista João Gordo, do Ratos de Porão, relembrou uma história curiosa envolvendo o Rodox e a orientação religiosa de seus integrantes. A banda foi formada pelo vocalista Rodolfo Abrantes, em 2002, após converter-se ao cristianismo e deixar o Raimundos.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Em entrevista ao Flow Podcast, transcrita pelo Whiplash.Net, Gordo comentou sobre a ocasião em que Ratos de Porão e Rodox fizeram uma apresentação juntos em Salvador, na Bahia.

Além de narrar um bizarro "mau presságio" logo após Rodolfo falar sobre religião com ele, o vocalista destacou que o baterista do Rodox, Fernando Schaefer, teria estragado o show de sua própria banda depois de ser visto rezando com os companheiros.

"Mau presságio

João Gordo revelou que, naquela ocasião, viajou para Salvador no mesmo voo que Rodolfo Abrantes. O show na capital baiana seria, segundo ele, o último do Rodox.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

"Trombei com o Rodolfo no avião, sentei do lado dele. Não o via há anos. Ele só começou a falar de Deus no final das contas, porque ele perguntou se eu tinha sobrevivido ao meu rolê (overdose), que eu quase morri. Ele falou que Deus tinha outro propósito para mim. Falei: 'legal, né?'. E foi só isso", contou, inicialmente.

Uma surpresa desagradável aguardava João Gordo e Rodolfo nos arredores do hotel logo após a conversa sobre religião. "Chegando com ele no hotel, tinha um gramado e tinha um cara c*g*ndo. A b*sta estava gigante. Eu olhei e falei: 'filho da p*ta'. Logo, o c* do cara cortou o bagulho. Eu pensei: 'isso aí é um mau presságio'. Foi muito bizarro", relembrou, aos risos.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Show do Rodox acaba na segunda música

Já no local da apresentação, os músicos de ambas as bandas compartilharam o mesmo camarim. Foi quando João Gordo se deparou com o hábito que o Rodox tinha antes de cada show: fazer uma oração.

"O camarim do show era o mesmo. O Rodolfo chamou os caras do Rodox para orar, na nossa frente. Imagina eu e o Jão (guitarrista) segurando a risada com os caras orando", declarou.

Definido como "agressivão" pelo vocalista do Ratos de Porão, Fernando Schaefer, baterista do Rodox na época e ex-integrante do Korzus, não teria gostado de ser visto rezando junto dos colegas de banda. Segundo João Gordo, isso motivou o músico a chutar sua própria bateria logo na segunda música do show.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

"O Fernandão ficou p*to. Na segunda música, ele deu um tiro de meta na bateria e acabou com o show. A bateria foi parar a 90 metros de distância. [...] Tenho certeza que foi por isso (oração do Rodox). A gente ficou tirando um pelo, né? Os caras orando e ele deve ter pensado: 'c***lho, que vergonha, na frente do Gordo'. Por que ele iria fazer isso?", concluiu.

O trecho da entrevista em que João Gordo conta as histórias relacionadas ao Rodox pode ser assistido no player de vídeo a seguir.

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Airbourne 2022


publicidade
Ademir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | Andre Sugaroni | André Silva Eleutério | Antonio Fernando Klinke Filho | Bruno Franca Passamani | Caetano Nunes Almeida | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Eduardo Ramos | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cristofer Weber | César Augusto Camazzola | Dalmar Costa V. Soares | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Eric Fernando Rodrigues | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Helênio Prado | Henrique Haag Ribacki | Jesse Silva | José Patrick de Souza | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcelo H G Batista | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Ricardo Dornas Marins | Sergio Luis Anaga | Sergio Ricardo Correa dos Santos | Tales Dors Ciprandi | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Tom Paes | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp

Rodox: quando baterista estragou show da banda após João Gordo vê-lo rezando


Sobre Igor Miranda

Jornalista formado pela Universidade Federal de Uberlândia (UFU), com pós-graduação em Jornalismo Digital pela Universidade Estácio de Sá. Começou a escrever sobre música em 2007 e, algum tempo depois, foi cofundador do site Van do Halen. Colabora com o Whiplash.Net desde 2010. Atualmente, é editor-chefe da Petaxxon Comunicação, que gerencia o portal Cifras, Ei Nerd e outros. Mantém um site próprio 100% dedicado à música. Nas redes: @igormirandasite no Twitter, Instagram e Facebook.

Mais matérias de Igor Miranda.