Matérias Mais Lidas

Raimundos: Canisso reforça que Digão surtou pois chama até João Gordo de pela sacoRaimundos
Canisso reforça que Digão surtou pois "chama até João Gordo de pela saco"

Loudwire: o pior álbum de 25 grandes bandas de rock e heavy metal, por Joe DivitaLoudwire
O pior álbum de 25 grandes bandas de rock e heavy metal, por Joe Divita

Iron Maiden: por que Paul Di'Anno adotava visual tão diferente de outros do metalIron Maiden
Por que Paul Di'Anno adotava visual tão diferente de outros do metal

Alter Bridge: a postura de Eddie Van Halen ao ir a show da banda, segundo MylesAlter Bridge
A postura de Eddie Van Halen ao ir a show da banda, segundo Myles

Nightwish: Tuomas admite que pensou em acabar com a banda após Marko Hietala sairNightwish
Tuomas admite que pensou em acabar com a banda após Marko Hietala sair

Kiss: as cirurgias às quais Paul Stanley precisou ser submetido devido às turnêsKiss
As cirurgias às quais Paul Stanley precisou ser submetido devido às turnês

Black Sabbath: Bill Ward deveria ter feito show final com eles? Tommy Clufetos respondeBlack Sabbath
Bill Ward deveria ter feito show final com eles? Tommy Clufetos responde

Motörhead: Mikkey Dee pensa em Lemmy de uma forma totalmente positivaMotörhead
Mikkey Dee pensa em Lemmy de "uma forma totalmente positiva"

Anthrax: Scott Ian diz que ficou louco de ciúmes quando ouviu Metallica a primeira vezAnthrax
Scott Ian diz que ficou "louco de ciúmes" quando ouviu Metallica a primeira vez

Black Sabbath: as músicas com as melhores atuações do lendário Bill Ward, pela KerrangBlack Sabbath
As músicas com as melhores atuações do lendário Bill Ward, pela Kerrang

Bruce Dickinson: novo filme sobre o show de 1994 durante a guerra em SarajevoBruce Dickinson
Novo filme sobre o show de 1994 durante a guerra em Sarajevo

Eduardo Costa: ele diz que se inspirou em Cazuza e Renato Russo para sertanejo políticoEduardo Costa
Ele diz que se inspirou em Cazuza e Renato Russo para sertanejo político

Cannibal Corpse: Corpsegrinder diz que ninguém bate cabeça melhor que ele no mundoCannibal Corpse
Corpsegrinder diz que ninguém "bate cabeça" melhor que ele no mundo

Alice In Chains: para Nancy Wilson era óbvio que Layne perderia a luta contra as drogasAlice In Chains
Para Nancy Wilson era óbvio que Layne perderia a luta contra as drogas

Capital Inicial: comercial com Dinho Ouro Preto na final do BBB 21 é criticado na webCapital Inicial
Comercial com Dinho Ouro Preto na final do BBB 21 é criticado na web


Stamp
Korzus
Edu Falaschi - Vera Cruz

Intestinal Disgorge: entrevista ao blog Som Extremo

Por Christiano K.O.D.A.
Fonte: Som Extremo
Em 26/11/12

publicidade

Falar de Noisecore/Grindgore/Splatter sem mencionar Intestinal Disgorge seria um erro. Os texanos são um dos maiores nomes do estilo até hoje, embora a sonoridade da banda tenha se modificado visivelmente, sem, contudo, deixar de ser extrema. Aproveitando o recente lançamento do mais recente trabalho, o EP "Miserable", o blog Som Extremo conseguiu uma entrevista exclusiva com um dos mentores do grupo, o baterista/baixista/vocalista/"barulhista" Ryan, que falou do petardo, da carreira em geral, gostos musicais e muito mais. Curiosidade pessoal: achei que o músico iria responder as perguntas de maneira brincalhona, mas fui surpreendido por sua seriedade, mostrando seu alto grau de profissionalismo. Hora do vômito.

Divulgue sua banda de Rock ou Heavy Metal

Som Extremo: Vocês lançaram o EP "Miserable" recentemente. O que pode dizer sobre o trabalho? Por que o disponibilizaram para download, como o álbum "Abject Horror"?

Ryan: O EP "Miserable" é um experimento em frequências extremamente baixas. Deixamos para download gratuito (Aqui!) porque queríamos gravá-lo e lançá-lo de forma rápida, sem esperar pela prensagem de discos. E também é gratuito porque ninguém para por música mais.

Ademir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | Andre Sugaroni | André Silva Eleutério | Antonio Fernando Klinke Filho | Bruno Franca Passamani | Caetano Nunes Almeida | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Eduardo Ramos | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cristofer Weber | César Augusto Camazzola | Dalmar Costa V. Soares | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Eric Fernando Rodrigues | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Helênio Prado | Henrique Haag Ribacki | Jesse Silva | José Patrick de Souza | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcelo H G Batista | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Ricardo Dornas Marins | Sergio Luis Anaga | Sergio Ricardo Correa dos Santos | Tales Dors Ciprandi | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Tom Paes | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva

Som Extremo: Por que escolheram lançar o EP sem guitarras?

Ryan: Queríamos explorar o mais baixo e pesado som que pudéssemos fazer, então decidimos usar baixos (instrumento), e não guitarras. Eu adoro o som e o timbre do baixo, especialmente quando os deixamos em baixíssima frequência, como o inferno. Queríamos criar um muro de som matador, basicamente.

Som Extremo: Por que precisaram criar o selo Foaming Sewage Records ao invés de lançar o material da Intestinal Disgorge de forma independente?

Ryan: O Foaming Sewage Records é basicamente nosso caminho independente para divulgação. Não é realmente um selo. Por exemplo, não assinarei com nenhuma banda ou algo do tipo.

Som Extremo: Vocês têm uma discografia extensa. Como conseguem lançar tanto material?

Ryan: Muito tempo livre. Mas também, somos muito prolíficos e estamos sempre escrevendo/gravando coisas. Isso acontece naturalmente.

Som Extremo: Por que vocês não contam mais com uma mulher nos vocais, como acontecia no começo da carreira? Você não acha que esse seria um diferencial para a banda?

Ryan: Nossa "berradora" Pissy deixou a banda há alguns anos. Então, desde então, não temos nos incomodado mais com gritos. Sim, os berros eram como uma marca registrada do nosso som, e ainda os usamos de vez em quando. Mas basicamente, isso não me importa mais.

Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp

Som Extremo: A Intestinal Disgorge tornou-se cada vez mais madura durante os anos. Vocês não são mais tão barulhentos, e a música hoje está melhor do que nunca. Como vocês trabalham com essas mudanças? Como você vê a evolução (ou não) da banda nesse período?

Ryan: A progressão – se você quiser chamar assim – tem sido natural, orgânica. Nunca realmente planejamos como soarão nossos álbuns. Eles apenas acontecem. Nesses anos, temos misturado estruturas mais convencionais com nossos elementos Noise, sempre tentando criar sons interessantes. Acho que tentamos apenas explorar novos territórios.

Som Extremo: Particularmente, sempre quis saber isso: como é o processo de composição da banda? Como vocês "sentem" quando vão gravar com ou sem guitarras, por exemplo? (risos)

Ryan: Quase sempre, eu me sentarei e improvisarei muitas pistas de bateria. Quando termino, volto e começo a improvisar as partes de guitarra em cima da bateria. Se escuto algo que gosto, salvo isso, ou, do contrário, continuo experimentando. É basicamente assim que fazemos as músicas: apenas construindo sons com elementos improvisados. E definitivamente podemos "sentir" o que queremos fazer, mas é muito difícil explicar como isso funciona.

Como consegui viver de Rock e Heavy Metal

Som Extremo: Pessoalmente, adoro o álbum "Depravity"(Aqui!). É maravilhoso! Foi lançado no Brasil pelo selo Carnificina Records. Existem duas músicas que acho que são brilhantes - "Vomiting Rotten Pussy Giblets" e "Shit Splattered Erection" -, por causa das mudanças de velocidade das batidas. Poderia falar um pouco sobre isso?

Ryan: Sempre curti a ideia de ajustar o tempo dentro de uma música, mas não de maneira tradicional. Gosto da ideia de realmente escutar a mudança de tempo, como alguém diminuindo/aumentando a velocidade da gravação. É um efeito interessante para mim.

Divulgue sua banda de Rock ou Heavy Metal

Som Extremo: Conhece algumas bandas brasileiras, sem contar Sepultura e Krisiun? (risos) Talvez Rotting Flesh ou alguma outra?

Ryan: Escuto muitas bandas antigas, não muitas novas. Ainda tenho coisas da Gore e Rotting Flesh. Ainda adoro essas bandas.

Som Extremo: É fácil sobreviver fazendo música extrema como a de vocês nos Estados Unidos?

Ryan: Não mesmo. Acredite, não fazemos turnês ou coisa alguma, que é o único caminho para sobreviver nesses dias. Mas até mesmo bandas que excursionam, tenho certeza, não estão tendo uma vida muito boa. Mas então novamente, entra na música extrema achando que vai conseguir grana, está cometendo um erro.

Divulgue sua banda de Rock ou Heavy Metal

Som Extremo: Como você vê a cena underground hoje em dia? Que bandas recomenda?

Ryan: honestamente, não escuto tanto mais. Cresci entediado com música underground, e se eu a escuto, são sempre álbuns antigos, que tenho há vários anos. Curto ouvir músicas antigas dos anos 50 e 60, na verdade. É o que geralmente escuto atualmente.

Som Extremo: Alguns planos para tocar no Brasil?

Ryan: Não dessa vez. Seria legal, com certeza, mas mal posso pagar a gasolina para dirigir para trabalhar de manhã, ainda mais pegar um avião para o Brasil.

Ademir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | Andre Sugaroni | André Silva Eleutério | Antonio Fernando Klinke Filho | Bruno Franca Passamani | Caetano Nunes Almeida | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Eduardo Ramos | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cristofer Weber | César Augusto Camazzola | Dalmar Costa V. Soares | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Eric Fernando Rodrigues | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Helênio Prado | Henrique Haag Ribacki | Jesse Silva | José Patrick de Souza | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcelo H G Batista | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Ricardo Dornas Marins | Sergio Luis Anaga | Sergio Ricardo Correa dos Santos | Tales Dors Ciprandi | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Tom Paes | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva

Som Extremo: Alguma mensagem para os fãs brasileiros?

Ryan: Sim. Vocês, caras, têm sido sempre nossos maiores apoiadores, e amamos vocês por isso. Temos lançado vários álbuns por selos brasileiros, e agradecemos vocês por toda a força. Obrigado novamente, e lembrem-se: o que quer que faça, divirta-se. A vida é uma pilha gigante de merda, e o único meio para se divertir é rir.

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

💬 Ler e postar comentários


Pentral
MOPD
Arte Musical
publicidade
Ademir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | Andre Sugaroni | André Silva Eleutério | Antonio Fernando Klinke Filho | Bruno Franca Passamani | Caetano Nunes Almeida | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Eduardo Ramos | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cristofer Weber | César Augusto Camazzola | Dalmar Costa V. Soares | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Eric Fernando Rodrigues | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Helênio Prado | Henrique Haag Ribacki | Jesse Silva | José Patrick de Souza | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcelo H G Batista | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Ricardo Dornas Marins | Sergio Luis Anaga | Sergio Ricardo Correa dos Santos | Tales Dors Ciprandi | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Tom Paes | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp

Metallica: por que 9 entre 10 fãs odeiam Load e Reload?Metallica
Por que 9 entre 10 fãs odeiam "Load" e "Reload"?

Out: os 100 álbuns mais gays de todos os tempos segundo a revistaOut
Os 100 álbuns mais gays de todos os tempos segundo a revista


Sobre Christiano K.O.D.A.

Um cara diretamente ligado ao Som Extremo, fã de livros e filmes, formado em Imagem e Som, Publicidade e Propaganda e Jornalismo. Faz parte da banda de grindcore Prey of Chaos e tem um blog dedicado à música barulhenta. Enfim, alguém que faz da música sua vida.

Mais matérias de Christiano K.O.D.A. no Whiplash.Net.