Matérias Mais Lidas

imagemRock in Rio: Pitty alfineta a produção do festival ao revelar qual seria sua exigência

imagemSérgio Moro elege banda clássica de Rock como sua favorita

imagemNergal diz que vocalista do Arch Enemy é mais corajosa do que muito metaleiro homem

imagemJanis Joplin: última gravação dela em vida foi feita para um Beatle

imagemAnitta é a maior roqueira que existe hoje no Brasil, diz integrante do Titãs

imagemBruce Dickinson revela qual é sua música preferida do Iron Maiden

imagemQuando Derico, do Programa do Jô, descobriu que Ian Anderson tocava tudo errado

imagemJoão Gordo compara anarcocapitalistas com quem acredita em terraplanismo

imagemRegis Tadeu expõe como Spotify e YouTube fazem falcatrua para fraudar views

imagemPrika diz que fez "tudo errado" na primeira turnê da Nervosa, mas aprendeu lição

imagemTommy Lee postou uma foto com o "Dr. Feelgood" de fora

imagemRock in Rio libera ingressos extras e novamente dia do metal é único que não esgota

imagemSe não fosse o Queen, Max Cavalera provavelmente não existiria

imagemLemmy, Filho e Espírito Santo: Gary Holt tem certeza que ele era três ao mesmo tempo

imagemNova Fã que descobriu Metallica por Stranger Things quer cancelar banda e reúne provas


Dream Theater 2022

Dimmu Borgir: ao vivo com orquestra e coral de vozes

Resenha - Forces of the Northern Nights - Dimmu Borgir

Por Junior Frascá
Em 31/05/17

Nota: 9

O DIMMU BORGIR pode não ser a banda mais importante da história do black metal, mas é sem dúvida a maior, por ter sido a única a passar a barreira do underground e atingir o mainstream. E embora não seja uma banda das mais produtivas (demora demais para lançar novos álbuns), sempre quando coloca um novo material no mercado, não há como não haver grandes expectativas, que foram aqui novamente superadas com mais um grande registro ao vivo, dessa vez acompanhado com orquestra.

Gravado em 28/05/2011, ou seja, já há um bom tempo na geladeira, "Forces of the Northern Night" traz o show da banda em sua terra natal, Oslo, no Oslo Spektrum ao lado da Norwegian Radio Orchestra, e do coral Schola Cantorum, que caíram como uma luva na sonoridade épica e sinfônica da banda.

Aliado a isso, as performances aqui apresentadas, capitaneadas pelo tiro de ferro Shagrath, Silenoz e Galder são excepcionais, assim como a qualidade sonora do material, lançado em DVD duplo, com vários clássicos da banda.

Sim, algumas faixas ficaram faltando, em especial o hino "Spellbound", mas o setlist presente é bem satisfatório, com faixas das mais variadas fases da banda (salvo dos álbuns "For All Tid", "Stormblåst" e "Spiritual Black Dimensions"), como "Gateways", "Vredesbyrd", "Kings of the Carnival Creation", "Puritania" e os seus dois maiores clássicos, "Mournig Palace" e "Progenis of the Great Apocalypse" (nessa, em especial, o coral fazendo as partes vocais do ex-baixista Vortex ficou simplesmente sensacional!), que ficaram realmente matadoras, com a orquestra e os corais fazendo toda a diferença, e agregando muito ao resultado final.

Porém, o peso característico da sonoridade dos caras continua lá, além do clima apocalíptico que sempre caraterizou a banda.

Portanto, trata-se de mais um grande registro do DIMMU BORGIR, que mostra toda a energia da banda em sua essência, e trazendo ainda mais elementos devido a inclusão da orquestra e coral citados, sendo indispensável na coleção de qualquer fã da música pesada de qualidade!

Forces of the Northern Nights - Dimmu Borgir
(Shinigami Records/Nuclear Blast - 2017)

Disco 1:

1. Xibir (orchestra)
2. Born Treacherous
3. Gateways
4. Dimmu Borgir (orchestra)
5. Dimmu Borgir
6. Chess with the Abyss
7. Ritualist
8. A Jewel Traced Through Coal
9. Eradication Instincts Defined (orchestra)

Disco 2:

1. Vredesbyrd
2. Progenies of the Great Apocalypse
3. The Serpentine Offering
4. Fear and Wonder (orchestra)
5. Kings of the Carnival Creation
6. Puritania
7. Mourning Palace
8. Perfection or Vanity (orchestra)

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Stamp

publicidade
Ademir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | Andre Sugaroni | André Silva Eleutério | Antonio Fernando Klinke Filho | Bruno Franca Passamani | Caetano Nunes Almeida | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Eduardo Ramos | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cristofer Weber | César Augusto Camazzola | Dalmar Costa V. Soares | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Eric Fernando Rodrigues | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Helênio Prado | Henrique Haag Ribacki | Jesse Silva | José Patrick de Souza | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcelo H G Batista | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Ricardo Dornas Marins | Sergio Luis Anaga | Sergio Ricardo Correa dos Santos | Tales Dors Ciprandi | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Tom Paes | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp

Dimmu Borgir lança o ao vivo "Northern Forces Over Wacken"; confira aqui

Quando Demi Lovato fez crowd surfing em show do Dimmu Borgir

Pseudônimos no Black Metal: De entidades pagãs a O Senhor dos Anéis

Dimmu Borgir: Silenoz fala sobre religião e individualidade

Heavy metal poliglota: dez músicas cantadas em idiomas diferentes do inglês

Power Metal: os dez álbuns essenciais do gênero

Andreas Kisser: "Eloy Casagrande talvez não seja humano"


Sobre Junior Frascá

Junior Frascá, casado, é advogado, e apaixonado por heavy metal em todas as suas vertentes (em especial thrash, stoner, doom e power metal) desde seus 15 anos. Também é fã de filmes de terror e séries americanas, faz parte da equipe da revista digital Hell Divine e do site My Guitar, e é guitarrista da banda de metal tradicional MUD LAKE.

Mais matérias de Junior Frascá.