Matérias Mais Lidas

imagemLady Gaga: "o Iron Maiden mudou a minha vida!"

imagemSummer Breeze Open Air Brasil acontece em abril de 2023 em São Paulo

imagemA bizarra exigência de Ace Frehley para participar da última turnê do Kiss

imagemAlice Cooper diz que em sua equipe "todo mundo é tratado como a banda"

imagemEngenheiros do Hawaii e as tretas com Titãs, Lulu Santos, Lobão e outros

imagemMax Cavalera revela como "selou a paz" com Tom Araya, vocalista do Slayer

imagemPink Floyd: Suas 10 músicas mais subvalorizadas, segundo a What Culture

imagem"Stranger Things" traz cena com "Master of Puppets", do Metallica

imagemO álbum do The Who que Roger Daltrey achou "uma m*rda completa

imagemPink Floyd: Gilmour nega alegação de Waters sobre "A Momentary Lapse of Reason"

imagemVital, o ex-Paralamas que virou nome de música e depois foi pro Heavy Metal

imagemMax Cavalera diz quais foram os dois discos mais difíceis que já gravou

imagemO grave problema do refrão de "Eagle Fly Free", segundo Fabio Lione

imagemDavid Bowie recusou (mais de um) convite para produzir o Red Hot Chili Peppers

imagemA opinião de Arnaldo Antunes sobre a competição interna que havia nos Titãs


Stamp

Scorpions: as 11 músicas que mudaram a vida de Klaus Meine

Por Leonardo Daniel Tavares da Silva
Fonte: Classic Rock
Em 14/02/16

Em matéria da Classic Rock, Klaus Meine, vocalista dos SCORPIONS, revelou as 11 músicas que mudaram sua vida. "Eu tinha 8 ou 9 anos e nas festas de família eu era convidado a cantar a Ave Maria. E me davam cinco marcos por isso". Maine continua falando sobre quando descobriu ELVIS PRESLEY: "Você nunca escutava esse tipo de coisa nas rádios da Alemanha, mas eu tinha uma prima, Vera, que era um pouco mais velha que eu e colocava uns discos do ELVIS e do LITTLE RICHARDS. Então, eu adequei minha voz ao estilo daqueles grandes cantores".

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Meine criou uma lista com as 11 faixas que tiveram um grande impacto em sua vida. Veja abaixo:

The Kinks – You Really Got Me (1964)
The Beatles – Twist And Shout (1963)
The Who – I Can't Explain (1964)
Led Zeppelin – Whole Lotta Love (1969)
Deep Purple – Child In Time (1970)
Jimi Hendrix – Hey Joe (1966)
Cream – Strange Brew (1967)
Rolling Stones – The Last Time (1965)
Simon & Garfunkel – The Sound Of Silence (1964)
The Mamas & The Papas – California Dreamin' (1965)
Elvis Presley – Blue Suede Shoes (1956)

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Leia a matéria completa, com comentários de Meine (em inglês) sobre cada um dos discos no site da Classic Rock.

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Airbourne 2022
publicidade
Ademir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | Andre Sugaroni | André Silva Eleutério | Antonio Fernando Klinke Filho | Bruno Franca Passamani | Caetano Nunes Almeida | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Eduardo Ramos | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cristofer Weber | César Augusto Camazzola | Dalmar Costa V. Soares | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Eric Fernando Rodrigues | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Helênio Prado | Henrique Haag Ribacki | Jesse Silva | José Patrick de Souza | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcelo H G Batista | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Ricardo Dornas Marins | Sergio Luis Anaga | Sergio Ricardo Correa dos Santos | Tales Dors Ciprandi | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Tom Paes | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp

Clássicos quarentões - Scorpions - "Blackout" e Kiss - "Creatures of the Night" (vídeo)


Scorpions: 20 situações que identificam um fã da banda


Axl Rose: "ele é um fracassado", diz mulher de Slash


Sobre Leonardo Daniel Tavares da Silva

Daniel Tavares nasceu quando as melhores bandas estavam sobre a Terra (os anos 70), não sabe tocar nenhum instrumento (com exceção de batucar os dedos na mesa do computador ou os pés no chão) e nem sabe que a próxima nota depois do Dó é o Ré, mas é consumidor voraz de música desde quando o cão era menino. Quando adolescente, voltava a pé da escola, economizando o dinheiro para comprar fitas e gravar nelas os seus discos favoritos de metal. Aprendeu a falar inglês pra saber o que o Axl Rose dizia quando sua banda era boa. Gosta de falar dos discos que escuta e procura em seus textos apoiar a cena musical de Fortaleza, cidade onde mora. É apaixonado pela Sílvia Amora (com quem casou após levar fora dela por 13 anos) e pai do João Daniel, de 1 ano (que gosta de dormir ouvindo Iron Maiden).

Mais matérias de Leonardo Daniel Tavares da Silva.