Matérias Mais Lidas

Kiss: SBT libera vídeo oficial e completo da banda no Programa Livre em 1994Kiss
SBT libera vídeo oficial e completo da banda no Programa Livre em 1994

Motörhead: Mikkey Dee relembra o último (e triste) encontro com LemmyMotörhead
Mikkey Dee relembra o último (e triste) encontro com Lemmy

Noruega: 15 grandes bandas formadas no país do black metalNoruega
15 grandes bandas formadas no país do black metal

Loudwire: A melhor música de metal por ano desde 1970Loudwire
A melhor música de metal por ano desde 1970

Capas de Discos: A beleza da arte blasfemaCapas de Discos
A beleza da arte blasfema

Noisecreep: os 10 clipes mais assustadores do heavy metalNoisecreep
Os 10 clipes mais assustadores do heavy metal

Suécia: 15 grandes bandas de rock surgidas no país escandinavoSuécia
15 grandes bandas de rock surgidas no país escandinavo

Simone Simons: a nudez na capa de Divine ConspiracySimone Simons
A nudez na capa de Divine Conspiracy

Metal Raiz: 26 músicas com pelo menos três segundos de introdução no baixoMetal Raiz
26 músicas com pelo menos três segundos de introdução no baixo

Resenha - Battle at Garden's Gate - Greta Van Fleet
Resenha - Battle at Garden's Gate - Greta Van Fleet

Guns N' Roses: cantora de apoio revela como era fazer turnê com a banda nos anos 90Guns N' Roses
Cantora de apoio revela como era fazer turnê com a banda nos anos 90

Dire Straits: Luiz Caldas faz ótima versão acústica para Sultans of Swing e viralizaDire Straits
Luiz Caldas faz ótima versão acústica para "Sultans of Swing" e viraliza

João Gordo: divulgando panfleto do que seria, segundo ele, o 1° show punk do BrasilJoão Gordo
Divulgando panfleto do que seria, segundo ele, o 1° show punk do Brasil

Suécia: 25 grandes bandas de metal que surgiram no país escandinavoSuécia
25 grandes bandas de metal que surgiram no país escandinavo

Bob Dylan: Quem são os seus 20 maiores heróis na música?Bob Dylan
Quem são os seus 20 maiores heróis na música?


Firewing
Stamp

Top 10: Melhores Baixistas de todos os tempos

Por Marcelo Dias Albuquerque
Em 10/09/13

Primeiro, quero esclarecer que esta lista não é uma lei. Se você discorda dela, tudo bem, pois isso não é proibido. Segundo, e mais importante: ela se refere a baixistas dentro dos gêneros rock e metal, pois é evidente que seria impossível fazer um top 10 com todos os baixistas que já existiram em todos os gêneros musicais.

Nesta lista pretendo também justificar minhas escolhas. É aconselhável que, antes de criticar ou reclamar que o seu ídolo não esteja na lista, você leia e interprete devidamente a explicação que foi dada para cada caso.

Segue:

1 - Geddy Lee (RUSH)

- Rush, uma banda de três integrantes. Todos excelentes músicos. No entanto, o baixista é também o vocalista, o compositor, e eventualmente toca teclado para suprir as necessidades da música. Quem consegue fazer esse tipo de coisa? Geddy Lee.

Só o fato dele conseguir tocar "Tom Sawyer" ao mesmo tempo em que canta já é de uma imensa surpresa. Outro fato surpreendente demais é um baixista conseguir se destacar ao lado de um baterista único como Neil Peart. Simplesmente incrível.

O baixo de Geddy Lee é pulsante. É vivo. Ele está sempre aparecendo sem soar repetitivo ou intrometido demais. Ainda podemos somar tudo isso com a incrível ligação que ele tem com o público.

Diferente de qualquer banda, em tudo que lembramos do Rush, lembramos do groove mais do que dos riffs.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

2 - Geezer Butler (Black Sabbath)

- Não sei até que ponto é necessário justificar a presença de Butler nesta lista. Falar de baixistas e não falar dele seria impossível. Irreverente, único e extremamente peculiar na forma de tocar. Até mesmo a regulagem de timbres que ele usa/usava é completamente diferente de quase tudo que o mundo já viu.

Este baixista sempre foi extremamente criativo. Em vez de se deixar apagar pela guitarra genial de Iommy, ele conseguiu trabalhar junto com ela tornando o Black Sabbath a maior banda de heavy metal do mundo. E neste caso, não vou citar músicas. É possível ouvi-lo em qualquer música do Sabbath.

3 - David Ellefson (Megadeth)

- Este, para mim, é essencial. Ellefson é não só um excelente baixista mas também um ótimo compositor. Ao lado de Mustaine, ajudou a tornar o Megadeth numa das maiores bandas que o mundo já viu.

E é impossível citar este grande músico sem citar "Peace Sell's". Uma introdução de baixo marcante e extremamente criativa.

4 - Michael LePond (Symphony X)

- Músicas como "Domination", "Eve of Seduction" e "Egypt" mostram o quanto este baixista sabe ser um diferencial para a banda. Além de tocar rápido e fazer arpejos quase impossíveis, ele também faz o mais importante: harmonizar-se com a música. Isso é especialmente notável em Egypt, onde há um solo de baixo feito em tapping, quase inaudível mas indispensável durante o solo da guitarra. Ele não quer aparecer, quer apenas ser notado.

5 - Flea (RHCP)

- Tudo que Flea fez ou faz com o baixo é simples. E é simplesmente genial.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Não é difícil tocar baixo como o Flea toca, e isso é claro. Mas é muito difícil alguém ter criado o que ele criou. Acredito que saber ser notado sem extrapolar o bom senso é uma arte, e certamente ele é integrante mais indispensável da banda. Além disso, tem presença de palco ímpar.

Entre suas principais execuções estão "Dani Califórnia", "Higher Ground" (adaptada de Steve Wonder) e "By the Way".

6 - Steve Harris (Iron Maiden)

- Este baixista precisa constar nesta lista. Além de ser uma grande influência até hoje para muitos músicos, foi sobretudo uma inspiração para músicos de sua época. É um artista completo. Criativo, inteligente, tem postura e presença de palco. Só o fato de vê-lo tocar já é empolgante. Além disso faz ótimos backing vocals, eventualmente toca teclado e é simplesmente o fundador e principal compositor do Iron Maiden, única banda de Heavy Metal com estabilidade e sucesso ininterrupto desde sua origem.

Alguns dos trabalhos mais notáveis de Harris como baixista são perceptíveis em "Killers", o álbum inteiro, "Powerslave" e "2 minutes to midnight", entre muitos outros.

7 - Rex Brown (Pantera)

- O trabalho de Rex Brown no Pantera é tão sólido quanto a sua contribuição para o thrash metal. Sua forma de tocar e compor serviu de tanta inspiração que a banda quase sempre adaptava suas composições em cima dos grooves que ele criava. Isso levou a banda a se auto-rotular de "groove metal", por ter essencialmente uma enorme ligação com as linhas de baixo.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Se você tem alguma dúvida disso, ouça "5 Minutes Alone", "Medicine Man" ou "The Art of Srhedding". Simplesmente geniais.

8 - Cliff Burton (Metallica)

- Para mim, esta é uma escolha um pouco controversa. Existem muitos exageros quando o assunto é Cliff Burton. Ele foi um baixista muito superestimado desde que morreu, e isso me deixou em dúvida no momento da escolha. Mas é incontestável a colaboração dele como compositor e sobretudo como um elemento extremamente carismático, com a vitalidade e a energia que o público gosta de ver.

Sempre muito ativo, Cliff Burton arrepiava nos shows, embora seja claro que ele não procurava ser notado nas músicas gravadas em estúdio. Contudo, destaco "Orion" e "For Whom The Bell Tools" como suas melhores contribuições ao Metallica. E a julgar pelo primeiro álbum da banda se comparado à evolução que ela teve ao lançar o Ride the LIghtning, é possível perceber que Burton era mesmo um membro muito importante dentro daquele grupo.

9 - Luis Mariutti (Angra/Shaman)

- Este baixista é bastante desprezado pelo público em geral, embora ele tenha muitas contribuições para o metal nacional. Se comparado ao seu sucessor no Angra, Mariutti era um baixista muito mais centrado no que queria. Sabia o momento certo de aparecer e usava a dosagem certa de seu talento, sem exagerar.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

A própria "Carry On", que foi o maior clássico do Angra, possui uma linha de baixo extremamente rica e complexa, sem a qual a música não seria a mesma. Em "Nothing to Say" também podemos ouvir uma criatividade sonora muito peculiar deste grande baixista.

10 - Roger Waters (Pink Floyd)

- Se pararmos pra pensar, Waters não era nenhum virtuoso. Mas vale a pena ressaltar que ele sabia perfeitamente o que fazer e quando fazer. Músicas como "Money" e "Another Brick on the Wall" mostram isso de forma evidente. O baixo se faz presente, sem extrapolação alguma, apenas a mera simplicidade que a música precisa. Isso faz dele um bom baixista e um ótimo músico.

Encerro então minha lista. Espero que tenha sido útil de alguma forma.

Comente: Quem são os melhores baixista de todos os tempos na sua opinião?

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Pentral
Arte Musical
publicidade
Ademir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | Andre Sugaroni | André Silva Eleutério | Antonio Fernando Klinke Filho | Bruno Franca Passamani | Caetano Nunes Almeida | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Eduardo Ramos | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cristofer Weber | César Augusto Camazzola | Dalmar Costa V. Soares | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Eric Fernando Rodrigues | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Helênio Prado | Henrique Haag Ribacki | Jesse Silva | José Patrick de Souza | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcelo H G Batista | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Ricardo Dornas Marins | Sergio Luis Anaga | Sergio Ricardo Correa dos Santos | Tales Dors Ciprandi | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Tom Paes | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp

Death Metal: as 10 melhores bandas de acordo com a AOLDeath Metal
As 10 melhores bandas de acordo com a AOL

Lista: clássicos do rock e do metal que ninguém aguenta mais ouvir - Parte 1Lista
Clássicos do rock e do metal que ninguém aguenta mais ouvir - Parte 1