Matérias Mais Lidas

Red Hot Chili Peppers: morre o ator Blackie Dammett, pai do vocalista Anthony KiedisRed Hot Chili Peppers
Morre o ator Blackie Dammett, pai do vocalista Anthony Kiedis

João Gordo: Comentários sobre metal espadinha, Angra e Andre Matos no Flow PodcastJoão Gordo
Comentários sobre "metal espadinha", Angra e Andre Matos no Flow Podcast

Guns N' Roses: as diferenças entre Steven Adler e Matt Sorum, segundo Gilby ClarkeGuns N' Roses
As diferenças entre Steven Adler e Matt Sorum, segundo Gilby Clarke

Rodox: quando baterista estragou show da banda após João Gordo vê-lo rezandoRodox
Quando baterista estragou show da banda após João Gordo vê-lo rezando

Kiss: Gene Simmons diz que Rock and Roll Hall Of Fame é uma farsa por não incluir MaidenKiss
Gene Simmons diz que Rock and Roll Hall Of Fame é uma farsa por não incluir Maiden

Taylor Hawkins: ele escondia que ouvia Rush e Led nos anos 80 para não parecer idiotaTaylor Hawkins
Ele escondia que ouvia Rush e Led nos anos 80 para não parecer idiota

Jon Schaffer: ele revela por quanto tempo ficou no Capitólio até levar spray na caraJon Schaffer
Ele revela por quanto tempo ficou no Capitólio até levar spray na cara

Edu Falaschi: em exclusiva, ele conta tudo sobre Vera Cruz, seu 1º álbum soloEdu Falaschi
Em exclusiva, ele conta tudo sobre "Vera Cruz", seu 1º álbum solo

Cavalera Conspiracy: Max confessa que mentiu a Iggor sobre primeiro álbum da parceriaCavalera Conspiracy
Max confessa que mentiu a Iggor sobre primeiro álbum da parceria

Rock and Roll Hall of Fame: o metal está sendo excluído da instituição? CEO respondeRock and Roll Hall of Fame
O metal está sendo excluído da instituição? CEO responde

Raimundos: Digão revela que recebeu proposta astronômica para reunião com RodolfoRaimundos
Digão revela que recebeu proposta "astronômica" para reunião com Rodolfo

Nirvana: A faixa mais subvalorizada em cada álbum, pela Ultimate Classic RockNirvana
A faixa mais subvalorizada em cada álbum, pela Ultimate Classic Rock

Papa Roach: o dia que Sharon Osbourne deu esporro e colocou o vocalista em seu lugarPapa Roach
O dia que Sharon Osbourne deu esporro e colocou o vocalista em seu lugar

Kiko Loureiro: guitarrista é vacinado contra a Covid-19 na FinlândiaKiko Loureiro
Guitarrista é vacinado contra a Covid-19 na Finlândia

Sebastian Bach: quando o pai do Bon Jovi ameaçou matá-loSebastian Bach
Quando o pai do Bon Jovi ameaçou matá-lo


Stamp
Edu Falaschi - Vera Cruz

Bark: os álbuns que marcaram o guitarrista Martin Furia

Por Emanuel Seagal
Em 28/04/21

O BARK é uma banda belga que começou no final de 2014 e nasceu das cinzas da banda de rock n' roll AGUARDENTE. O baterista Ward Van der Straeten e os guitarristas Rui Da Silva e Martín Furia (ex-JESUSMARTYR, FURIA) começaram a tocar e lançaram as bases de uma nova banda. Dada a natureza das músicas curtas e raivosas que eles estavam fazendo, eles decidiram chamar a banda de BARK. O grupo lançou no final do ano passado "Written In Stone", seu terceiro álbum de estúdio.

O produtor e guitarrista Martin Furia contou ao Whiplash.Net um pouco dos álbuns que marcaram sua vida, confira.

Iron Maiden - "The Number of the Beast"

Provavelmente o primeiro álbum de Heavy Metal que eu ouvi, e foi maravilhoso para mim. Eu ouvia isso todos os dias. Os solos, os vocais, a bateria, as letras, adorei, adorei tudo naquele álbum e, definitivamente, mudou minha vida, precisava saber mais disso.

Judas Priest - "Screaming For Vengeance"

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Então eu fui fisgado, eu queria ser um Metal Head. Dê-me mais Heavy Metal. Meu professor de guitarra na época tinha esse álbum e me disse "Se você gostou do Maiden, então você tem que ir para o Judas Priest!" E ele estava tão certo!

A introdução em "Hellion / Electric Eye" foi incrível, todo o álbum é ótimo e eu lembro que amei o som da guitarra naquele álbum, gostei mais dele do que do Maiden, ainda acho que o Judas sempre teve sons incríveis de guitarra.

Então eu fui para "Painkiller" e isso foi incrível também, mas cronologicamente para mim chegou primeiro "Screaming..."

Black Sabbath - "Dehumanizer"

Eu precisava de mais Heavy Metal e o próximo passo natural foi o Black Sabbath, e o "Dehumanizer" acabava de ser de ser lançado, nao muito antes. Lembro como começa com a bateria soando enorme. Nossa! E as guitarras e baixo entram e é como cair um inferno na sua cabeça. Dio estava em chamas naquele álbum e tudo parecia grande, misterioso e pesado. Amei todas as músicas desse álbum e dai comecei a ficar interessado em saber mais do Sabbath, e fui descobrindo toda a discografia deles.

Slayer - "Decade of Aggression"

Foi o primeiro álbum de thrash que tive em mãos, em 91/92. Eu já gostava de Heavy Metal e era um garoto de 13 anos quando coloquei minhas mãos nele, comprei porque parecia foda pela capa. Lembro-me da introdução de "Hell Awaits" explodindo no meu quarto e sabia que não havia como voltar. Depois disso eu comecei a pegar todos os álbuns deles porque eu nem sabia que era um álbum ao vivo tocando músicas de vários álbuns diferentes, eu só achei que eram músicas ótimas, então peguei tudo que tinha o logo do Slayer, eu fiz minha primeira camiseta rockeira com uma tinta de merda e uma camiseta velha pintando o logo do slayer ai, hahaha . O Slayer foi a primeira banda em que fiquei viciado e me fez mergulhar no thrash metal.

Sepultura - "Arise"

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Depois do Slayer eu comecei a investigar o thrash e ouvi falar do Sepultura, comecei a andar com Metalheads um pouco mais velhos que eu e eles me disseram se você gosta do Slayer, você vai gostar do Sepultura. E ganhei "Arise" PUTA QUE PARIO !!!

A introdução já te falava que o fim do mundo tava vindo e quando a música começou eu não pude acreditar no que estava ouvindo, a agressividade, o som, os vocais, os solos, porra! Era imparável! Tão filho da puta, tão durão, tão cheio de nuances diferentes, ainda amo aquele álbum até hoje e foi uma influência enorme para mim. Eu passava tardes inteiras depois da escola tocando essas músicas no violão. Eu estava jogando futebol naquela época, meu sonho era ser jogador de futebol, e achei o thrash metal muito mais legal, então tchau futebol! Lembro-me de meus amigos tocando a campainha "Ei, vamos jogar futebol" e eu pensei "talvez me junte a você mais tarde, estou tocando guitarra agora!". E nunca mais joguei futebol. Eu me lembro que alguns anos depois vi o Sepultura ao vivo em Buenos Aires e decidi que era o que eu queria fazer para toda a minha vida, ter minha banda e tocar thrash metal.

Metallica - "Master of Puppets"

Foi a época em que o Black Album foi lançado e o Metallica era enorme. Eu curti, mas eu estava totalmente envolvido com Thrash Metal e achei aquele álbum um pouco suave.

Comprei então uma edição especial de uma revista Metal Hammer Espanhola que tinha apenas Metallica e Sepultura, e li a história e vi as fotos legais e todas as artes e fui para o Master Of Puppets. Quando ouvi "Battery" pensei "Woooouw! esses caras eram bem mais pesados ​​!! E então todo o álbum foi uma obra-prima. Depois disso, entrei em todos os seus álbuns e me tornei um grande fã. E até o "Black Album" se tornou um favorito, e ainda é até hoje.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Outro álbum que me impulsionou a tocar guitarra cada vez mais.

Megadeth - "Rust in Peace"

Nessa revista do Metallica e do Sepultura tinha uma parte de biografia e falam do Dave Mustaine como ex-membro e que ele fez o Megadeth. ENTÃO EU TINHA QUE OUVIR, Lembre-se disso 1991-92, sem internet, sem nada, todas as informações vieram para você assim ou através de amigos. Então, Megadeth é agora. Fui comprar uma fita de Rust in Peace, adorei a capa e tive certeza que iria gostar, naquela época tinha uma loja que se chamava Musimundo, e com um amigo juntávamos a grana para pegar uma fita cassete, copiavamos ela e depois voltávamos e dizíamos se podíamos trocar por que não gostamos, fizemos isso várias vezes até que os caras não trocaram mais hahahaha, mas este pegamos assim original.

Me lembro do início de "Holy Wars". Esse álbum é uma obra-prima total. No início dos anos 90 foram feitos álbuns incríveis porque todas as bandas de thrash dos anos 80 já estavam há 10 anos fazendo suas coisas e eram muito refinadas nessa época.

Hermética - "Acido Argentino"

O primeiro álbum de Thrash Metal argentino que ouvi. Eu adorei, soava diferente para todas aquelas bandas americanas / europeias, era falando na minha língua e sobre as coisas que eu vivia. No começo foi estranho porque eu gostava totalmente de inglês, mas com o tempo fiquei completamente viciado e acho que este é o melhor álbum de Thrash Metal já feito na Argentina e duvido que algum dia será superado. Eu ainda ouço e traz emoções para mim que poucas bandas me provocam.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Destruction - "Infernal Overkill / Kreator - Coma of Souls"

Um amigo meu me disse que havia "The German Way" de tocar thrash e gravou uma fita TDK de 90 minutos com Destruction de um lado e Kreator do outro. Nossa isso foi foda, Destruction era cru e insano e Kreator era mais refinado e melódico, mas ambos eram extremamente brutais e eu podia entender o que era aquele jeito alemão de tocar thrash metal.

Entombed "Left Hand Path"
Death "Human"
Obituary "Cause of Death"
Carcass "Necroticism..."
Napalm Death "Harmony Corruption"

Desculpe, eu tenho que colocar tudo isso junto! Depois de entrar no Thrash eu precisava de mais velocidade, mais agressividade e Death Metal era o que eu queria! Eu já tinha um monte de amigos Metalheads e nós ouvíamos por horas todo tipo de álbums, eu também já estava montando minha primeira banda. Um amigo me deu todos esses CDs juntos. Porra, eu nem saía do meu quarto! Eu estava explodindo aqueles álbuns o DIA INTEIRO!

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Pentral
Arte Musical
publicidade
Ademir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | Andre Sugaroni | André Silva Eleutério | Antonio Fernando Klinke Filho | Bruno Franca Passamani | Caetano Nunes Almeida | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Eduardo Ramos | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cristofer Weber | César Augusto Camazzola | Dalmar Costa V. Soares | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Eric Fernando Rodrigues | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Helênio Prado | Henrique Haag Ribacki | Jesse Silva | José Patrick de Souza | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcelo H G Batista | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Ricardo Dornas Marins | Sergio Luis Anaga | Sergio Ricardo Correa dos Santos | Tales Dors Ciprandi | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Tom Paes | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp

Metallica, Guns, Slipknot, Kiss: tombos, erros e fatos engraçadosMetallica, Guns, Slipknot, Kiss
Tombos, erros e fatos engraçados

Heavy Metal: os maiores álbuns da história para os gregosHeavy Metal
Os maiores álbuns da história para os gregos


Sobre Emanuel Seagal

Descobriu o metal com clássicos como Iron Maiden e Black Sabbath. Hoje em dia, entre outros gêneros musicais, e sem se limitar a rótulos, ouve principalmente doom, viking e folk metal. Sempre que possível está em busca de novas bandas que tenham algo a transmitir alem de clichês, e mesmo em meio a tantas novidades não dispensa pérolas como o bom e velho Candlemass. Acompanha o Whiplash! desde os primórdios, tendo iniciado sua vida de internauta no mesmo ano de criação do site (1996). Há algum tempo está envolvido com metal, seja trabalhando com eventos, bandas, gravadoras ou imprensa, na tentativa de contribuir de alguma forma para o crescimento desse que é um dos segmentos mais apaixonantes da música, o metal.

Mais informações sobre

Mais matérias de Emanuel Seagal no Whiplash.Net.