Cinco motivos para cantar agudo

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Luiz Felipe Lima, Fonte: DELFOS
Enviar correções  |  Ver Acessos

Admita, delfonauta, você já cantou agudo alguma vez na vida. Talvez você tenha tentado imitar o Michael Jackson ou até mesmo o Justin Bieber, e para isso teve que deixar a sua voz tão aguda quanto possível. Você provavelmente se sentiu constrangido por estar fazendo voz fina, mas aqui venho eu para mostrar que cantar agudo é o exato oposto da vergonha alheia: é simplesmente fenomenal! Sim, confesso que sou fã de Andre Matos, Iron Maiden e cantor de voz aguda nas horas vagas. Em qualquer outro lugar, isso seria um problema, pois tiraria a minha imparcialidade para falar de um assunto tão importante quanto este, mas, ei, estamos no DELFOS, o seu site nerd de jornalismo parcial reflexivo preferido! Então, encha de ar os pulmões, contraia o seu diafragma e venha comigo ver cinco motivos para cantar agudo.

Kiss FM: as 500 mais tocadas pela rádio em 2008Fotos de Infância: Skid Row

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Matéria originalmente publicada no site Delfos
http://www.delfos.jor.br.

5 - É LEGAL

Vamos lá, poucas coisas são tão legais quanto cantar. Poder sentir a música através da sua voz, cantar junto com a banda... São sensações indescritíveis, e só quem já foi a um show de uma banda que gosta entende o que eu estou falando. Só que melhor ainda do que cantar é cantar agudo. Seja você homem ou mulher, alto ou baixo, nerd ou muito nerd, cantar fino pode tornar sua vida mais feliz. Não acredita? Faça uma experiência: vá a um show de uma banda qualquer cujo vocalista cante bem agudo, como por exemplo o Angra ou Massacration. Repare como os fãs da banda, após aquele primeiro reconhecimento na fila, rapidamente se tornam amigos e começam a cantar junto - com a voz tão aguda quanto possível. Posso dizer com propriedade que nada é tão legal quanto um grupo de homens numa fila cantando Wuthering Heights e fazendo cara de macho.

4 - VOCÊ NAO PRECISA SABER CANTAR

O delfonauta mais questionador já deve ter se perguntado: "como assim eu não preciso saber cantar para cantar agudo?". Hello, delfonauta, estamos no século XXI! Tudo o que você precisa é de um software e voilá! Você vai cantar agudo e perfeitamente afinado. Pode parecer trapaça, mas não é. Nem todos nascem com a voz aguda, e às vezes o artifício tecnológico se mostra necessário. O importante é cantar, não importa como - e que seja tão agudo quanto possível.

3 - NAO EXISTEM AMARRAS

Uma das coisas mais fascinantes desta nobre arte é a sua versatilidade. Você não precisa ser um caçador de dragões para cantar desta forma (embora ajude), assim como também não precisa ser um cantor pop com paletó de lantejoulas. Indo da ópera ao Europe, o que se vê é que não importa o estilo, o fato é que a voz aguda deixa qualquer música mais interessante - até mesmo o pagode do Thiaguinho. Ou vai dizer que a melhor parte da música não foi a voz aguda no coro do refrão?

2 - PODE TE TORNAR ATOR

Quem já viu o filme Rock Star se lembra muito bem de uma das cenas finais: Mark Wahlberg puxa um fã da plateia - que canta mais agudo ainda - e o deixa tomar o seu lugar como vocalista na banda Steel Dragon. O que nem todo mundo sabe é que o ator que fez esse fã é na verdade Myles Kennedy, vocalista do Alter Bridge e também da carreira solo do Slash. Myles pode não ter uma atuação digna do Oscar, mas prova que o mais importantes em alguns casos é ter um alcance vocal alto. Bem alto.

E você acha que este é o único exemplo? Pois se surpreenda, delfonauta. Rob Halford, um dos maiores expoentes da nobre arte de cantar como uma garotinha agudo, também já participou de um filme. Ele tem uma pequena participação como um atendente de sex-shop no filme Spun - Sem Limites, que conta com Mickey Rourke no elenco. Na cena, ele aparece sendo intimidado por Mickey, e logo em seguida ligando assustado para a polícia - o que torna óbvio que se trata de um filme, pois todos sabemos que no mundo real o Metal God não deixaria agudo sobre agudo e provavelmente mandaria o nosso amigo mercenário para o hospital mais próximo.

1 - É CRUCIAL PARA DOMINAR O MUNDO

Caro delfonauta, acompanhe meu raciocinio. Qual é a preferência geral da nação, baixo ou guitarra? Obviamente é a guitarra, o instrumento com as cordas, o braço e o som mais agudo. E em solos de guitarra, quais são as cordas mais usadas? As de baixo, as mais agudas. E quais são as fatias de bacon mais crocantes e consequentemente mais saborosas? Exatamente.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Vocalistas com voz aguda fazem um estrondoso sucesso desde os tempos mais antigos. Desde os castrati do Império Bizantino até o Justin Bieber e seu exército mundial de garotinhas, passando ainda pelo arrasa-quarteirão A-Ha nos anos 80, o que se vê é que a voz fina é algo intrínseco à natureza humana. Por que mais o Blaze Bayley teria sido tão mal recebido ao substituir Bruce Dickinson no Iron Maiden?

Michael Jackson não era conhecido como o Rei do Pop à toa. Apesar de não cantar sempre agudo, tinha um alcance vocal que faria qualquer menininha corar. Rob Halford, vocalista do Judas Priest, também faz valer o seu título de Metal God - basta ver sua performance em músicas como The Sentinel. É fato, a voz aguda tem a sua razão de existir e pode ser a chave para a dominação mundial. Ou você acha que é coincidência o fato do nosso Ditador Supremo gostar tanto de Helloween e Gamma Ray?

Seja no chuveiro ou nas ruas da cidade, cantar agudo pode fazer o seu dia melhor e muito mais feliz - além de vir também com todos os outros benefícios. Então, delfonauta, o que você está esperando para começar? Cante tão agudo quanto puder e leve essa mensagem de alegria ao resto do mundo - ou pelo menos ao resto da vizinhança.




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção Humor

Kiss FM: as 500 mais tocadas pela rádio em 2008Kiss FM
As 500 mais tocadas pela rádio em 2008

Fotos de Infância: Skid RowFotos de Infância
Skid Row


Sobre Luiz Felipe Lima

Depois de ficar louco com o Ritualive do Shaman nos primórdios dos anos 2000, a sua trajetória no Metal apenas se intensificou. Fã inveterado de Pantera, aprendeu rápido que é possível achar música boa desde Death até Europe, e escreve para que cada vez mais pessoas consigam perceber que não se pode ter uma mente pequena se você quiser conhecer grandes músicas.

Mais matérias de Luiz Felipe Lima no Whiplash.Net.

adGoo336