Exodus: baterista fala sobre o resurgimento do Thrash

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Mateus Tozzi, Fonte: Away-Team, Tradução
Enviar correções  |  Ver Acessos

O Away-Team recentemente conduziu uma entrevista com o baterista Tom Hunting da banda de thrash metal EXODUS. Seguem alguns trechos da conversa.

Gary Holt: "Protestos no Chile são resposta à privatização de direitos básicos".Lindo Demais: conheça o London, o primeiro smartphone da Marshall

Away-Tem: "Quando 'The Atrocity Exhibition... Exhibit A' foi lançado, eu acho que foi Gary (Holt, guitarrista) que disse em uma entrevista, que este ano sairia o 'The Atrocity Exhibition... Exhibit B', aí vocês voltaram no tempo e fizeram o 'Bonded By Blood' e o lançaram como 'Let There Be Blood'. Qual foi a razão para refazer o 'Bonded By Blood'?

Tom Hunting: "Bem, isso é algo que discutimos com o nosso antigo empresário, que também controla uma gravadora, e na época quando estávamos fazendo isso, quando concordamos em fazer isso, foi antes de gravar o 'Atrocity', mas foi uma coisa que, você sabe, nós queríamos lançar aquelas músicas.... não como uma competição com o 'Bonded By Blood' original, mas apenas como um disco extra para mostrar como a banda soa hoje e como as pessoas deveriam esperar ouvir essas músicas ao vivo, por causa da nova formação. E estamos felizes com ele. Saiu ótimo e não gastamos muito tempo com ele como fizemos com o 'Atrocity' porque preferimos gastar mais tempo no novo material obviamente. Além disso, deveríamos saber essas músicas, nós as temos tocado por 27 anos agora mais ou menos. Eu realmente faço isso, essa coisa pessoal.... Eu gosto desde quando um riff é mostrado pra mim até a hora que gravamos, você sabe, é como fazer um sanduíche."

Away-Tem: "Muitas bandas estão voltando e regravando seus antigos álbuns, ou voltam e os remasterizam, como o MEGADETH voltando e refazendo completamente os arranjos de quase todas as músicas, e as letras de um monte de seus próprios álbuns. Com o 'Bonded By Blood', você disse qe foi algo simples. Foi simplesmente ir ao estúdio e fazer..."

Tom Hunting: "Sim, você pode dizer que é diferente, especialmente a tecnologia é interessante aqui porque quando fizemos o original, nós não tivemos preocupações com coisas como uma click-track [trilha base com metrônomo para marcar o rítmo de uma gravação com precisão]. Então, na regravação eu acho que algumas das partes mais lentas soam mais lentas, você sabe, fazendo parecer mais pesado na minha opinião e algumas das coisas mais rápidas soam de certa forma mais rápidas." (risos)

Away-Team: "No que vocês contribuíram para o ressurgimento do som thrash da Bay Area, e porque os outros estilos de música dos anos 80 não estão fazendo o memso?"

Tom Hunting: "Bem, eu apenas acho que o metal, em geral, voltou a circular de novo. Você sabe, eu acho que o NIRVANA matou o metal no início dos anos 90 e isso precisava ser morto. Você assiste alguns daqueles velhos vídeos do Vinnie Vincent... isso tinha que acabar. Alguém tinha que fazer alguma coisa quanto a isso, e veio o NIRVANA e esmagou tudo isso, PEARL JAM e tudo isso. Também grandes bandas, músicos. Eu adoro ALICE IN CHAINS. Eu acho que era apenas a hora para a música ser diferente, mas eu acho que o thrash veio, eu digo, o thrash nunca morreu na Europa. Eles ainda amam isso por lá. Sempre teve e sempre terá. Mas, é interessante porque tem uma nova fase de, especialmente sempre que tocamos no sul da Califórnia, são tipo garotos hispânicos de 17 anos. Nós os chamamos de Hispânicos Satânicos porque todos tem roupas de jeans, e esses Nike de cano alto. Eu não sei aonde eles estão achando esses tênis, mas, você entende o que eu quero dizer..."

Away-Team: "Ainda continua sendo feito em algum lugar do México?"

Tom Hunting: "Talvez. (risos) Eu acho que é um ressurgimento, porque como todas essas bandas, os músicos dessas bandas você pode dizer que nunca foram embora, eles apenas não estavam fazendo nada, pois, se o metal estava morto, não tem nada o que fazer. Entende? Mas no EXODUS, aparte da separação deles em 1994, depois do 'Force Of Habit', nós nunca realmente terminamos, nós apenas estávamos fazendo outras coisas, às vezes coisas ruins, mas..."

Away-Team: "Quais são suas memórias da velha cena musical da Bay Area, quando vocês ainda estavam começando?"

Tom Hunting: "Hum, apenas alguns dos shows, no Ruthie's Inn, e nós não entrávamos até tipo, duas da manhã, então éramos bem loucos. Era muito inocente, era simplesmente uma pequena cena. Você via as mesmas pessoas em todos os shows, mas todos os shows tinham as mesmas pessoas, entende? Era uma época de formação, para todos. Eu tenho que dizer isso, você sabe, eu nunca fiquei ansioso por tantos shows, quero dizer, aquela antecipação de ter um show. 'Oooh, nós temos um show', entende? Eu não quero parecer entediado ou algo parecido, porque eu ainda adoro tocar..."




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato. Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Denuncie os que quebram estas regras e ajude a manter este espaço limpo.


Todas as matérias da seção EntrevistasTodas as matérias sobre "Exodus"


Gary Holt: Protestos no Chile são resposta à privatização de direitos básicos.Gary Holt
"Protestos no Chile são resposta à privatização de direitos básicos".

Kerrang!: álbuns fantásticos com capas constrangedorasKerrang!
álbuns fantásticos com capas constrangedoras

Exodus: o Metallica veio até San Francisco pra imitar o que fazíamosExodus
O Metallica veio até San Francisco pra imitar o que fazíamos

Thrash Metal: Os melhores discos lançados depois do ano 2000Thrash Metal
Os melhores discos lançados depois do ano 2000

Slayer: fotos em detalhes da guitarra pintada com sangue de Gary HoltSlayer
Fotos em detalhes da guitarra pintada com sangue de Gary Holt


Lindo Demais: conheça o London, o primeiro smartphone da MarshallLindo Demais
Conheça o London, o primeiro smartphone da Marshall

Runaways: Jackie Fox conta como foi estuprada por Kim FowleyRunaways
Jackie Fox conta como foi estuprada por Kim Fowley

Humor: Os impressionantes diários secretos de Roger WatersHumor
Os impressionantes diários secretos de Roger Waters

Fotos de Infância: Max e Igor Cavalera, do SepulturaFotos de Infância
Max e Igor Cavalera, do Sepultura

Whiplash.Net: Como enviar conteúdo ou se tornar um colaborador do siteWhiplash.Net
Como enviar conteúdo ou se tornar um colaborador do site

Pantera: veja o manifesto de Phil Anselmo com a letra do AC/DCPantera
Veja o manifesto de Phil Anselmo com a letra do AC/DC

Roger Moreira: Críticas depois de comentário sobre ciclovia que caiuRoger Moreira
Críticas depois de comentário sobre ciclovia que caiu


Sobre Mateus Tozzi

Mateus Tozzi nasceu em 1988 em Sorocaba-SP e vive até hoje nessa cidade do interior paulista. Começou a se interessar por Heavy Metal em 2001 assistindo a apresentação do Iron Maiden no Rock In Rio III, e desde então, leva consigo uma enorme paixão pela música pesada. Suas bandas preferidas São Dio, Iron Maiden, Judas Priest, Sepultura, Slayer e Deep Purple. Atualmente faz o curso de Processamento de Dados e pratica guitarra.

Mais matérias de Mateus Tozzi no Whiplash.Net.

adClioIL