RECEBA NOVIDADES ROCK E METAL DO WHIPLASH.NET NO WHATSAPP

Matérias Mais Lidas


Stamp

A melhor forma de combater o racismo estrutural, segundo Marcelo Barbosa

Por Gustavo Maiato
Postado em 11 de janeiro de 2022

O racismo estrutural é um conjunto de práticas dentro da sociedade que são estruturadas com base na discriminação por causa da cor da pele. Em entrevista recente para o canal Ibagenscast, o guitarrista Marcelo Barbosa (Angra) deu sua opinião sobre o racismo na sociedade brasileira e explicou qual seria, em sua visão, a melhor maneira de combater esse mal social. Confira os principais trechos abaixo.

Marcelo Barbosa - Mais Novidades

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE - GOO
Anunciar no Whiplash.Net Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

"Eu acredito que o racismo existe até onde achamos que não existe. Por exemplo, quando alguém fala: ‘não sou racista, tenho até um amigo preto’. Isso já é uma fala racista. A pessoa nem sabe! Outro dia, recebi um vídeo do Ministro do STF elogiando um cara e dizendo que ele era um ‘negro de primeira linha’, porque tinha se formado na França. Como se o negro já não fosse de primeira linha. No caso desse, aí sim. Essas falas são permeadas pelo racismo estrutural. Particularmente, eu não vivi situações claras de racismo, mas no Brasil isso é um problema, porque é um racismo velado. As pessoas não falam que são racistas. Muitas pessoas compactuam com isso sem perceber, mas algumas sabem que são racistas, mas não falam. Só falam para uma pessoa específica, em um ambiente que ela se sinta segura para falar. Em outros países como nos EUA – não que isso seja bom –, mas pelo menos você consegue combater algo que você está vendo. As pessoas não são dissimuladas. Elas falam: ‘sai daqui seu negro imundo’, e aí você pode ir lá e dar uma porrada na pessoa, ou chamar a polícia.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE - CLI
Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Mas quando falam: ‘infelizmente a vaga de emprego já está ocupada’ e na verdade é por causa da cor da pele, como você vai lidar com isso? Não tem como fazer uma acusação. Eu não sofri muito com o racismo. Em alguns momentos eu já me perguntei se algo era racismo, mas fico com medo de virar aquele cara que fala que tudo é racismo. Se não conseguir o que quer, diz que é racismo.

O que eu faço? A maior parte das pessoas que trabalham para mim são negras. Se a qualidade e o nível técnico forem os mesmos, acabo optando pelo negro porque acho que ele terá menos oportunidade. O outro já está na frente em um país como o Brasil. Se o branco for muito melhor, vou optar por ele. Não é a cor que estou avaliando.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE - DEN
Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Eu penso que manifestações são importantes, mas o mais eficiente de tudo mesmo é o negro ser foda e se tornar destaque em algo. O sucesso do outro autoriza o seu sucesso. Você vê que é possível. Olha o Joaquim Barbosa, Ministro do STF, ou o Anderson Silva. Na luta e futebol, vemos muitos negros. Penso que falta a gente divulgar mais casos de negros de sucesso, porque isso tem a ver com inspiração. Você vê alguém que parece com você, se identifica com aquilo e você vê que é possível, dá para tentar, senão vira algo muito distante. Por um lado, fico triste, já que moro em um prédio onde basicamente só eu sou negro. Eu frequento restaurantes em que quem é da minha cor está servindo ou limpando o chão. Sei que não é só racismo, existe uma história por trás. São apenas cento e poucos anos que o negro não é escravo no Brasil".

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE - GOO
Anunciar no Whiplash.Net Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal
Compartilhar no FacebookCompartilhar no WhatsAppCompartilhar no Twitter

Siga e receba novidades do Whiplash.Net:

Novidades por WhatsAppTelegramFacebookInstagramTwitterYouTubeGoogle NewsE-MailApps


Summer Breeze 2024

Marcelo Barbosa: entre os guitarristas mais sensuais do mundo


publicidadeAdriano Lourenço Barbosa | Airton Lopes | Alexandre Faria Abelleira | Alexandre Sampaio | Andre Facchini Medeiros | André Frederico | Ary César Coelho Luz Silva | Assuires Vieira da Silva Junior | Bergrock Ferreira | Bruno Franca Passamani | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Alexandre da Silva Neto | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cláudia Falci | Danilo Melo | Dymm Productions and Management | Efrem Maranhao Filho | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Fabio Henrique Lopes Collet e Silva | Filipe Matzembacker | Flávio dos Santos Cardoso | Frederico Holanda | Gabriel Fenili | George Morcerf | Henrique Haag Ribacki | Jesse Alves da Silva | João Alexandre Dantas | João Jesus Leitão Souza | João Orlando Arantes Santana | Jorge Alexandre Nogueira Santos | José Patrick de Souza | Juvenal G. Junior | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Marcus Vieira | Maurício Gioachini | Mauricio Nuno Santos | Odair de Abreu Lima | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Ricardo Cunha | Richard Malheiros | Roberto Andrey C. dos Santos | Sergio Luis Anaga | Silvia Gomes de Lima | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Victor Adriel | Victor Jose Camara | Vinicius Valter de Lemos | Walter Armellei Junior | Williams Ricardo Almeida de Oliveira | Yria Freitas Tandel |
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp
Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Sobre Gustavo Maiato

Jornalista, fotógrafo de shows, youtuber e escritor. Ama todos os subgêneros do rock e do heavy metal na mesma medida que ama escrever sobre isso.
Mais matérias de Gustavo Maiato.

 
 
 
 

RECEBA NOVIDADES SOBRE
ROCK E HEAVY METAL
NO WHATSAPP
ANUNCIAR NESTE SITE COM
MAIS DE 4 MILHÕES DE
VIEWS POR MÊS