Scorpions: "escorpião é o meu signo", diz Herman Rarebell

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Leandro Caldas Siqueira, Fonte: Metal Music Examiner, Tradução
Enviar correções  |  Ver Acessos

Jay Nanda, do San Antonio Metal Music Examiner, conduziu recentemente uma entrevista com o baterista original do SCORPIONS, Herman Rarebell. Alguns trechos da conversa seguem abaixo.

Debandados: saíram de uma banda e formaram outras de igual pra melhorManowar: você acha as fotos da década de 80 ridículas?

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

O que você quer que as pessoas pensem sobre o audiobook "My Life As A Scorpion"?

Herman: "Eu conto a minha história e minha vida na banda. Escorpião é o meu signo do zodíaco, então tem sido a minha vida inteira. É divertida e tem humor, então não é chata de se ouvir. Eu passei 20 anos da minha vida no SCORPIONS, e chamo estes anos de anos dourados. Nós visitamos o mundo inteiro".

Então qual foi a razão principal para você largar o SCORPIONS, e isso afetou a sua relação com os caras?

Herman: "Não, não tanto. Minha posição na época era que eu estava com a banda por 20 anos. Logo, o período grunge '92-'93 veio, e senti que o heavy metal estava decaindo. MTV não tocava mais hard rock. Havia uma boa oportunidade na música após "Face The Heat". Senti que havia um período no livro da vida que era época de fazer algo novo. Eu disse, é hora de fazer uma declaração novamente, fazer um disco solo, porque é o que eu sou - um músico".

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Você estava na turnê Monsters of Rock em '88, e naquela época, James Kottak estava tocando bateria na banda de abertura daquela turnê, KINGDOM COME. Ele o substituiu em 1996 e ainda está no SCORPIONS. O que acha dele como baterista?

Herman: "Eu o selecionei. Quando eu quis deixar a banda, conversei com Klaus e Matthias, e disse, 'Eu quero fazer alguma coisa. Eu acho que vocês deveriam pegar James Kottak. Ele tem um estilo muito parecido com o meu, e acho que ele pode tocar as paradas que toquei antes, daí na verdade vocês não perderão nada'. Eu acho que um novo episódio do rock está sendo escrito com o SCORPIONS terminando e eu continuando".

A matéria completa (em inglês) está no link abaixo.




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção EntrevistasTodas as matérias sobre "Scorpions"


Carreira solo: 7 músicos que nunca lançaram projetos paralelosCarreira solo
7 músicos que nunca lançaram projetos paralelos

Scorpions: As 11 músicas que mudaram a vida de Klaus MeineScorpions
As 11 músicas que mudaram a vida de Klaus Meine


Debandados: saíram de uma banda e formaram outras de igual pra melhorDebandados
Saíram de uma banda e formaram outras de igual pra melhor

Manowar: você acha as fotos da década de 80 ridículas?Manowar
Você acha as fotos da década de 80 ridículas?


Sobre Leandro Caldas Siqueira

Músico há 18 anos, é de Niterói- Rio de Janeiro. Tocou em diversas bandas Niteroienses, como Metal Wings, Dogma e Unliver. Possui um blog sobre os Rolling Stones (www.stonesbrazilianclub.blogspot.com), sua banda do coração e, recentemente, montou sua própria banda "Os Caras" (www.bandaoscaras.blogspot.com), com a finalidade de misturar o clássico Rock'n'Roll, com diversos outros estilos musicais- sendo a 'Criatividade Musical' a real filosofia da banda.

Mais informações sobre Leandro Caldas Siqueira

Mais matérias de Leandro Caldas Siqueira no Whiplash.Net.

Cli336x280 CliIL Cli336x280