Foo Fighters: "Steely Dan com No Means No"

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Guilherme Carvalho, Fonte: Billboard.com, Tradução
Enviar Correções  

Em matéria de Jonathan Cohen, da Billboard.com, Dave Grohl, do FOO FIGHTERS, comenta sobre o novo álbum da banda, previsto para sair em setembro.

Guitarristas: os sete mais influentes de todos os tempos

Ozzy Osbourne: 25 coisas que você não sabe sobre ele

"Sempre foi meu sonho misturar Steely Dan com No Means No", afirma Dave Grohl, sobre o som eclético do sexto álbum do FOO FIGHTERS, que tem o título provisório de "Echoes, Silence, Patience and Grace" e deve ser lançado dia 25 de setembro pela RCA. "Se alguém vai fazer, eu adoraria ser esse cara".

Realmente, as doze faixas podem deixar alguns fãs um pouco confusos, já que músicas como "Let It Die" e "Erase Replace" têm mudanças drásticas de estilo em questão de segundos. "Há músicas típicas de um quarteto de rock, mas também há canções onde as seções do meio se transformam nessa massa orquestrada e com tempos absurdos", explica Grohl, sobre o novo material.

Dentre as músicas que certamente irão tocar nas arenas nesta temporada estão a abertura "The Pretender" ("É uma canção pesada e com tempo mais rápido, com um pouco de Chuck Berry") e "Cheer Up Boys, Your Makeup Is Running" ("Essa vai fazer o chão dos festivais tremer").

No outro lado do espectro, "The Ballad of the Beaconsfield Miners" tem Grohl e a guitarrista convidada Kaki King experimentando variações nas suas palhetadas. "Essa canção tem quase a palhetada de banjo com hammer-ons e pull-offs", diz Grohl. "Mostrei a ela uma vez e ela tocou 10 vezes melhor do que eu".

A música foi inspirada por dois mineiros da Tasmânia que ficaram duas semanas presos em uma mina e, enquanto aguardavam o resgate, pediram um iPod com músicas do FOO FIGHTERS para ajudar a melhorar sua moral. Grohl foi avisado da situação por uma pessoa ligada à gravadora da banda na Austrália, e escreveu uma nota para os dois homens.

"Eu estava em lágrimas, cara", ele relembra. "Eu disse: ‘Ei caras, é o Dave. Vocês estão nos nossos pensamentos e orações. Quando vocês saírem têm dois ingressos e duas cervejas geladas esperando por vocês onde quer que vocês queiram nos ver’".

Os homens conseguiram ser resgatados, e quando um deles foi ver o FOO FIGHTERS tocar no Sydney Opera House, "eu pensei em escrever alguma coisa para ele", diz Grohl. "Eu fiz essa pequena música instrumental. Depois do show fomos encher a cara no bar do hotel e eu falei ‘Cara, eu prometo que vou colocar isso no álbum’".

Depois de alguns shows esporádicos nessa temporada, os Foos vão tocar nos EUA em setembro e outubro, seguindo para arenas no Reino Unido em novembro e para a Austrália em dezembro. Outra série pelos EUA está encaminhada para o começo da primavera. "A última turnê americana que fizemos foi a com o Weezer [em 2005]", diz Grohl. "Temos que voltar a Fargo e Tulsa – esse tipo de lugar. Temos que fazer tudo de novo".

Esse é o track list de "Echoes, Silence, Patience and Grace":

"The Pretender"
"Let It Die"
"Erase Replace"
"Long Road to Ruin"
"Come Alive"
"Stranger Things Have Happened"
"Cheer Up Boys, Your Makeup Is Running"
"Summer's End"
"The Ballad of the Beaconsfield Miners"
"Statues"
"But Honestly"
"Home".




Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Guitarristas: os sete mais influentes de todos os temposGuitarristas
Os sete mais influentes de todos os tempos

Ozzy Osbourne: 25 coisas que você não sabe sobre eleOzzy Osbourne
25 coisas que você não sabe sobre ele


Sobre Guilherme Carvalho

Gaúcho de Santiago, é redator em uma agência de propaganda de Florianópolis. Começou escutando o pai dedilhar Tom Jobim, Vinícius e Toquinho no violão, mas só teve um contato mais sério com o instrumento aos 18 anos. Hoje é um apaixonado por solos, guitarras e violões. Seu estilo preferido é o rock, mas escuta quase todo tipo de música, de Beatles a Arctic Monkeys, passando por Oasis, Iron Maiden, Wolfmother, Dream Theater, John Mayer, Maná, Scorpions, Gotan Project, Silverchair, Green Day, Guns 'N Roses, Jack Johnson, Jamiroquai, Kiss, Lenny Kravitz, Foo Fighters, Metallica e, é claro, guitar heroes, música nativista e bandas gaúchas.

Mais informações sobre Guilherme Carvalho

Mais matérias de Guilherme Carvalho no Whiplash.Net.

adWhipDin adWhipDin adWhipDin adWhipDin adWhipDin