Robert Plant: a verdadeira inspiração de "29 Palms"

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+Compartilhar no WhatsApp

Por Paulo Severo da Costa
Enviar correções  |  Comentários  | 

Encravada no meio do mítico Deserto de Mojave (imortalizado na capa de ‘Joshua Tree” e lembrado como laboratório lisérgico de JIM MORRISON), 29 Palms é uma cidade bem longe das proporções de centros inspiradores de clássicos como Londres ou Nova Iorque. Com pouco mais de trinta mil habitantes e a clássica variação térmica de áreas desérticas, o local parece, a primeira vista, desmerecer maiores atenções por parte do resto do mundo. Comendo pelas beiradas, a cidadela mostrou seu charme e, de FRANK SINATRA ("The Lady from Twentynine Palms,") ao SUBLIME ("April 29, 1992 (Miami)"),”29” cavou seu espaço em meio à cultura popular.

2361 acessosLed Zeppelin: Dando peso ao trailer de Thor Ragnarok5000 acessosMichael Kiske: "nunca fui chamado para o Iron Maiden"

Em 1993, a auto-intitulada menção ao local saiu em ‘Fate of Nations”, o sexto álbum solo de ROBERT PLANT. Mesmo com a recepção comercial morna, o álbum foi bem acolhido pela crítica e, como bem pontuou STEPHEN ERLEWIN, “a cada nova audição, mais texturas aparecem, e o álbum ganha um sentido calma de tensão e reflexividade. Além disso, também é a gravação mais pessoal de PLANT- o que, por si só, é digno de aplauso”.O single, uma pequena pérola pop, é preenchido por uma letra de alto teor de tensão romântica (“Um tolo apaixonado / uma situação louca/ Suas luvas de veludo me nocauteiam) e do desespero apaixonado das grandes canções dos anos sessenta (“Oh, estou loucamente apaixonado - estranha paixão. Porque o descaso?). No refrão, a descrença de PLANT beira a auto denúncia quando canta, em tom semi lúgubre que “É duro quando ouço sua voz no rádio/ Levando-me de volta ao caminho que leva a você”.

Tendo realizado, em 1990, uma turnê coma cantora canadense ALANNAH MYLES, suspeitas pairaram quanto ao objeto de desejo descrito na canção. Em uma entrevista à Network Magazine, PLANT deixou a coisa toda no ar. "Nós fizemos uma turnê juntos. Somos bons amigos. Ela é uma grande e poderosa mulher e tem uma das melhores vozes do nosso idioma. Ela sempre foi muito gentil comigo, muito calorosa; mas a estrada é a estrada. Esqueça todos os rumores, tudo é verdadeiro e falso ao mesmo tempo. “29 Palms” foi escrito em turnê na última vez que estivemos na Califórnia ".

Como ocorre muitas vezes, o tempo se encarregou de desvendar o mistério. Em entrevista em 2010, MYLES disse que incentivou fortemente PLANT para continuar sua carreira solo (em 1993), enquanto os empresários o encorajavam a retomar o LED.” Eu estava tentando ajudar meu amante, meu homem com essa decisão”. "Quando questionada sobre como o relacionamento terminou, MYLES explicou: "Não foi como um negócio que simplesmente acabou. Eu não sei por que eu fui para a América, em vez de ir para a Inglaterra e me casar com ele. Eu sacrifiquei meu amor pela minha carreira. Nós tentamos ficar em contato, mas isso não aconteceu. Ele foi bem incisivo comigo."

youtube player
Inscreva-se no nosso canalWhiplash.Net no YouTube

Por que destacamos matérias antigas no Whiplash.Net?

5000 acessosQuer ficar atualizado? Siga no Facebook, Twitter, G+, Newsletter, etc

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+Compartilhar no WhatsApp

Steve VaiSteve Vai
A música que o fez querer ser guitarrista

2361 acessosLed Zeppelin: Dando peso ao trailer de Thor Ragnarok690 acessosEduarda Henklein: tocando e cantando "Immigrant Song" do Led1155 acessosDinamarca: garotinha de 10 anos ganha programa tocando Led e RATM0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Led Zeppelin"

Led ZeppelinLed Zeppelin
Jason comenta sobre as tensões entre Page e Jones

Led ZeppelinLed Zeppelin
Como não se perder no meio de "Dazed and Confused"?

Led ZeppelinLed Zeppelin
"É uma cartilha para jovens músicos", diz Page

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Mais comentários na Fanpage do site, no link abaixo:

Post de 30 de maio de 2014

0 acessosTodas as matérias da seção Curiosidades0 acessosTodas as matérias sobre "Led Zeppelin"

Michael KiskeMichael Kiske
"Eu nunca fui chamado para o Iron Maiden!"

NirvanaNirvana
"Teoria é um desperdício de tempo", dizia Kurt

PanteraPantera
Histórias de horror na América do Sul

5000 acessosGuitarra do futuro: fabricação com impressora 3D5000 acessosGene Simmons: declarações polêmicas sobre bandas de sucesso5000 acessosVoz: 10 músicos que cantam tão bem quanto os vocalistas de suas bandas (Parte I)5000 acessosBlack Sabbath - Perguntas e Respostas5000 acessosGuns N' Roses: Tommy Stinson é amigo de todos, menos do Slash, que nunca viu5000 acessosThe Haunted: Dolving relata ida a uma Sauna Gay

Sobre Paulo Severo da Costa

Paulo Severo da Costa é ensaísta, professor universitário e doente por rock n´roll. Adora críticas, mas não dá a mínima pra elas. Email para contato: joaopsevero@bol.com.br.

Mais matérias de Paulo Severo da Costa no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online