Matérias Mais Lidas


Jeff Beck: "Meus amigos eram marginais, a guitarra me salvou"

Por André Garcia
Postado em 16 de janeiro de 2023

Dos 78 anos vividos por Jeff Beck, 60 foram devotados à música. De sua entrada para o Yardbirds como substituto de Eric Clapton à sua parceria com Johnny Depp, ele se tornou o maior dos guitarristas de música instrumental. Sem ele, provavelmente não haveria Joe Satriani, Steve Vai e Yngwie Malmsteen.

Jeff Beck - Mais Novidades

Foto: Rhino - Ross Halfin
Foto: Rhino - Ross Halfin
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE - GOO
Anunciar no Whiplash.Net Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Em entrevista com Kory Grow para a Rolling Stone ele relembrou que foi seu amor pela música o que o salvou da criminalidade: "Os únicos amigos que eu tinha eram bem marginais. Eles estavam a um passo da cadeia, todos eles. A guitarra me salvou daquilo. Eu nunca fiz grande sucesso — felizmente, provavelmente. Quando você olha a seu redor e vê quem ficou enorme, é um lugar bem deprimente, se você parar para pensar. Talvez eu tenha sido abençoado por não ter feito parte daquilo."

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE - CLI
Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Jeff Beck cantou no coral de uma igreja aos 10 anos, mas sabia que seu lance era a guitarra desde que ouviu Les Paul pela primeira vez aos seis. Ele aprendeu a tocar na adolescência com uma guitarra emprestada, enquanto tentava, em vão, fazer uma em casa. Na escola de arte ele conheceu Jimmy Page em 1962 — ao lado de quem poucos anos depois tocaria no Yardbirds.

Jeff Beck

Jeff Beck descobriu a guitarra aos seis anos, ouvindo Les Paul, mas só aprendeu a tocar na adolescência. Ainda jovem, se tornou um dos mais admirados guitarristas da Inglaterra em sua passagem pelo Yardbirds, no começo da segunda metade da década. Lá ele tocou ao lado de Jimmy Page, que já conhecia desde 1962, na escola de arte.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE - GOO
Anunciar no Whiplash.Net Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Após deixar o Yardbirds por divergências musicais, recrutou Rod Stewart e Ron Wood (como baixista!) para formar o Jeff Beck Group. Seu álbum de estreia, "Truth" (1968) foi pioneiro no blues pesado que inspirou Led Zeppelin, Deep Purple e Black Sabbath.

Como artista solo, ele buscou um caminho diferente de colegas como Eric Clapton ao investir na música instrumental. Farto das restrições criativas do rock, ele decidiu fazer música de qualidade que o desafiasse criativamente. Sua consagração foi o "Blow By Blow" (1975), um dos mais importantes álbuns instrumentais da década. Com produção de George Martin, o produtor dos Beatles, sua música e sonoridade foram polidas e lapidadas como nunca se havia ouvido.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE - CLI
Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Ao longo das décadas, por ter rejeitado as fórmulas e atalhos da música pop, Beck jamais fez o tipo de sucesso comercial atingido por muitos de seus contemporâneos. Pode não ter sido um dos mais populares, mas foi um dos mais respeitados por sua fidelidade a seus ideais artísticos. Ousado e inquieto, se renovava e quebrava as regras, como em seu polêmico flerte com a música eletrônica no final dos anos 90.

Jeff Beck morreu de meningite bacteriana em 10 de janeiro de 2023. A notícia pegou a todos de surpresa, e foi seguida por uma imediata inundação de comovidas homenagens dos maiores guitarristas do rock. Seu último álbum foi "18" (2022), gravado em parceria com Johnny Depp.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE - WHIP
Divulgue sua banda de Rock ou Heavy Metal
Compartilhar no FacebookCompartilhar no WhatsAppCompartilhar no Twitter

Siga e receba novidades do Whiplash.Net:

Novidades por WhatsAppTelegramFacebookInstagramTwitterYouTubeGoogle NewsE-MailApps




publicidadeAdriano Lourenço Barbosa | Airton Lopes | Alexandre Faria Abelleira | Alexandre Sampaio | André Frederico | Ary César Coelho Luz Silva | Assuires Vieira da Silva Junior | Bergrock Ferreira | Bruno Franca Passamani | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Alexandre da Silva Neto | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cláudia Falci | Danilo Melo | Dymm Productions and Management | Efrem Maranhao Filho | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Fabio Henrique Lopes Collet e Silva | Filipe Matzembacker | Flávio dos Santos Cardoso | Frederico Holanda | Gabriel Fenili | George Morcerf | Henrique Haag Ribacki | Jesse Alves da Silva | João Alexandre Dantas | João Orlando Arantes Santana | Jorge Alexandre Nogueira Santos | José Patrick de Souza | Juvenal G. Junior | Leonardo Felipe Amorim | Luan Lima | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Marcus Vieira | Maurício Gioachini | Mauricio Nuno Santos | Odair de Abreu Lima | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Ricardo Cunha | Richard Malheiros | Sergio Luis Anaga | Silvia Gomes de Lima | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Victor Adriel | Victor Jose Camara | Vinicius Valter de Lemos | Walter Armellei Junior | Williams Ricardo Almeida de Oliveira | Yria Freitas Tandel |
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp
Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Sobre André Garcia

Sou redator e tradutor freelancer e escritor, autor do livro de contos Liber IMP. Ouço rock desde pequeno, leio coisas sobre bandas desde sempre e escrevo sobre ela já tem anos. Cresci como fã de Iron Maiden e paladino do rock, mas já me tratei. Hoje sou fã de nomes como Beatles, David Bowie, The Cure, Kraftwerk e Velvet Underground, e de cenas como a Londres psicodélica, a Nova Iorque proto-punk e a Manchester pós-punk. Escrevo notas e notícias rápidas para o Whiplash.Net visando compartilhar conteúdo relevante sobre música e cultura pop.
Mais matérias de André Garcia.

 
 
 
 

RECEBA NOVIDADES SOBRE
ROCK E HEAVY METAL
NO WHATSAPP
ANUNCIAR NESTE SITE COM
MAIS DE 4 MILHÕES DE
VIEWS POR MÊS