Tarja Turunen: Ela era uma "criança feliz numa cidade pequena"

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Débora Viana, Fonte: Planet-Loud.com, Tradução
Enviar Correções  

O Planet-Loud publicou em novembro de 2007 uma entrevista com TARJA TURUNEN, onde, dentre os assuntos tratados, estavam sua infância, educação musical e a entrada no Nightwish.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Planet-Loud.com: Eu vou tentar evitar perguntas comuns sobre o Nightwish; posso imaginar as centenas de entrevistas que você deu sobre isso. Você tem um novo álbum, "My Winter Storm", a ser lançado dentro de muito pouco tempo o qual estamos todos aguardando ansiosamente para ouvir, e estamos esperando para ver mais de você como artista solo. Você começou a cantar bem cedo, sua família apoiou bastante sua decisão de cantar?

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Tarja: "Eu sempre fui uma criança feliz como todas as outras, uma jovem garota em um pequeno povoado, eu estava sempre cantando em qualquer lugar que eu fosse então eles sempre souberam que eu adorava isso. Eles me mandaram para aulas de piano e estavam sempre me incentivando a fazer o melhor que eu pudesse e viajando comigo a grandes cidades quatro/cinco vezes na semana para me apresentar."

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Planet-Loud.com: Seus pais eram músicos?

Tarja: "Nós sempre fomos uma família musical, mas eles não eram profissionalmente envolvidos na música. Minha mãe tocava piano e nós nos sentávamos ao redor cantando, então éramos uma família muito barulhenta."

Planet-Loud.com: Você entrou para o Nightwish em 1997. O Metal era algo que chamava sua atenção antes ou somente quando se viu fazendo?

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Tarja: "Meu irmão tocava guitarra e era muito ligado ao Hard Rock, então eu estava a par disso. Todos os meus estudos foram dentro da música clássica e eu decidi que queria explorar mais e meus professores estavam sempre me incentivando a descobrir algo novo. Eu estava na metade do primeiro ano da Universidade antes de me juntar ao Nightwish. Nós já conhecíamos uns aos outros e levamos isso como um desafio. Nós fomos para o estúdio bem cedo e foi um pouco mais diferente do que minha família esperava mas era realmente uma música mágica".

Planet-Loud.com: É ótimo você ter tido o apoio de seus professores e da família. Você fez muitas turnês com o Nightwish, às vezes fora por três meses cada vez. Como é para uma mulher estar na estrada com todas as bandas masculinas? Você já foi groupie?

Tarja: "Ha! Não, não. Eu não fui groupie. Eu era a única garota da minha escola e tive irmãos mais velhos, então eu era acostumada a passar um tempo somente com homens mas eu sentia falta de falar com meninas. Minhas contas de telefone eram altas depois da turnê porque eu telefonava para todas as minhas amigas de volta pra casa. Eu tinha que cuidar bem de mim mesma nas turnês porque era muito fácil ficar doente viajando para dentro e fora de diferentes climas e se alguém da equipe ficasse doente todos ficariam. Essa era a parte mais difícil, não os homens".

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Comente: Como foi a sua infância musical?




Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Kerrang!: os 100 melhores álbuns de Rock em lista da revistaKerrang!
Os 100 melhores álbuns de Rock em lista da revista

Nirvana: Kurt Cobain era meio pau no cu, diz produtorNirvana
"Kurt Cobain era meio pau no cu", diz produtor


Sobre Débora Viana

Autor sem foto e/ou descrição cadastrados. Caso seja o autor e tenha dez ou mais matérias publicadas no Whiplash.Net, enviando sua descrição e link de uma foto.

Goo336 Goo336 Cli336 Goo336 Goo728 Cli336