Testament: "parei com a maconha", diz vocalista

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Thiago Guedes, Fonte: Blabbermouth, Tradução
Enviar correções  |  Comentários  | 

Andrew Sample recentemente entrevistou para uma revista o vocalista Chuck Billy e o guitarrista Eric Peterson do TESTAMENT, lendas do Thrash da Bay Area que, dentre outras coisas, falaram sobre seu novo álbum “The Formation Of Damnation”.

5000 acessosSlash: uso excessivo de drogas chocou David Bowie5000 acessosDeath On Two Legs: a declaração de ódio de Freddie Mercury

Metal Maniacs: Seus vocais no "Formation" estão realmente, realmente fortes e sua performance, pode-se dizer, é a melhor em anos. Como você se preparou para trabalhar no estúdio dessa vez?

Chuck Billy: "Bem, pra ser honesto, primeiro e antes de tudo eu parei de fumar maconha uns oito meses atrás. Estou certo de que isso será uma surpresa para muita gente e para um monte de bandas, porque eu tinha fumado muito ao longo dos anos com um monte de pessoas também [risos]! No último ano que estivemos em turnê, fazendo muitos shows aonde tínhamos que estar voando de um lado para o outro todos os dias, eu não tinha nenhum baseado comigo. Antes dessas viagens eu tinha parado de fumar fazia já algumas semanas, fizemos a turnê, voltamos para casa e eu me dei conta que já fazia mais de um mês que havia fumado. Nós sairíamos em turnê novamente dentro de algumas semanas. então eu me mantive firme nessa condição e quando fizemos a segunda turnê eu tinha todo esse grande vigor e a minha voz estava forte. Dessa maneira fui para casa e me sentia realmente confiante. Eu sabia que estávamos para começar a compor e eventualmente começar a gravar, então eu pensei que deveria seguir dessa maneira que me encontrava e fazer a gravação desse jeito. Eu me senti forte no estúdio, eu tinha mais confiança e minha voz estava realmente poderosa, isto aumentou minha força e limpou minha voz um pouco mais".

Metal Maniacs: "Formation" tem elementos do “Pratice What You Preach”, “Souls Of Black” e “Low”, e é tão rápido quanto o material gravado no “The Legacy” e o que há de mais pesado nos álbuns mais novos. Como foi criar algo novo sem parecer que estivessem copiando a si mesmos?

Chuck Billy: "O Eric sempre foi muito bom em trazer novos materiais e novos estilos. Um monte disso tem a ver com o seu projeto DROAGONLORD e seu amor pelo Black Metal. Ele tem outro elemento que traz para dentro da idéia do TESTAMENT, e também ter Alex [Skolnic, guitarra] de novo é muito bom. Quando Nick Barker começou conosco ele revigorou o Eric também; ele vem de um background diferente de Metal e de tocar e isso inspirou Erick. Mas ele compõe diferente para o TESTAMENT, e é claro que isso tem que ser absorvido – isso tem que ter pegada. É nesta que eu entro. Eu trabalho em cima das músicas e dos riffs e digo a ele aonde eu vou cantar e aonde será o refrão. Nós trabalhamos juntos e escolhemos em que direção isso tudo vai e como isso será colocado tudo junto".

Eric Peterson: "Muito disso começa comigo. Todo mundo tem suas opiniões e nós todos concordamos no que as músicas vão proporcionar. Algumas coisas foram escritas depois do 'The Gathering', mas a maior parte foi escrita há alguns anos atrás. Alguns dos riffs antigos são os melhores do material reescrito. Nós mesclamos algumas partes do material antigo com alguma coisa do material mais recente".

Metal Maniacs: Eric, como a experiência do DRAGONLORD afetou sua aproximação para compor para o TESTAMENT, e em particular com a formação clássica?

Eric Peterson: "O DRAGONLORD sempre foi um projeto paralelo, mas alguma coisa eu tinha que tirar porque foi necessário pra mim. Nós [TESTAMENT] não estamos excursionando tanto quanto costumávamos, então sempre há tempo para material criativo no caminho em direção ao lar. Mas o TESTAMENT sempre foi a coisa mais importante, e eu tenho trabalhado duro para continuar ao longo dos anos. Algumas músicas do novo álbum, 'Persecuted' e 'Henchmen', foram escolhidas para ser mais 'darks', ter vibrações mais Black Metal, apesar que ultimamente eu escrevo de maneira diferente para o TESTAMENT, que sempre vai ser a minha prioridade".

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Drogas e Álcool"

Zakk WyldeZakk Wylde
Detonando a reunião dos Alcoólicos Anonimos

Ozzy OsbourneOzzy Osbourne
Falando abertamente sobre drogas

Ozzy OsbourneOzzy Osbourne
"Eu e Bill Ward éramos soldados das drogas nos anos 70"

0 acessosTodas as matérias da seção Entrevistas0 acessosTodas as matérias sobre "Drogas e Álcool"0 acessosTodas as matérias sobre "Testament"

SlashSlash
Confissões sobre drogas chocaram David Bowie

QueenQueen
A declaração musical de ódio de Freddie Mercury

PsicografiaPsicografia
Uma suposta carta do espírito de Cássia Eller

5000 acessosMegadeth: Dave Mustaine não está feliz com os improvisos de Kiko Loureiro?5000 acessosThe Voice Kids: garotinha canta Led Zeppelin e conquista todos5000 acessosA História da New Wave Of British Heavy Metal5000 acessosMetallica: James Hetfield acredita em Deus?5000 acessosAC/DC: quem Dave Mustaine gostaria de ver no vocal?5000 acessosPain Of Salvation: Daniel Gildenlöw fala sobre os Mamonas Assassinas

Sobre Thiago Guedes

Autor sem foto e/ou descrição cadastrados. Caso seja o autor e tenha dez ou mais matérias publicadas no Whiplash.Net, entre em contato enviando sua descrição e link de uma foto.

Mais matérias de Thiago Guedes no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em junho: 1.119.872 visitantes, 2.427.684 visitas, 5.635.845 pageviews.

Usuários online