Viper e Andre Matos: entrevista no Blog Mig 18

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Charley Gima, Fonte: MiG 18 Comunicação
Enviar correções  |  Comentários  | 

Charley Gima, diretor da MiG 18, conseguiu uma exclusiva com o Viper, que está voltando aos palcos, com André Matos nos vocais, relembrando a época áurea da banda, no final dos anos 80.

152 acessosBlind Guardian e Rhapsody: Como seria Hansi e Lione cantando juntos?5000 acessosFrases de bandas: o que eles realmente querem dizer?

A banda fará uma série de shows em julho, tocando na íntegra os dois primeiros discos da carreira: Soldiers Of Sunrise e Theatre Of Fate, para delírio dos fãs! É o TO LIVE AGAIN TOUR 2012.

Veja abaixo alguns trechos da entrevista que pode ser lida na íntegra no Blog MiG 18.

MiG 18 - Esta reunião é um presente para os bangers do brasil e do mundo! Quem teve a ideia desta volta, como rolou os trâmites para que o Viper voltasse à ativa com o André de volta aos vocais?

Felipe Machado: A reunião do Viper foi algo que foi acontecendo ao longo destes anos, vale destacar que nunca deixamos de ser amigos, mas cada um seguiu sua vida e seus projetos pessoais, mas o Viper , sempre foi a nossa referência, onde tudo começou!

Guilherme: A reunião aconteceu na hora certa, eu resolvi sugerir uma reunião, conversei com o Felipe que achou que seria uma boa idéia tocarmos juntos para ver o que sairia, não houve trâmites burocráticos extensos para nos reunirmos, simplesmente nos encontramos como amigos, conversamos muito, demos muitas risadas lembrando das passagens antigas e marcamos estúdio, marcamos a primeira data do show. Naquele momento confirmou-se a reunião da banda!

MiG 18 - Todas as músicas de Soldiers Of Sunrise e Theatre of Fate serão tocadas ao vivo? Vai ser de forma aleatória ou na sequência em que estão dispostas nos discos?

Felipe – O plano inicial foi esse, muitas bandas vem tocando seus álbuns mais clássicos na integra, e o Viper vai tocar os dois álbuns completos e na ordem, temos ensaiado assim!

MiG 18 - Andre, qual sua opinião sobre o Viper após sua saída? Você sentiu vontade de retornar em algum momento?

Andre Matos - Quando saí do Viper, a causa foi minha decisão em me dedicar a fundo aos estudos de música. Já no período da gravação do TOF eu havia ingressado na faculdade de regência e composição e aquilo era algo que me absorvia bastante. Tive de optar então neste momento. Com o passar dos anos, e já mais adequado ao ritmo dos estudos, percebi que era possível combinar as duas coisas. Sentia falta dos palcos e da convivência com a banda. Então, um pouco por coincidência, acabei fundando o Angra, com mais dois colegas de faculdade. No início, as coisas eram difíceis pois tínhamos de começar praticamente do zero, enquanto eu já havia tido uma experiência maior junto ao Viper. Mas era um desafio. Quando o Angra tomou forma definitiva, e finalmente conseguimos acertar um repertório e um plano para a gravação do primeiro álbum, cogitou-se o meu retorno ao Viper. Porém, era tarde demais. Eu não podia interromper todo o processo que havia começado e que envolvia outras pessoas, por questão de coerência.

No fim, acabamos trilhando caminhos diferentes. O Angra alcançou uma grande projeção logo neste primeiro disco, e o Viper fez um álbum incrível com o Pit nos vocais.

Olhando em retrospecto, não sei o que teria acontecido se eu tivesse voltado ao Viper naquela época. Acho que tudo aconteceu como realmente tinha de ser. Faz parte da história de cada um de nós, e todos crescemos muito com tudo isso. Mas uma coisa é certa: Evolution é o álbum que faltou em minha carreira, um álbum que eu gostaria de ter gravado.

Veja a entrevista completa no Blog MiG 18!

http://cgima.wordpress.com/2012/06/01/viper-entrevista-exclu...

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Mais comentários na Fanpage do site, no link abaixo:

Post de 01 de junho de 2012

AngraAngra
Banda reage à tragédia com Adrenaline Mob

152 acessosBlind Guardian e Rhapsody: Como seria Hansi e Lione cantando juntos?1200 acessosAngra: Uma rara versão acústica de "Carry On" com Andre Matos899 acessosAngra: Fabio Lione tem poderes! (making of do novo álbum)0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Angra"

Kiko LoureiroKiko Loureiro
Canções que fizeram ele ser o músico que é hoje

MegadethMegadeth
Kiko sugeriu a Mustaine inspiração nos problemas do Brasil

Top 20Top 20
Discos recentes de bandas clássicas tão bons quanto os antigos

0 acessosTodas as matérias da seção Entrevistas0 acessosTodas as matérias sobre "Viper"0 acessosTodas as matérias sobre "Andre Matos"0 acessosTodas as matérias sobre "Angra"

Frases de bandasFrases de bandas
O que eles realmente querem dizer?

Em 24/11/1991Em 24/11/1991
Morre Freddie Mercury, aos 45 anos de idade

JapãoJapão
Conheça dez bandas japonesas de Metal

5000 acessosMetallica e Lady Gaga: veja a performance conjunta no Grammy5000 acessosVocalistas: as vozes mais agudas do Metal segundo o Noisecreep5000 acessosZodíaco True: Os perfis de cada signo em versão Headbanger4542 acessosIron Maiden: Assista a introdução dos shows da nova tour5000 acessosKerry King: velho, gordo e careca? Está falando de mim, seu babaca?5000 acessosIron Maiden: Os mesmos três acordes em quarenta músicas

Sobre Charley Gima

Editor-chefe do Blog FuteRock e CEO da MiG18 Comunicação, empresa que trabalha Comunicação integrada, MKT Digital e Social Media/Fanpages, produção e administração de shows e eventos diversos desde 2004, sendo responsável pela produção de shows nacionais e internacionais, além de licenciamento e uso de marcas e imagens de bandas e artistas internacionais em shows no Brasil.

Mais matérias de Charley Gima no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online