Belphegor: "Não somos satanistas. Somos ateus."

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Marco Néo, Fonte: Brave Words, Tradução
Enviar correções  |  Ver Acessos

O site romeno MetalHead.ro postou uma nova entrevista com os Black Metallers austríacos do BELPHEGOR, que comentaram sobre o retorno à Romênia e a necessidade de um novo baterista.

Musculação: os músicos mais bombados do heavy metalAstros do rock: o patrimônio líquido de cada um

Pra começo de conversa, um show de vocês na Romênia foi cancelado há um ou dois anos por causa da igreja local. Agora vocês estão de volta, haverá um concerto de vocês na Romênia em outubro. Qual a sua opinião sobre isso?

"Bom, mal podemos esperar. Não foi uma situação em que nós fomos forçados a cancelar por qualquer igreja ou governo ou algo do tipo, foi um problema na formação da banda que nos forçou a cancelar o show. Mas agora nós estamos ansiosos para tocar. Gostaríamos de ir a todos os lugares, especialmente a lugares em que nunca tocamos, e a Romênia é um desses lugares".

Falando sobre a nova formação, e o novo baterista?

"Bem, é um baterista antigo retornando, mas ele só vai tocar no festival Party.San e depois sai de novo. É o baterista com quem gravamos o álbum 'Lucifer Incestus', ele vai tocar conosco aqui hoje e amanhã. Eu gosto dele, acho que é o melhor baterista que já tivemos, 'Lucifer Incestus' é o material mais rápido que já fizemos, ele é perfeito para o Belphegor, pena que ele saiu da banda".

Vocês já pensaram sobre algum substituto?

"Já, nós teremos um baterista contratado a partir da semana que vem, ele é bom mas não se encaixa no Belphegor. De qualquer forma, não vamos mais cancelar shows por causa de problemas de formação, tivemos sorte de encontrar esse cuzão, o cuzão novo. Não me entenda mal, ele provavelmente é ótimo, então os cancelamentos por causa de problemas de formação acabaram".

Por qual motivo gravaram canções em três idiomas diferentes no novo disco?

"Porquê não? Se você é familiar com nosso trabalho, saberá que sempre gravamos algo em Latim. Agora temos trechos em Alemão, Latim e Inglês. Nada de novo, supostamente se trata de uma blasfêmia pois Latim é o idioma da igreja. A idéia do disco é justamente desafiar a Igreja".

Mas por qual motivo apelar para o Satanistmo?

"Para alguns o Satanismo é uma religião, para outros uma filosofia, existe muita controvérsia sobre isto. De minha parte penso que isto não tem nada a ver com religião pois sou ateu. Se não acredito em Deus não posso ser simpatizante do Diabo. Quero que as pessoas leiam as letras e tirem suas próprias conclusões".

Leia e assista a entrevista completa neste link.



GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção EntrevistasTodas as matérias sobre "Satanismo e Ocultismo"Todas as matérias sobre "Belphegor"


Zakk Wylde: O assassinato atribuido à seita do guitarristaZakk Wylde
O assassinato atribuido à "seita" do guitarrista

Dimmu Borgir: Silenoz se considera um satanista?Dimmu Borgir
Silenoz se considera um satanista?


Musculação: os músicos mais bombados do heavy metalMusculação
Os músicos mais bombados do heavy metal

Astros do rock: o patrimônio líquido de cada umAstros do rock
O patrimônio líquido de cada um


Sobre Marco Néo

Nascido na primeira metade dos anos 70, teve seu primeiro contato com sons pesados quando o Kiss veio para o Brasil, em 83, mas não compreendeu bem o que era aquilo. A contaminação efetiva ocorreu um ano depois, quando conheceu Motörhead, Judas Priest, AC/DC, Iron Maiden. Desde então, tornou-se um apaixonado colecionador de tudo o que se refere a Metal e Rock'n'Roll, independentemente de subestilos.

Mais matérias de Marco Néo no Whiplash.Net.

adWhipDin