Jackdevil: uma das revelações do cenário nacional

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Luciano Piantonni, Fonte: Hard And Heavy
ENVIAR CORREÇÕES  


Formado em 2010, no Estado do Maranhão, o Jackdevil vem sendo considerado uma das maiores revelações do cenário nacional, graças aos seus dois lançamentos, os EP’s Under The Satan Command (2012) e Faster Than Evil (2013).

Vegetarianismo: Nomes do Rock e do Metal que não comem carneMetallica: Lars é um bom baterista? Mike Portnoy explica

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

O quarteto formado por Andre Nadler (guitarra e vocal), Ricardo Andrade (guitarra), Renato Speedwolf (baixo) e Filipe Stress (bateria) pratica um Thrash/Speed Metal, sem frescuras, com muita propriedade e muita inspiração nos gigantes do estilo.

Colhendo os frutos de seu mais recente lançamento, o EP Faster Than Evil, o Jackdevil está agendando uma tour por todo o país – muito aguardada por todos os fãs que a banda está conquistando de forma tão rápida.

Aproveitamos para bater um papo com o guitarrista e vocalista, Andre Nadler, sobre o excelente momento do Jackdevil.

HARD AND HEAVY – Quando é que teremos um álbum completo do Jackdevil?

ANDRE NADLER: Muitas pessoas já fazem a mesma pergunta. Desde que começamos temos lançado um material por ano, primeiro o Under the Satan Command (2012) e em seguida o EP que lançamos recentemente, o Faster Than Evil (2013), ou seja, em 2014 sairá o primeiro álbum completo da JACKDEVIL e já estamos dando os primeiros passos para fazer acontecer. Não podemos falar muito sobre o tal álbum ainda, mas se tudo der certo, novidades importantes em relação ao nosso primeiro full-length serão lançadas em breve.

HARD AND HEAVY – Vocês têm trabalhado em novas composições para isso?

ANDRE NADLER: Com certeza, já existem algumas composições feitas e outras bem encaminhadas, porém tudo ainda está em processo de produção, pois queremos fazer algo realmente bem trabalhado e com bastante calma e para isso começamos a trabalhar neste cd desde agora.

HARD AND HEAVY – Assim como a maioria das bandas que fazem esse tipo de som como na década de 80 (atualmente!), vocês são todos bem jovens. Como surgiu o interesse em montar uma banda nesse estilo? O que vocês mais escutam, e como chegaram a essas bandas?

ANDRE NADLER: Começamos a ouvir heavy metal desde criança e bandas como Iron Maiden, Slayer, Mettalica, Exodus e Black Sabbath já faziam parte das nossas preferências musicais desde bem cedo. Quando decidimos montar a JACKDEVIL queríamos fazer algo "old school" mesmo, sem nenhum modernismo, sem aquele negócio de capas cheias de artes futuristas e músicas cheias de samples vindo do futuro (risos), queríamos beber da fonte do heavy metal ao qual dedicamos tanto tempo até porque a intenção da JACKDEVIL nunca foi inovar. A maioria de nós descobriu o heavy metal através de amigos ou nossos pais, ou seja, de uma forma ou de outra, herdamos a virtude de curtir metal pesado.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

HARD AND HEAVY – Vocês curtem bandas dessa cena? (digo, as novas que fazem aquele velho estilo!)

ANDRE NADLER: Curtimos inúmeras bandas desta geração. Skull Fist, Enforcer, Lost Society, Iron Curtain, Cauldron, Violator, Fire Strike, Vanderbuyst e mais uma infinidade de bandas nós ouvimos já faz um bom tempo. Obviamente fazer o que nós e estas bandas fazem, tocar o som daquela época nos dias de hoje, é uma tarefa que gera muita crítica, mas garanto que é bem melhor do que na tentativa de inovar acabar criando lixos fonográficos com linhas de death metal misturadas à batidas eletrônicas (risos).

HARD AND HEAVY – O que as pessoas podem esperar do Jackdevil, daqui em diante?

ANDRE NADLER: Esperem shows cheios de energia, letras diabólicas e um som rápido, frenético e sem frescuras, não queremos ser uma banda que mude o percurso do rock, queremos tocar aquele Heavy Metal que estava esquecido em meio à sua pilha de CD’s na estante, o metal que exalava na sua camisa do Motörhead que estava guardada e mofada no canto do seu guarda-roupa. Agora não esperem da JACKDEVIL atitudes soberbas, não esperem que a gente vá colocar um DJ para fazer algo diferente só porque falaram que nosso álbum é derivativo e não trás nada novo. E é isso aí, estamos aqui para mostrar a cara do heavy metal direto do Maranhão.

Para ler a entrevista completa, acesse:

http://hardandheavy.com.br/ptbr/?p=3742




Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção EntrevistasTodas as matérias sobre "Jack Devil"


Capas: confira 10 das mais belas do Rock/Metal NacionalCapas
Confira 10 das mais belas do Rock/Metal Nacional

Metal Brazuca: algumas bandas que você precisa conhecerMetal Brazuca
Algumas bandas que você precisa conhecer


Vegetarianismo: Nomes do Rock e do Metal que não comem carneVegetarianismo
Nomes do Rock e do Metal que não comem carne

Metallica: Lars é um bom baterista? Mike Portnoy explicaMetallica
Lars é um bom baterista? Mike Portnoy explica


Sobre Luciano Piantonni

Luciano Piantonni, é editor do site Hard And Heavy ([email protected]) e redator da revista Rock Brigade. Natural de Santo André (ABC Paulista) começou sua história com a música aos 8 anos quando foi assistir ao show do Kiss, em 1983. Desde então, acompanha Rock e Metal como suas maiores paixões. Já foi colaborador da revista Roadie Crew (entre 2006 e 2007), além de jornais e sites. Possui uma assessoria de imprensa, LP Metal Press, onde trabalha com os shows de diversas produtoras como Liberation MC, Tumba Productions, SG Entertainment, TC7 Produções, entre outras.

Mais matérias de Luciano Piantonni no Whiplash.Net.

Cli336x280 CliIL Cli336x280