Matérias Mais Lidas

Joe Biden: evento de posse terá Foo Fighters, Jon Bon Jovi, Springsteen e maisJoe Biden
Evento de posse terá Foo Fighters, Jon Bon Jovi, Springsteen e mais

Iron Maiden: vaquinha para ajudar Paul Di'Anno a fazer cirurgia ainda não atingiu 25%Iron Maiden
Vaquinha para ajudar Paul Di'Anno a fazer cirurgia ainda não atingiu 25%

Kiss: Gene Simmons diz que a falta de dinheiro é a raiz de todo o malKiss
Gene Simmons diz que a falta de dinheiro é a raiz de todo o mal

Lars Ulrich: Eu era o maior fã do Iron MaidenLars Ulrich
"Eu era o maior fã do Iron Maiden"

Titãs: o clipe censurado de Pelados em Santos, com topless de Bárbara PazTitãs
O clipe censurado de "Pelados em Santos", com topless de Bárbara Paz

Kiss: análise vocal de Detroit Rock City explica grande alcance de Paul StanleyKiss
Análise vocal de "Detroit Rock City" explica grande alcance de Paul Stanley

Dave Grohl: ele ficou chocado ao ver Lemmy com cueca bizarra em um apartamento nojentoDave Grohl
Ele ficou chocado ao ver Lemmy com cueca bizarra em um apartamento nojento

Nicko McBrain: pedal duplo é pra caras como Aquiles PriesterNicko McBrain
Pedal duplo é pra caras como Aquiles Priester

Épicas: 10 músicas com mais de 10 minutos de duração (e nenhuma é do Dream Theater)Épicas
10 músicas com mais de 10 minutos de duração (e nenhuma é do Dream Theater)

Pantera: as cinco melhores músicas da banda, segundo leitores da RevolverPantera
As cinco melhores músicas da banda, segundo leitores da Revolver

Quiet Riot: quebrando disco de banda brasileira em 1985Quiet Riot
Quebrando disco de banda brasileira em 1985

Megadeth: todas as músicas que aparecem na faixa escondida de Capitol PunishmentMegadeth
Todas as músicas que aparecem na faixa escondida de "Capitol Punishment"

Greta Van Fleet: Robert Plant odeia aquele vocalistaGreta Van Fleet
Robert Plant "odeia" aquele vocalista

Pantera: e se Vulgar Display Of Power fosse gravado pelo Metallica?Pantera
E se "Vulgar Display Of Power" fosse gravado pelo Metallica?

Andreas Kisser: os álbuns que marcaram o guitarristaAndreas Kisser
Os álbuns que marcaram o guitarrista


Matérias Recomendadas

Dinheiro não é tudo mas ajuda: 5 Rock Stars que nasceram ricosDinheiro não é tudo mas ajuda
5 Rock Stars que nasceram ricos

Jim Carrey: batendo cabeça ao som de Cannibal CorpseJim Carrey
Batendo cabeça ao som de Cannibal Corpse

Kiss x Secos & Molhados: o fim da polêmicaKiss x Secos & Molhados
O fim da polêmica

O tempo, ah o tempo!: rockstars nos anos oitenta e hojeO tempo, ah o tempo!
Rockstars nos anos oitenta e hoje

Floor Jansen: Eu não sou uma puta arroganteFloor Jansen
"Eu não sou uma puta arrogante"

Stamp
Tunecore

Neófito: Death Metal não convencional

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Vicente Reckziegel, Fonte: Witheverytearadream
Enviar Correções  

Entrevista feita com Rafael Ghislandi (Vocal e Guitarra) e Rafael Tizatto (Guitarra), onde falam sobre o recém lançado "Abused". além disso, fazem uma geral da carreira do grupo. Completam a banda Thiago Tigre (Baixo) e Guilherme Letti (Bateria). Saibam mais sobre o Death Metal sem fronteiras do Neófito…

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Vicente: Vocês têm quase duas décadas de existência. Como avaliam a trajetória da banda até este momento?

RAFAEL GHISLANDI: Em duas décadas tudo que você pode imaginar tem seus altos e baixos, inclusive uma banda. Mas a trajetória da Neófito é marcada pela dedicação de todos os músicos que já passaram por ela, e se confirma com nossa formação atual. O gosto pela música e a vontade de criar sonoridades únicas é o alicerce da Neófito. Independente das modificações que ocorrem no meio musical hoje em dia, somos focados em passar ao nosso público a energia que possuímos em cima do palco no meio de um show, e isso é o que faz valer a pena, ver à cara de satisfação de nossos fãs a cada música que tocamos.

Vicente: O EP "Abused" foi lançado recentemente. Como está sendo a reação do público?

RAFAEL TIZATTO: Ótimo! Fizemos o show de lançamento em Lages/SC no dia 05/06/2012 (http://www.youtube.com/watch?v=MB3EKiflAws), a recepção do público foi excelente, também estamos conquistando boas resenhas deste material nos blogs e revistas.

Vicente: Ficaram plenamente satisfeitos com o resultado obtido?

RAFAEL GHISLANDI: Sim, conseguimos passar nesse EP a atual fase da banda que é excelente.

Vicente: Na música "No One Hear your Screams" vocês utilizaram uma espécie de sitar, correto? De quem foi a ideia de utilizar um instrumento incomum na música mais extrema nacional?

RAFAEL GHISLANDI: Correto, utilizamos um sitar indiano. A mistura de instrumentos sempre foi um diferencial nas nossas músicas, e utilizar um instrumento com uma sonoridade única junto com o peso das guitarras é algo fascinante que todos da banda curtem, então essas inclusões e ideias nascem naturalmente, e fica difícil dizer quem exatamente teve a idéia.

Vicente: Além disso, a música "The World is Crashing Down" é uma bela introdução feita ao piano. Sempre foi o desejo de vocês incorporar o máximo de outros elementos a sua música?

RAFAEL GHISLANDI: Com certeza, a inclusão de novos instrumentos, muitas vezes não convencionais para o estilo de música que tocamos, faz com que o músico aguce ainda mais o seu ouvido, e assim podemos nos aventurar em outros campos musicais e descobrirmos muitas coisas possíveis de se criar. A mistura de instrumentos em nossos sons faz parte de nossa história, no primeiro CD "Eternal Suffering" também utilizamos um clarinete junto ao peso das guitarras.

Vicente: Qual a principal diferença entre o EP e o disco "Eternal Suffering" (Este trabalho foi relançado em 2010 - porém gravado em 1996)?

RAFAEL GHISLANDI: O CD "Eternal Suffering" foi gravado em 1996 e na época estavam na banda outras pessoas que também traziam suas influências para nossas composições, e para o EP "Abused" é a mesma coisa, novos integrantes, novas influências musicais, cada integrante tem suas experiências musicais de anos de estrada e tudo isso conta para que cada trabalho da Neófito seja algo inesperado, sem perder a linha base das composições que é o Death Metal. No princípio a Neófito tinha muita influência do Metal dos anos 80 e principalmente 90, hoje em dia não se perdeu isso, pelo contrário, somamos nossas experiências na música e ritmos atuais com o som do passado.

Vicente: Apesar do som do Neófito possuir alguns "traços" do Sepultura anos 90 no novo EP, a banda em momento algum abandona o Death Metal mais clássico. É difícil encontrar esse equilíbrio?

RAFAEL GHISLANDI: Não. Basta ter a mente aberta e trabalhar os estilos musicais seguindo nossos sentimentos.

Vicente: Quais são as suas principais influências?

RAFAEL TIZATTO: Cada um de nós agrega algo novo na banda, o Thiago Tigre traz algo mais Rock’n Roll, eu escuto mais Metal Extremo e Punk/HC, Ghislandi tem mais influencias do Death/Thrash anos 80/90 e o Guilherme escuta ritmos brasileiros e também World Music, além do Metal é claro.

Vicente: Vocês são de Santa Catarina, porém fizeram shows por outras regiões do Brasil. Qual considera a maior diferença entre cada região em nosso país?

RAFAEL GHISLANDI: Já tocamos em várias regiões e a única diferença é que, em cada local, a forma de interação e união das pessoas que curtem esse estilo de música é único, é algo particular de cada cidade, umas mais unidas outras mais "na deles", porém todos sempre nos receberam muito bem, e nós retribuímos com nossa raça e nosso som em cima do palco para todos curtirem ao máximo aquele momento.

Vicente: Vocês participaram da seletiva Wacken Metal Battle/SC ano passado. Como foi essa experiência?

RAFAEL TIZATTO: Fomos selecionados pela Roadie Crew para participar, foi bacana mostrar nosso som ao pessoal que estava lá e ao ''Júri'', recebemos muitos elogios nessa noite.

Vicente: Em poucas palavras, o que acham das seguintes bandas:

RAFAEL TIZATTO:

Sepultura: Um dos maiores representantes do Brasil e da nossa cultura no mundo, fazer abertura para o Sepultura em 2011 foi a realização de um sonho para a Neófito.

Korzus: Fizermos encerramento do show deles em SC no ano passado. Thrash Metal fiel ao estilo.

Cannibal Corpse: Aula de Death Metal - Mestres!

Nervochaos: Tocamos com eles em 2010, acredito que seja a banda do underground nacional com mais estrada e experiência. Som porrada.

Carcass: Sempre foram originais adicionando novos elementos ao Death Metal, saindo do Grindcore até o Death’n Roll. F-O-D-A!

Vicente: Uma mensagem para os fãs e amigos que curtem o trabalho do Neófito e para aqueles que gostariam de conhecer melhor seu som e apostam no Metal nacional.

RAFAEL TIZATTO: Agradecemos a todos os amigos e colaboradores da Neófito, que sempre nos acompanham em shows e participam da divulgação da banda conosco.

Acessem e Curtam nossa página no facebook: facebook.com/neofitometal, lá também estão disponíveis alguns vídeos ao vivo e links para download do nosso novo material. Abraços!


Tunecore
Receba novidades de Rock e Heavy Metal por Whats App
Anunciar no Whiplash.Net

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Rob Halford: 11 coisas que você não sabia sobre eleRob Halford
11 coisas que você não sabia sobre ele

Deep Purple: o riff de Smoke on the Water foi criado por Tom Jobim?Deep Purple
O riff de "Smoke on the Water" foi criado por Tom Jobim?


Sobre Vicente Reckziegel

Servidor público, escritor, mas principalmente um apaixonado pelo Rock e Metal há pelo menos duas décadas. Mantêm o Blog Witheverytearadream desde Dezembro de 2007. Natural e ainda morador de uma pequena cidade no interior do Rio Grande do Sul, chamada Estrela. Há muitos anos atrás tentou ser músico, mas notou que faltava algo simples: habilidade para tocar qualquer instrumento. Acredita na música feita no Brasil, e gosta de todos os gêneros, desde Rock clássico até Black Metal.

Mais matérias de Vicente Reckziegel no Whiplash.Net.