Belphegor: Som extremo de alta qualidade

Resenha - Conjuring the Dead - Belphegor

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Lúcio Draco, Fonte: verbumdraco.blogspot.com
Enviar correções  |  Comentários  | 

Nota: 10

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.


O Belphegor é uma das poucas e privilegiadas bandas que construiu uma sonoridade própria e acima de rótulo exatos. A base é death metal, mas com temática, vocais e riffs de black metal, e ainda elementos de grindcore. O fato é que essa horda faz um som extremo de alta qualidade seja qual for a rotulação para sua arte.
204 acessosBelphegor: Assista lyric video da nova faixa "Baphomet"5000 acessosVeraneio Vascaína: Uma ácida crítica à polícia brasileira

Como a ferocidade de sempre e sem deixar cair a qualidade de seus trabalhos, essa insana horda austríaca caprichou mais uma vez lançou um álbum digno da fama que tem, ou seja, uma das melhores bandas de metal extremo do mundo na atualidade.

Sem misericórdia, o álbum começa com Gasmask Terror que tem uma pegada infernal no bumbo duplo segue o "padrão Belphegor" de blast beats ou metranca*, abre o disco como um soco no estômago.

A faixa título Conjuring the Dead é certamente um dos destaques desse trabalho, com os vocais cada vez mais cavernosos do Helmuth Lehner (vocal, guitarra) e um clipe no padrão de superprodução que gravadora Nuclear Blast tem investido. In Death começa com uma pegada thrash na bateria depois retoma os blast beats matadores.

Rex Tremendae Majestatis em alguns momentos lembra algumas faixas do primoroso "Blood Magick Necromance", pois tem uma cadência mais lenta e uma atmosfera soturna.Depois de momentos mais lentos com Rex Tremende, chega a furiosa faixa Black Winged Torment.

Há um breve e belo interlúdio com The Eyes e a pancadaria recomeça com Legions of Destruction que conta com participação especial de dois medalhões da música extrema: Glenn Benton (Deicide) e Attila Cshiar (famoso pelo trabalho como vocalista no clássico absoluto "De Mysteriis Dom Sathanas" do Mayhem).

Flesh, Bones and Blood tem um andamento mais lento, mas nem por isso é menos pesada. Em seguida, a curta e agressiva Lucifer, Take Her! começa de forma sinistra com gritos desesperados de uma donzela atormentada (Alexandra "Dollface" Van Weitus).

A destruição termina com Pactum in Aeternum que é uma continuação da faixa anterior, com ambientações sonoras soturnas e arranjos de violão.

Imperdível!

Veja aqui o conceito de metranca ou blast beat: http://pt.wikipedia.org/wiki/Metranca

E assista a uma aulinha de blast beat\metranca:

youtube player
Inscreva-se no nosso canalWhiplash.Net no YouTube

Sites:
http://www.belphegor.at
https://www.facebook.com/belphegor
Origem: Áustria
Lançamento: agosto de 2014
Selo: Nuclear Blast
Gênero: Blackned Death Metal
Line-up:
Helmuth Lehener - guitarra/vocal
Serpenth - baixo/vocal
Martin "Marthyn" Jovanović - bateria
******
Faixas:
01 - Gasmask Terror 03:41
02 - Conjuring the Dead 04:33
03 - In Death 04:12
04 - Rex Tremendae Majestatis 05:21
05 - Black Winged Torment 03:27
06 - The Eyes 01:19
07 - Legions of Destruction 04:28
08 - Flesh, Bones and Blood 03:32
09 - Lucifer, Take Her! 02:48
10 - Pactum in Aeternum 03:18

Resenha publicada originalmente em
http://verbumdraco.blogspot.com.br

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

204 acessosBelphegor: Assista lyric video da nova faixa "Baphomet"514 acessosBelphegor: confira a capa do novo álbum, "Totenritual"183 acessosBelphegor: vídeos da gravação do novo álbum, "Totenritual"460 acessosBelphegor: detalhes sobre novo álbum são revelados0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Belphegor"

BelphegorBelphegor
"Dane-se a Igreja, precisamos de mais Metal!"

BelphegorBelphegor
"Não se perde nada quando uma igreja queima"

0 acessosTodas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDs0 acessosTodas as matérias sobre "Belphegor"

Veraneio VascaínaVeraneio Vascaína
Uma ácida crítica à polícia na letra do Capital Inicial

Zakk WyldeZakk Wylde
Cinco momentos insanos do guitarrista

BeatlesBeatles
Perguntas e respostas e curiosidades diversas

5000 acessosRatos de Porão: O elogio de João Gordo aos garotos do Restart5000 acessosMetal: adolescentes que ouvem o gênero fazem mais sexo?5000 acessosPra convencer: dez álbuns de metal para quem não gosta de metal4609 acessosBaixistas: 3 que bombam na internet que são uma ótima influência5000 acessosRoger Waters: "a música dos Stones nunca foi muito interessante"5000 acessosKrisiun: "emo pagando de roqueiro não dá, isso não é rock"

Sobre Lúcio Draco

Autor sem foto e/ou descrição cadastrados. Caso seja o autor e tenha dez ou mais matérias publicadas no Whiplash.Net, entre em contato enviando sua descrição e link de uma foto.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online