Dimmu Borgir: ao vivo com orquestra e coral de vozes

Resenha - Forces of the Northern Nights - Dimmu Borgir

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Junior Frascá
ENVIAR CORREÇÕES  

Nota: 9

O DIMMU BORGIR pode não ser a banda mais importante da história do black metal, mas é sem dúvida a maior, por ter sido a única a passar a barreira do underground e atingir o mainstream. E embora não seja uma banda das mais produtivas (demora demais para lançar novos álbuns), sempre quando coloca um novo material no mercado, não há como não haver grandes expectativas, que foram aqui novamente superadas com mais um grande registro ao vivo, dessa vez acompanhado com orquestra.

Dimmu Borgir: Puritanical Euphoric Misanthropia analisado em vídeoChinese Democracy: de 1994 a 2008, a saga do álbum mais caro da história

Gravado em 28/05/2011, ou seja, já há um bom tempo na geladeira, "Forces of the Northern Night" traz o show da banda em sua terra natal, Oslo, no Oslo Spektrum ao lado da Norwegian Radio Orchestra, e do coral Schola Cantorum, que caíram como uma luva na sonoridade épica e sinfônica da banda.

Aliado a isso, as performances aqui apresentadas, capitaneadas pelo tiro de ferro Shagrath, Silenoz e Galder são excepcionais, assim como a qualidade sonora do material, lançado em DVD duplo, com vários clássicos da banda.

Sim, algumas faixas ficaram faltando, em especial o hino "Spellbound", mas o setlist presente é bem satisfatório, com faixas das mais variadas fases da banda (salvo dos álbuns "For All Tid", "Stormblåst" e "Spiritual Black Dimensions"), como "Gateways", "Vredesbyrd", "Kings of the Carnival Creation", "Puritania" e os seus dois maiores clássicos, "Mournig Palace" e "Progenis of the Great Apocalypse" (nessa, em especial, o coral fazendo as partes vocais do ex-baixista Vortex ficou simplesmente sensacional!), que ficaram realmente matadoras, com a orquestra e os corais fazendo toda a diferença, e agregando muito ao resultado final.

Porém, o peso característico da sonoridade dos caras continua lá, além do clima apocalíptico que sempre caraterizou a banda.

Portanto, trata-se de mais um grande registro do DIMMU BORGIR, que mostra toda a energia da banda em sua essência, e trazendo ainda mais elementos devido a inclusão da orquestra e coral citados, sendo indispensável na coleção de qualquer fã da música pesada de qualidade!

Forces of the Northern Nights - Dimmu Borgir
(Shinigami Records/Nuclear Blast - 2017)

Disco 1:

1. Xibir (orchestra)
2. Born Treacherous
3. Gateways
4. Dimmu Borgir (orchestra)
5. Dimmu Borgir
6. Chess with the Abyss
7. Ritualist
8. A Jewel Traced Through Coal
9. Eradication Instincts Defined (orchestra)

Disco 2:

1. Vredesbyrd
2. Progenies of the Great Apocalypse
3. The Serpentine Offering
4. Fear and Wonder (orchestra)
5. Kings of the Carnival Creation
6. Puritania
7. Mourning Palace
8. Perfection or Vanity (orchestra)



Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Dimmu Borgir: Puritanical Euphoric Misanthropia analisado em vídeo

Dimmu Borgir: acusando rapper alemão por plágio pela segunda vezDimmu Borgir
Acusando rapper alemão por plágio pela segunda vez

Metal norueguês: as dez melhores bandas segundo o About.comMetal norueguês
As dez melhores bandas segundo o About.com


Chinese Democracy: de 1994 a 2008, a saga do álbum mais caro da históriaChinese Democracy
De 1994 a 2008, a saga do álbum mais caro da história

Mascotes de bandas: GigWise elege os 14 mais famososMascotes de bandas
GigWise elege os 14 mais famosos


Sobre Junior Frascá

Junior Frascá, casado, é advogado, e apaixonado por heavy metal em todas as suas vertentes (em especial thrash, stoner, doom e power metal) desde seus 15 anos. Também é fã de filmes de terror e séries americanas, faz parte da equipe da revista digital Hell Divine e do site My Guitar, e é guitarrista da banda de metal tradicional MUD LAKE.

Mais matérias de Junior Frascá no Whiplash.Net.

adWhipDin adWhipDin adWhipDin