Shadowside: Dani Nolden em entrevista no Heavynroll.

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Geraldo Andrade, Fonte: Heavynroll
Enviar correções  |  Ver Acessos

Um dos maiores nomes do metal brasileiro, a banda SHADOWSIDE, está prestes a lançar um novo trabalho, "Shades of Humanity", que já é considerado o melhor trabalho do grupo até o momento.

Loudwire: as dez melhores bandas da era GrungeVanessa Frehley: amor sem limites ao Kiss

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Conversamos, mais uma vez, com a vocalista DANI NOLDEN.

Ela falou do novo álbum, do momento que a banda vive, do novo baixista MAGNUS ROSÉN e muito mais, vale conferir!

HEAVYNROLL - Depois de 6 anos, a banda vai lançar seu mais novo álbum: "Shades of Humanity". O que vamos encontrar nesse álbum? O que os fãs podem esperar?

DANI - "Shades of Humanity" é o nosso melhor material até agora.

Sei que sempre digo isso, mas é o que acho de verdade (risos).

É um álbum ainda mais pesado e agressivo que o "Inner Monster Out", mas com melodias ainda mais trabalhadas, nós exploramos bastante tanto os riffs pesados, nervosos e as músicas diretas quanto o lado mais musical, com arranjos mais detalhados e refrãos mais marcantes.

Eu estou muito feliz com o "Shades of Humanity", o pessoal da banda também, o FREDRIK NORDSTRÖM, nosso produtor, sentiu que esse álbum é um passo acima com relação ao nosso trabalho anterior.

Foi composto de forma totalmente espontânea e nos representa completamente! Experimentamos bastante coisa nele sem deixar de lado nossas raízes.

HEAVYNROLL - O novo álbum é considerado o melhor trabalho do grupo até o momento, como foram as gravações?

DANI - Foram rápidas, tranquilas, sempre em um clima bastante leve! Finalizamos as gravações em 20 dias.

Já estávamos com quase todo o álbum composto quando começamos a gravar, mas ainda faltava finalizar muitos detalhes e a música "Insidious Me" sequer tinha refrão.

Só que como todos estavam motivados e entusiasmados com o trabalho, todos esses últimos detalhes foram saindo naturalmente e a gravação correu sem qualquer tipo de problema.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Foi a gravação mais legal que fizemos e parte disso é porque o clima dentro da banda estava excelente.

HEAVYNROLL - No álbum vamos ter a estreia do baixista MAGNUS ROSÉN. Como foi a adaptação dele ao grupo? Como vocês chegaram a essa escolha? Será um membro fixo da banda? Ou só para o novo álbum e a próxima tour?

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

DANI - Nós sempre admiramos o trabalho do MAGNUS e o conhecemos quando tocamos na Suécia em 2013 com o HELLOWEEN.

Foi uma conversa rápida, nos apresentamos, ele assistiu ao show, mas não mantivemos contato, porém ele sempre foi um músico por quem nós temos um respeito enorme! Então, quando estávamos pensando nas gravações do "Shades of Humanity", pensamos em chamá-lo para gravar o álbum.

Fizemos o convite, ele aceitou e tanto as composições quanto as conversas correram tão bem que acabamos decidindo convidá-lo pra ser membro da banda e ele aceitou! Eu considero o MAGNUS um dos melhores baixistas do mundo e ele se encaixou na música do SHADOWSIDE incrivelmente bem!

É claro que nunca sabemos o dia de amanhã, um novo álbum ainda está muito distante pois vamos lançar o "Shades of Humanity" agora em setembro no Brasil, mas o MAGNUS é um membro efetivo da SHADOWSIDE e temos toda a intenção de fazer mais álbuns com ele.

Ele já faz parte da banda, compôs duas músicas para o "Shades of Humanity" e discute as ideias e planos conosco normalmente.

HEAVYNROLL - A capa de "Shades of Humanity" é outra coisa que chama a atenção. De quem é a arte?

DANI - A arte é do DOUGLAS JEN, artista da Furia Music, que faz um trabalho bem voltado ao surrealismo.

A arte que ele desenvolveu representa perfeitamente bem o tema do álbum, com os desenhos das pessoas incompletas e marcadas, representando a imperfeição que faz parte da nossa natureza.

A capa representa as "Shades of Humanity", que significa "Tons de Humanidade" e representa todos os tons de cinza da moralidade humana.

Leia a matéria completa no link abaixo:
http://www.heavynroll.com.br/2017/07/shadowside-dani-nolden-...




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção EntrevistasTodas as matérias sobre "Shadowside"


Eu Toco Rock N' Roll: doc mostra dificuldade de viver do estiloEu Toco Rock N' Roll
Doc mostra dificuldade de viver do estilo

Shadowside: existem bandas ruins no Metal e coisas boas fora deleShadowside
Existem bandas ruins no Metal e coisas boas fora dele


Loudwire: as dez melhores bandas da era GrungeLoudwire
As dez melhores bandas da era Grunge

Vanessa Frehley: amor sem limites ao KissVanessa Frehley
Amor sem limites ao Kiss


Sobre Geraldo Andrade

Geraldo "Gegê" Andrade é blogueiro e colaborador no Blog Heavynroll, de Caxias do Sul/RS. Iniciou sua paixão pelo rock n roll, principalmente o heavy metal, nos anos 80, quando pela primeira vez, ouviu um álbum da banda KISS. Tem um currículo com mais de 150 shows, de bandas nacionais e internacionais. Já participou como jurado em festivais de rock na cidade de Caxias do Sul. Está se tornando um especialista em entrevistas, já tendo entrevistado vários músicos nacionais e internacionais. Apoia muitas bandas do underground, pelo Brasil inteiro. Estudante de Comunicação Social - Jornalismo, na Universidade de Caxias do Sul/RS.

Mais matérias de Geraldo Andrade no Whiplash.Net.

Goo336x280 GooAdapHor Goo336x280 Cli336x280