Alírio Netto: vocalista fala do novo CD e dos trabalhos como ator de musicais

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+Compartilhar no WhatsApp

Por Leonardo Daniel Tavares da Silva, Fonte: Ceará & Rock
Enviar correções  |  Comentários  | 

Alírio Bossle Netto, ficou mais conhecido entre o público Heavy Metal como vocalista da banda AGE OF ARTEMIS, mas sua trajetória começou muito antes. Alírio também gravou com a KHALLICE, interpretou Jesus Cristo na versão mexicana do musical Jesus Christ Superstar, estudou na Berklee, uma das mais conceituadas escolas de música do mundo, ninho de artistas altamente técnicos como o DREAM THEATER. Mais recentemente, Alírio participou da versão brasileira do espetáculoJesus Cristo Superstar (no papel de Judas) e do musical We Will Rock You (baseado nas músicas da icônica banda QUEEN). Por ocasião do lançamento de seu primeiro álbum solo , João de Deus (TRM Records, produzido por Edu Falaschi, ex-vocalista do ANGRA, e por seu irmão Tito Falaschi) com um direcionamento mais pop, Alírio conversou com o Ceará & Rock por email. Confira abaixo:

5000 acessosCharlie Brown Jr.: as raízes heavy metal da banda5000 acessosBlack Sabbath: Rob Halford conta como foi substituir Ozzy

Daniel Tavares: Para começar, qual o significado desse nome? Quem é João de Deus?

Alírio Netto: João de deus pode ser qualquer um!

Eu, você, um político, bandido, um trabalhador, etc...

Ele é um típico brasileiro!

João de Deus é um cara que nasceu com esse nome, mas às vezes se sente esquecido pelo mesmo. Ou pode significar várias facetas de um mesmo ser, fica a critério do público que ouve o álbum.

Daniel Tavares: Quais foram as suas principais inspirações nesse disco?

Alírio Netto: Musicalmente falando ouvi muita coisa pop, 30 Seconds to Mars, Muse, Nek, que é um cantor italiano que eu gosto muito, Sting, Tears for Fears, Seal, U2, musicais que é também uma coisa que faz parte da minha história e por aí vai. Mas o que realmente me moveu foi perceber que tempo faz você se conectar a arte de uma maneira muito mais Íntima e profunda. Percebi que observar o comportamento das pessoas e tentar entender o que faz sentido para elas me inspirou a escrever essas letras. Se você parar de olhar seu celular e começar a observar as pessoas vai aprender muito sobre o comportamento delas e também o seu.

Daniel Tavares: Como está a recepção do disco? Que tipo de comentários você tem ouvido?

Alírio Netto: Estão sendo muito boas o que me deixa muito feliz, as pessoas estão gostando bastante. Sempre tem aqueles que fazem observações o que também e muito importante para um artista que busca sempre melhorar e se reinventar. Gosto de sair da zona de conforto, e entendo que isso requer um pouco de coragem para se arriscar. Os grandes sempre fizeram isso e isso também me inspira. Tenho um anseio muito grande pelo novo, mas sem nunca deixar de olhar pra trás e me lembrar daqueles que fizeram quem eu sou através da arte.

Daniel Tavares: Você tem planos de atingir um público ainda maior? Consegue se ver aparecendo em programas como o Domingão do Faustão, por exemplo, ou tendo suas músicas executadas na Antena 1?

Alírio Netto: Sim, certeza, mas isso tem que ser de forma natural. Essas coisas ou são consequência de um árduo trabalho, ou se você ganhar um programa de TV como esses, ou cair nas graças de algum investidor milionário rs... Quero sim ter minha música cantada pelo maior número de pessoas possíveis. Se isso vai acontecer ou não só o tempo dirá. Não sou do tipo que tenda controlar aquilo que não pode, controlo o que eu posso que é tentar sempre chegar mais longe.

Daniel Tavares: Você acha que o público headbanger brasileiro está preparado para absorver tipos de música aos quais não está tão acostumado, como o que você está trazendo neste CD? O que acha, por exemplo, dos comentários negativos quando Andreas Kisser divide o palco com algum artista que não é do meio Metal.

Alírio Netto: Isso muda de pessoa pra pessoa, tem gente que vai gostar e outros que irão odiar, isso é a opinião deles e está tudo certo. Acho que o headbanger tem que ser aberto sim, assim como os que não gostam de metal e tal. O artista tem que se emprestar para arte, ser um veículo! Isso requer parcerias inusitadas, o Andreas e um puta artista com uma carreira vencedora e reconhecido mundialmente, e essas pessoas fora do metal também ganham com essas parcerias. A troca e uma das premissas da vida do artista! Não concordo com essas críticas se forem feitas só por conta do estilo, somente se a performance não for legal.

Daniel Tavares: Por outro lado, e o público em geral, que não curte rock e metal, porque você acha que na música popular brasileira o que faz mais sucesso hoje é o que há de pior, os tchereretheche, bara bará, taca taca, deu onda, essas coisas que, infelizmente, a gente acaba sendo obrigado a ouvir e que eu nem faço questão de escrever direito?

Alírio Netto: É um conjunto de fatores na minha opinião. Mídia, gravadoras, e o próprio público que me parece muito imediatista e talvez a até um pouco preguiçoso. Realmente a música em geral se perdeu bastante na minha opinião, não dá pra se inspirar em quase nada do que está na mídia.

Daniel Tavares: Voltando ao CD, quem é o Palhaço (da faixa 4)? É você? Caso sim, usar este e outros adjetivos não soa um tanto pretensioso, mesmo que haja um bom equilíbrio entre adjetivos mais positivos e mais negativos?

Alírio Netto: A música não fala sobre mim pessoalmente. Ela fala dos 2 tipos de palhaços, o branco, e o augusto, e faz uma alusão aos diferentes tipos de máscaras que temos que utilizar na vida. Essa é a premissa do CD inteiro, as lutas do dia a dia na vida do ser humano. Todos nós, assim como eu e vc.

Daniel Tavares: Houve algum tipo de limite imposto na produção do álbum? Tipo, houve solos encurtados, teclados ou baixos com volume diminuído para torná-lo mais pop?

Alírio Netto: De forma alguma, as músicas tiveram o tratamento VIP do Edu e do Tito que foram os parceiros perfeitos. Entenderam exatamente o que eu queria das músicas independente da estética pop. As músicas foram tomando forma durante o processo então não pensamos nenhum tipo de limitação.

Daniel Tavares: Além do álbum, conte no que você tem trabalhado ultimamente (peças de teatro, workshops de canto) e quais os seus planos para o futuro próximo como solo, com a Age of Artemis, etc. Você já visualiza um segundo CD solo?

Alírio Netto: Depois do We Will Rock You, fiz um concerto em NY chamado 'Freddie Mercury Revisited', que é um show meu e da Livia dabarian que é minha esposa e também era par romântico na peça. O show é uma homenagem ao Queen e ao Freddie revisitando essas músicas icônicas através de um piano e nossas vozes. Faremos esse show aqui no Brasil estreando em maio no teatro Bradesco em São Paulo. Estamos trabalhando também na pré produção do novo CD do Artemis que deve sair esse ano, e também continuo dando aulas e fazendo workshops sim.

We Will Rock You

We Will Rock You

Como Judas, em Jesus Cristo Superstar

Jesus Cristo Superstar México

Daniel Tavares: Falando especificamente de shows, você já agendou shows para divulgar este CD? Caso sim ou esteja negociando, que músicos iriam acompanhar você e o que entraria no repertório além das canções do CD?

Alírio Netto: Estou sim agendando alguns shows solo, e já tenho alguns com o show 'Freddie Mercury revisited' que eu falei anteriormente. Se eu puder roubar o Felipe andreoli, o Marcelo Barbosa, o Diogo Mafra, o Tito, e quem sabe o Bruno Valverde que são bem meus amigos, adoraria poder contar com eles em alguns shows do cd. Provavelmente o repertório do show contaria com músicas de todas as fases da minha carreira desde minhas bandas, cd solo, e até os musicais que eu fiz.

Daniel Tavares: E ANGRA? Muito se falou que você estaria cotado a ser o frontman da banda antes do nome de Fabio Lione ser confirmado. O que aconteceu naquela época? Houve algum convite mesmo? Se acontecesse agora, qual seria a sua resposta?

Alírio Netto: É muito comum se cogitarem vários nomes quando uma banda está procurando seu front man. Ainda mais uma banda como o Angra. Não rolou nenhum convite oficial. Cantar com o Angra é sempre incrível. Além deles serem meus amigos, são músicos que eu admiro e adoro dividir o palco! E o Fábio é um puta cantor! Então eu sempre vou topar cantar com eles!

Daniel Tavares: Fale um pouco mais sobre esse trabalho no teatro, como Galileo e Judas, nos musicais 'We Will Rock You' e 'Jesus Cristo Superstar'. Como é estar no centro de um palco, cantando, mas sem ser em um show de rock.

Alírio Netto: O musical e o teatro têm desde sempre um espaço muito grande na minha vida. Poder interpretar papéis icônicos do teatro como Jesus (que fiz no México), Judas (que fiz no Brasil), e Galileo, fazem você se tornar um artista mais completo. Você se obriga a sair da sua zona de conforto descobrindo outras maneiras de se comunicar. Como ator eu tenho que me emprestar para o personagem através da minha voz e do meu corpo encontrando dentro de mim algo genuíno para que o exterior tenha a verdade necessária para essa comunicação. Essa é a diferença básica entre o palco do rock e do teatro. Apesar de que na minha opinião um texto bem escrito, te fazem um roqueiro melhor. A palavra tem uma força enorme e os grandes como o Freddie Mercury sempre usaram isso a seu favor.

Daniel Tavares: Existe uma pergunta que faço para todos os meus entrevistados. O que você conhece de música nordestina, especialmente cearense, e que tipo de influência dessa música você percebe no seu próprio trabalho.

Alírio Netto: Um dos meus grandes amigos é de Fortaleza, que é o Giovanni, baixista do Artemis. A música bônus do CD físico é do Artemis e tem a cara do Giovanni com essa influência. O norte e o nordeste têm muito para oferecer para o mundo. Gosto muito do Lenine e do Alceu Valença ambos de Pernambuco, Djavam que é de Maceió, de Fortaleza tem o Fagner, acho que o Belchior, e vários humoristas. A música brasileira está presente nas harmonias dos meus trabalhos, a música 'Retrato' é uma delas.

Daniel Tavares: Agora o espaço é seu. Conte o que quiser, convide os nossos leitores para ouvir o CD no Spotify ou comprá-lo em lojas físicas (onde ele pode ser encontrado?). Enfim, mande sua mensagem.

Alírio Netto: Em primeiro lugar gostaria de agradecer o espaço e a entrevista, foi um prazer! Agradeço também a todos que curtem meu trabalho, sou um artista simples e em constante ebulição, e essas pessoas me fazer sempre sair da zona de conforto. Todos os meus cds inclusive das minhas bandas (Khallice, Aage of Artemis, Lince, João de deus) estão disponíveis no Spotify e na maioria de plataformas de streaming. O CD físico do 'João de Deus' poderá ser encontrado também pelo site da die hard
http://diehard.com.br/detalhe_produto.php?codProd=dLyVMzc5OT...

Deixo aqui também site oficial (www.alirionetto.com) para quem quiser pesquisar um pouco mais sobre minha carreira. Um abraço e muito obrigado!

Créditos das fotos: site do artista

5000 acessosQuer ficar atualizado? Siga no Facebook, Twitter, G+, Newsletter, etc

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+Compartilhar no WhatsApp

0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Khallice"

Edu FalaschiEdu Falaschi
Os dez vocalistas brasileiros preferidos dele

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

0 acessosTodas as matérias da seção Entrevistas0 acessosTodas as matérias sobre "Age Of Artemis"0 acessosTodas as matérias sobre "Khallice"

Charlie Brown Jr.Charlie Brown Jr.
As raízes heavy metal da banda

Black SabbathBlack Sabbath
Rob Halford conta como foi substituir Ozzy

Rock And RollRock And Roll
Últimas fotos em vida de músicos famosos

5000 acessosHard Rock: as 100 maiores bandas do estilo segundo a VH15000 acessosGuns N' Roses e AC/DC: Axl Rose tem uma bengala pornô5000 acessosSteve Vai: O dia em que ele foi humilhado por Chimbinha5000 acessosSebastian Bach: "Não faço música por dinheiro"5000 acessosAndreas Kisser: Max e Igor hoje são "pessoas totalmente diferentes"5000 acessosGene Simmons: ninguém diz ao God Of Thunder como ele deve digitar

Sobre Leonardo Daniel Tavares da Silva

Daniel Tavares nasceu quando as melhores bandas estavam sobre a Terra (os anos 70), não sabe tocar nenhum instrumento (com exceção de batucar os dedos na mesa do computador ou os pés no chão) e nem sabe que a próxima nota depois do Dó é o Ré, mas é consumidor voraz de música desde quando o cão era menino. Quando adolescente, voltava a pé da escola, economizando o dinheiro para comprar fitas e gravar nelas os seus discos favoritos de metal. Aprendeu a falar inglês pra saber o que o Axl Rose dizia quando sua banda era boa. Gosta de falar dos discos que escuta e procura em seus textos apoiar a cena musical de Fortaleza, cidade onde mora. É apaixonado pela Sílvia Amora (com quem casou após levar fora dela por 13 anos) e pai do João Daniel, de 1 ano (que gosta de dormir ouvindo Iron Maiden).

Mais matérias de Leonardo Daniel Tavares da Silva no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online