Lemmy: "poucas garotas querem um cara de 61"

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Fonte: Blabbermouth
Enviar correções  |  Ver Acessos

Em uma curta entrevista para o The Age australiano em outubro de 2007, Lemmy, frontman do MOTÖRHEAD, que tinha uma apresentação agendada com o ROSE TATTOO e o AIRBOURNE, disse que estava muito contente em retornar ao país, e como de praxe, respondeu de maneira bem humorada a algumas perguntas.

Motörhead: Robertinho de Recife e Zé Ramalho fazem versão de "Ace of Spades"; ouçaHeavy Metal: os dez melhores álbuns lançados em 1982

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal


Muitos músicos tiveram culhões mas sua chama se apagou e eles morreram antes do tempo. Lemmy é um sobrevivente com culhões e ao mesmo tempo com uma paixão legítima pelo gênero. Mas o que ele julga mais importante, coração ou culhões?

"Você está fudido sem um dos dois, pois o coração precisa contrabalançar o ímpeto das bolas para que tudo funcione legal. E para que serve um coração sem que nada o detenha em suas emoções, certo? Os dois trabalham juntos tal como sal e pimenta".

Sobre as turnês:

"Elas são muito importantes, mas hoje em dia não são tão interessantes quanto no passado, afinal são poucas as garotas que se interessam por um cara de 61 anos, ao contrário do que acontece quando se têm 24 anos. É triste de fato, porém aprendemos a conviver com isto. Mas não estou reclamando, tive momentos maravilhosos com o Rock'n'Roll e ele também teve excelentes momentos com minha presença".

O status de ter seu próprio boneco:

"Disse para o cara: 'você vai colocar um pênis nele?'. Me respondeu que não, e retruquei: 'Então não se trata de um boneco de ação, já que quem comprar não terá muita ação" [Nota: trocadilho com "action figure"].

Se acha que o boneco pode prejudicar as crianças:

"Provavelmente, se você comer o boneco. Espero que ninguém faça isto".

Sobre tocar com o AIRBOURNE:

"São uns desgraçados filhos da mãe, muito legal tocar com o grupo. Um deles me trouxe uma garrafa de Jack Daniel's e disse, 'leite materno'. Inspirador".




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Todas as matérias da seção EntrevistasTodas as matérias sobre "Motorhead"Todas as matérias sobre "Lemmy Kilmister"


Motörhead: Robertinho de Recife e Zé Ramalho fazem versão de Ace of Spades; ouçaMotörhead
Robertinho de Recife e Zé Ramalho fazem versão de "Ace of Spades"; ouça

Motorhead: baterista posta foto histórica da banda junto com membros dos RamonesMotorhead
Baterista posta foto histórica da banda junto com membros dos Ramones

Dave Grohl: Beatles tem a música mais pesada que qualquer coisa do Sabbath ou MotorheadDave Grohl
Beatles tem a música mais pesada que qualquer coisa do Sabbath ou Motorhead

Grandes covers: cinco versões para "Overkill", do Motorhead

Big 4 britânico: Halford queria juntar Priest com Maiden, Sabbath e MotörheadBig 4 britânico
Halford queria juntar Priest com Maiden, Sabbath e Motörhead

Motörhead: as músicas feitas em homenagem a Lemmy.KZG: Gastão Moreira mostra o impressionante box set do Motorhead

Kerrang!: os maiores mascotes do Heavy MetalKerrang!
Os maiores mascotes do Heavy Metal

Motörhead: Overkill e Bomber são relançados em box comemorativo; ouçaEm 27/10/1979: Motörhead lançava o álbum Bomber

Lemmy: Jon Lord, ser uma lenda e a descrença na humanidadeLemmy
Jon Lord, ser uma lenda e a descrença na humanidade

Lemmy: como era passar o dia bebendo com ele?Lemmy
Como era passar o dia bebendo com ele?


Heavy Metal: os dez melhores álbuns lançados em 1982Heavy Metal
Os dez melhores álbuns lançados em 1982

Aerosmith: As 20 frases mais ultrajantes de Steven TylerAerosmith
As 20 frases mais ultrajantes de Steven Tyler


adGoo336