Aerosmith: Cinco discos essenciais do grupo

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Renato Trevisan, Fonte: Blog O Caralho a 4
Enviar correções  |  Comentários  | 

Aerosmith é uma das mais competentes bandas da história do Rock e, junto com Kiss, divide o posto de mais importante/ influente banda de Rock americano. O grupo foi formado no final dos anos 60, com uma junção das bandas Chain Reaction, do vocalista Steven Tyler, e Jam Band, do guitarrista Joe Perry e do baixista Tom Hamilton. Com o passar dos anos a banda atravessou momentos de autos e baixos, mas com muito talento - ou se vendendo (rs), conseguiu se manter no topo.

411 acessosSteven Tyler: "Dude (Looks Like A Lady)" com Caitlyn Jenner?5000 acessosSeparados no nascimento: Cazuza e Lauro Corona

Fazer uma lista sobre álbuns essenciais do Aerosmith, definitivamente, não é uma tarefa tão dificil, pois mesmo os mais extremistas reconhecem a genialidade da banda em épocas determinadas, logo, o resto, é facilmente "descartável".

Aerosmith (1973)

O álbum de estreia da banda de Boston, mostra um Hard Rock fortemente calcado no Blues. É um disco cru e direto, onde o feeling prevalece. As guitarras super entrosadas e sujas de Joe Perry e Brad Whitford dão um show de riffs e contrastam com a cozinha pesada da banda. Já Tyler estava "amadurecendo" seu vocal, logo, não esperem ouvir aquela voz "doce" e melódica dos tempos vindouros, pois aqui ela é seca e bem parecida com a de Mick Jagger. Hinos como "Mama Kin" e "Dream On" foram revelados com esse lançamento.

Get Your Wings (1974)

Mesmo com o fracasso do primeiro álbum, a banda entrou em estúdio com a produção do competentíssimo Bob Ezrin e gravou "Get Your Wings". Esse é um dos álbuns mais curiosos do grupo, pois supõem-se que nem Joe Perry, nem Brad Whitford tocaram nele e além disso, dizem que Joey Kramer quase não conseguiu tocar algumas partes do álbum, tendo que repetir até 23 vezes certas músicas e, com isso, quase sendo substituído também. Mas voltando a música em si, aqui temos uma grande evolução musical, pois aquele Hard Blues seco se transformou em Hard Rock puro e de qualidade suprema. Só que mesmo com clássicos como "Same Old Song And Dance", S.O.S. (Too Bad) e "Train Kept a Rollin'" - música do The Yardbirds que virou hino nas mãos do Aero, o álbum também foi fracassado nas vendas.

Toys In The Attic (1975)

Foi com "Toys In The Attic" que o Aerosmith chegou ao topo. É incrível a evolução musical que a banda apresenta aqui, pois percebemos composições mais encorpadas e coesas. A banda estava afiadamente entrosada e a criatividade, bom, digamos que drogas fazem você compor coisas legais (risos), então, notamos músicas mais pesadas e com alguns toques punks. Embalado por clássicos como a faixa título; "Walk This Way" com seu riff super pegajoso e "Sweet Emotion", com sua linha de baixo matadora. Na época o álbum vendeu 8 milhões de cópias e fez os garotos de Boston ganharem o mundo.

Rocks (1976)

No auge da loucura química, o Aerosmith compôs seu álbum definitivo. Se "Toys In The Attic" levou o grupo às alturas, "Rocks" escreveu seu nome, de vez, no Hall dos grandes do Rock. Um álbum mais pesado e abrangente que seu antecessor. Os toques punks aumentaram e o Heavy Metal ganhou espaço nas composições, mas a essência do Aerosmith ainda está lá. O Hard Rock da banda ainda estava presente, alguma vezes em faixas mais cruas, outras em faixas mais festeiras e em algumas, em faixas mais experimentais. Músicas como a abertura matadora com "Back In The Saddle" - onde Joe Perry arruma um baixo de 5 cordas para dar mais peso a canção; a sonzeira Punk de "Rats In The Cellar"; a pesadíssima "Nobody's Fault" - que para vocês terem uma ideia do peso, foi regravada pelo Testament com seus acordes originais, entre outras, marcaram a vida de gerações de rockeiros. Slash que o diga.

A escolha desse último álbum foi mais difícil, pois os outros 4 álbuns já citados são unânimes. Para o posto de 5º disco desse post, eu estava na dúvida entre "Draw The Line" - onde o abuso de drogas já era sentido, "Permanent Vacation" - a ressurreição do grupo, "Pump" - o firmamento no final dos anos 80, "Get A Grip" - o álbum multi platinado, e "Nine Lives" - considerado a obra prima da banda.

Pois bem, não escolhi "Draw The Line" pelo motivo já citado; "PV" não me soa tãaao imponente e os dois últimos já soam vendidos e pops. Logo, o escolhido foi "Pump".

Pump (1989)

Depois que Joe e Brad voltaram a banda, o grupo lançou o fraco "Done With Mirrors" (1985) e depois o bom "Permanent Vacation" (1987), que os restabeleceu nas paradas e recomeçou uma safra de sucesso, vendendo 4 milhões de cópias. Já em 1989, "Pump" foi lançado, vendeu 10 milhões de exemplares e mostrou uma nova faceta do Aerosmith. Não! O som blueseiro não desapareceu, mais ficou mais pomposo, com alguns toques pops. Foi nessa época que a influência externa começou a afetar o som da banda, mas em "Pump" isso foi benéfico, visto que aqui temos um Rock N' Roll agitado e frenético com guitarras bem entrosadas - chega até ser pleonasmo falar isso quando se trata de Joe e Brad, cozinha pesada e Tyler, arrisco-me a dizer, em seu ápice vocal. "Pump" é um dos poucos discos de Rock que podem ter todas as suas músicas incluídas em um "The Best Of", pois é incrível e justificável chamá-lo realmente de "álbum da volta do Aerosmith".

Os responsáveis são citados no texto. Não culpe os editores. :-)

Por que destacamos matérias antigas no Whiplash.Net?

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Mais comentários na Fanpage do site, no link abaixo:

Post de 10 de junho de 2012

Top 20Top 20
Os discos e singles mais odiados do rock, segundo o UCR

411 acessosSteven Tyler: "Dude (Looks Like A Lady)" com Caitlyn Jenner?389 acessosLoja de Discos do Cassio: Aerosmith no Rock in Rio556 acessosAerosmith: tres vídeos retrospectivos de shows recentes0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Aerosmith"

Steven TylerSteven Tyler
Jantar farto e comida a moradores de rua em Porto Alegre

AerosmithAerosmith
Tudo que esconderam de você - Parte I

CuriosidadesCuriosidades
Quarenta fatos inacreditáveis sobre artistas de rock

0 acessosTodas as matérias da seção Maiores e Melhores0 acessosTodas as matérias sobre "Aerosmith"

Separados no nascimentoSeparados no nascimento
Cazuza e Lauro Corona

AC/DCAC/DC
As 10 melhores músicas da banda com Bon Scott

EvanescenceEvanescence
Estranha criatura em foto de Amy Lee com seu filho

5000 acessosMetallica: garoto de 10 anos destrói com Enter Sandman em programa de TV5000 acessosRatos de Porão: O elogio de João Gordo aos garotos do Restart5000 acessosNirvana: Polícia de Seattle libera novas fotos do corpo de Cobain5000 acessosDave Mustaine: em clima hueBR, pede ajuda para banda ter avião como o Maiden5000 acessosJapão: a última fronteira para colecionadores de discos5000 acessosJimi Hendrix: Segundo Carmine Appice, ele não gostava do Led

Sobre Renato Trevisan

Autor sem foto e/ou descrição cadastrados. Caso seja o autor e tenha dez ou mais matérias publicadas no Whiplash.Net, entre em contato enviando sua descrição e link de uma foto.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online