Sepultura: banda assiste ao tetra do Brasil em 1994

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Windson Alves, Fonte: Sepultura: Toda a História
Enviar correções  |  Comentários  | 

A cada 17 de Julho é sempre lembrando como o dia em que a seleção brasileira de futebol venceu a Itália nos pênaltis por 3x2 e conquistou pela quarta vez a Copa do Mundo, que em 1994 foi realizada nos Estados Unidos, após 24 anos na fila.

2340 acessosMax, Igor e Sepultura: vídeo compara performances ao vivo5000 acessosCourtney Love: "Parei com drogas e transei como um coelho"

Poucas pessoas sabem disso, mas o maior representante do metal brasileiro testemunhou de perto esse momento histórico para o futebol brasileiro. O que vocês irão ler embaixo foi extraído do livro “Sepultura: Toda a História”, que foi escrito por André Barcinski e Silvio Gomes.

Depois de Donington (onde o grupo se apresentou no festival inglês Monsters of Rock), o Sepultura emendou uma turnê pela América do Norte com Biohazard e Pantera. Foi a excursão mais comentada do ano nos Estados Unidos, reunindo três dos nomes mais populares do metal-punk. Quase todos os shows tiveram lotação esgotada, com uma média de público de dez mil pessoas. O clima no backstage não poderia ter sido melhor: as bandas não só curtiam o som das outras, como eram todas amigas. “Não tem nada melhor do que excursionar com pessoas legais”, conta Paulo, “e nós sempre fomos muito chegados no pessoal do Pantera e do Biohazard. Saíamos juntos para beber e farrear, era um clima muito legal, parecia férias”. Esse clima descontraído resultou em várias jams e participações especiais: todas as noites, Biohazard e Pantera subiam no palco durante o show do Sepultura para tocar “Kaiowas”; Andréas, por sua vez, tocava “Walk” com o Pantera.

A excursão rolou de Junho a Agosto, bem na época da Copa do Mundo nos Estados Unidos. No dia da final entre Brasil e Itália, em Los Angeles, banda e roadies foram ao estádio Rose Bowl (que na realidade fica na cidade de Pasadena) vestindo camisas da seleção brasileira e com os rostos pintados de verde e amarelo. Compraram ingressos de cambistas a 350 dólares cada e improvisaram um pagode com peças da bateria de Igor. Depois da vitória, foram direto para Laguna Hills, a mais de 200 quilômetros de distância, onde o Sepultura tocaria na mesma noite.

O show foi uma festa: até Phil Anselmo, vocalista do Pantera, entrou na onda e se apresentou vestido de Romário. Eddie, então roadie de Igor, lembra: “Todo mundo estava bêbado, nem me lembro direito do que fizemos. Só sei que entramos várias vezes no meio do show do Pantera com bandeiras do Brasil, foi uma zona inacreditável”. Andréas recorda: “Que dia! Primeiro o jogo, com a adrenalina a mil; depois fomos pro show, todo mundo maluco, bebendo e se abraçando. Foi um dia muito especial”.

Sepultura e Pantera

youtube player
Inscreva-se no nosso canalWhiplash.Net no YouTube

A banda ficou por de trás do gol onde ocorreu a decisão por pênaltis.

youtube player
Inscreva-se no nosso canalWhiplash.Net no YouTube

Por que destacamos matérias antigas no Whiplash.Net?

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Mais comentários na Fanpage do site, no link abaixo:

Post de 02 de dezembro de 2016

Max, Igor e SepulturaMax, Igor e Sepultura
Vídeo compara performances ao vivo

2539 acessosSepultura: Jean Dolabella comenta sobre documentário da banda0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Sepultura"

Rock e MetalRock e Metal
E se as capas dos álbuns fossem honestas?

Max CavaleraMax Cavalera
Ele se orgulha de usar camiseta preta de bandas

SepulturaSepultura
Max diz que Paulo Jr. não era tão bom

0 acessosTodas as matérias da seção Curiosidades0 acessosTodas as matérias sobre "Sepultura"0 acessosTodas as matérias sobre "Pantera"

Courtney LoveCourtney Love
"Parei com drogas e fodi como um coelho"

RoadrunnerRoadrunner
Os melhores frontmen de todos os tempos

Iron MaidenIron Maiden
A tragédia pessoal do baterista Clive Burr

5000 acessosAnos 90: bandas de hard rock e metal que decepcionaram os fãs5000 acessosLegião Urbana: Eduardo e Mônica, uma análise psico-neurótica5000 acessosO Whiplash.Net protege quem anuncia no site?4383 acessos2000 a 2002: 10 shows/turnês pouco comentados4890 acessosRob Halford: "Eu não morro sem trabalhar com Lady Gaga antes"1533 acessosMetal Temple: Rob Halford eleito vocalista dos sonhos

Sobre Windson Alves

Autor sem foto e/ou descrição cadastrados. Caso seja o autor e tenha dez ou mais matérias publicadas no Whiplash.Net, entre em contato enviando sua descrição e link de uma foto.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online