Billy Gibbons: ZZ Top, Hendrix, Doors, Stevie Ray Vaughan

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Nathália Plá, Fonte: Spinner, Tradução
Enviar correções  |  Ver Acessos

Décadas depois de abrir para o JIMI HENDRIX EXPERIENCE, o guitarrista do ZZ TOP, Billy Gibbons se lembra claramente da sua música favorita de Jimi Hendrix ao vivo.

Dia da Consciência Negra: artistas negros que contribuíram para a história do rockEdu Falaschi: o fax com convite de seleção para o Iron Maiden

"Eles fizeram a versão mais legal de 'The Wind Cries Mary', que ainda é uma de minhas favoritas," disse Gibbons. "Uma das razões é que era tocado em um tom excêntrico - era em Fá. É um acima do Mi, que é fácil de tocar. O Fá é o mais difícil de se encontrar. Fazer seus dedos tocarem as cordas em Fá é excruciante. Mas não há nada igual ouvir um baixo atingir uma nota grave em Fá, e o Noel Redding tocando um velho grande baixo Fender, ele alcançava aquele Fá grave, e fazia o Jimi pirar, porque o abalava."

Mas o que ele mais se lembra dos shows ao vivo é a musicalidade - e os detalhes técnicos que poucos outros perceberiam.

"Claro, Jimi estava usando amplificadores Marshall, mas eles também estavam usando amplificadores Sunn, e essa era uma linha de amplificadores que foi desenvolvida por Norm Sundholm" disse Gibbons, que é algo como um historiador do rock. "Ele era o baixista do Kingsmen, que gravou a música 'Louie Louie'. O Norm desenvolveu sua bem sucedida linha de amplificadores que era magnífica. O amplificador tinha um gabinete que podia reproduzir o Fá grave, que é a freqüência mais difícil."

Antes de estar no ZZ TOP, Gibbons estava em uma banda chamada MOVING SIDEWALKS, que abriu para o JIMI HENDRIX EXPERIENCE e THE DOORS. "Éramos grandes fãs do The Doors porque aquele primeiro disco é muito bluesy", disse Gibbons.

Foi quando estava abrindo para THE DOORS que Gibbons se aliou aos futuros colegas de banda do ZZ TOP Dusty Hill e Frank Beard. "Conheci eles através do Jimmy Vaughan, irmão mais velho do Stevie Ray", disse Gibbons. "O Jimmy e eu estávamos conversando uma noite. Ainda é assim hoje em dia - tem algo com os músicos do Texas; tem uma ligação. É essa coisa da admiração implícita, dividida que todos tem. É muito legal. Jimmy me apresentou ao Frank, o baterista, e então o Frank me apresentou ao Dusty, e nós nos demos bem."

Não tardou para o trio fazer som junto pela primeira vez, em 1969. "Nos reunimos uma noite e partimos para uma jam com o tom em Dó", disse Gibbons. "Três horas depois, estávamos rindo e ainda tocando, pensando, 'Há algo nisso'".




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção CuriosidadesTodas as matérias sobre "ZZ Top"Todas as matérias sobre "Jimi Hendrix"Todas as matérias sobre "Doors"Todas as matérias sobre "Stevie Ray Vaughan"


Dia da Consciência Negra: artistas negros que contribuíram para a história do rock

Metallica: quando Kirk Hammett ouviu o Wah Wah pela primeira vezMetallica
Quando Kirk Hammett ouviu o Wah Wah pela primeira vez

Red Hot Chili Peppers: tocando Prince e Hendrix com Eddie Vedder; assista

Finados: mais 17 roqueiros que morreram com 27 anos de idade (vídeo)Finados
Mais 17 roqueiros que morreram com 27 anos de idade (vídeo)

Ted Nugent: se Elvis ou Hendrix fossem caçadores ainda estariam vivosTed Nugent
Se Elvis ou Hendrix fossem caçadores ainda estariam vivos

Pink Floyd: a influência de Jimi Hendrix no MeddlePink Floyd
A influência de Jimi Hendrix no "Meddle"

Jimi Hendrix: áudio oficial de performance do novo box-set

ZZ Top: foto rara mostra Jimi Hendrix e Billy Gibbons em 1968ZZ Top
Foto rara mostra Jimi Hendrix e Billy Gibbons em 1968

Jimi Hendrix: Box-set ao vivo com cinco CDs

Rush: A busca por um timbre é o objetivo de todo guitarristaRush
"A busca por um timbre é o objetivo de todo guitarrista"

Bizarro & Absurdo: 12 Tristes Realidades da MúsicaBizarro & Absurdo
12 Tristes Realidades da Música

Jimi Hendrix: 5 mil palhetas para reproduzir guitarristaJimi Hendrix
5 mil palhetas para reproduzir guitarrista


Edu Falaschi: o fax com convite de seleção para o Iron MaidenEdu Falaschi
O fax com convite de seleção para o Iron Maiden

Metalhead: as mulheres mais sexys do Heavy MetalMetalhead
As mulheres mais sexys do Heavy Metal


Sobre Nathália Plá

Mineira de Belo Horizonte, nasceu e cresceu ouvindo Rock por causa de seu pai. O som de Pink Floyd e Yes marcou sua infância tanto quanto a boneca Barbie, mas de uma forma tão intensa que hoje escutar essas bandas lhe causa arrepios. Ao longo dos anos foi se adaptando às incisivas influências e acabou adquirindo gosto próprio, criando afinidade pelo Hard Rock e Heavy Metal. Louca e incondicionalmente apaixonada por Bon Jovi, não está nem aí pras críticas insistentes dirigidas à banda. Deixando a emoção de lado e dando ouvidos à técnica e qualidade musical, tem por melhores bandas, nessa ordem, BlackSabbath, Led Zeppelin, Deep Purple, Metallica e Dream Theater. De resto, é apenas mais uma apreciadora do bom e velho Rock'n'roll.

Mais matérias de Nathália Plá no Whiplash.Net.

adGooILQ