Stone Sour: melhor disco da careira dos caras

Resenha - House of Gold & Bones Part 1 - Stone Sour

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Junior Frascá
Enviar correções  |  Comentários  | 

Nota: 9

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.


Faz um bom tempo que o STONE SOUR deixou de ser "a outra banda" do vocalista Corey Taylor, do SLIPKNOT, conquistando uma base sólida de fãs ao redor do mundo todo. E seu quarto disco, "House of Gold & Bones", acaba de ser lançado no mercado nacional, e desde já pode ser considerado o melhor disco da careira dos caras.
172 acessosStone Sour: "Hydrograd" estreia em 8° nas paradas dos EUA5000 acessosHeavy Metal: os 10 melhores solos de guitarra de todos os tempos

Se no álbum anterior, "Audio Secrecy", Corey e sua trupre já mostravam que pretendiam seguir por caminhos mais votados ao metal, no novo trabalho esta tendência se consolida, e temos em mãos o disco mais pesado do STONE SOUR, mas sem deixar de lado as características mais modernas típicas de sua sonoridade. Além disso, as músicas são todas muito legais e pegajosas, e a cada audição do disco temos instantaneamente aquele desejo de apertar o play novamente e ouvi-lo novamente. Ou seja, embora no geral mais pesado, a banda ainda se mantém acessível, graças a competência dos envolvidos em criarem boas músicas, e desta vez conseguiram pegar tudo de bom que a banda tinha melhorar ainda mais.

Corey está mais ousado em seus vocais, mantendo as características agressivas de sempre, mas evoluindo muito quando canta mais limpo, com interpretações mais sentimentais e envolventes, que são realçadas pela excelente história conceitual de que trata o trabalho. Em linhas gerais, e sem querer estragar a surpresa de ninguém, o disco relata a história de uma pessoa que vê o mundo envolto na escuridão, e procura se encontrar, ir em frente diante de uma situação difícil. O disco não traz as letras das faixas, mas sim o mais de 5 páginas contando a mencionada história, toda escrita por Taylor.

Quanto ao instrumental, o que mais impressiona são as guitarras de James Root e Josh Rand, com ótimos riffs e solos, aliadas a ótima cozinha formada pelo sempre eficiente Roy Mayorga (bateria), e pelo convidado Rachel Bolan (baixo, SKID ROW), que dão um groove todo especial ao som.

E temos aqui 11 excelentes faixas, que vão do puro peso, como em "Gone Sovereign" e "Ru486" (beirando o thrash, sendo uma das melhores do disco), e outros mais emocionais, como "The Traveller, PT. 1", passando por outros mais modernos, como "Absolute Zero". A produção realizada por David Bottril também contribuiu muito para o excelente resultado do disco, deixando tudo sujo e transbordando agressividade.

Sem dúvida, essa primeira parte de "House of Gold & Bones" é um disco excelente, e altamente recomendado para todos que apreciam a boa música pesada. Se você não apreciava os trabalhos anteriores da banda, por considerá-la muito moderninha ou sem peso, escute este disco, pois fatalmente irá mudar seus conceitos sobre a banda. Para mim, um dos grandes discos de 2012. Agora é torcer para que a parte dois desta obra não demore a sair!

youtube player
Inscreva-se no nosso canalWhiplash.Net no YouTube

House of Gold & Bones Part 1 – Stone Sour
(2012- Roadrunner - Nacional)

1. Gone Sovereign
2. Absolute Zero
3. A Rumor of Skin 4. The Travelers (Pt. 1)
5. Tired
6. RU486
7. My Name Is Allen
8. Taciturn
9. Influence of a Drowsy God
10. The Travelers (Pt. 2)
11. Last of the Real

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Corey TaylorCorey Taylor
O que ele pensa sobre o que pensa Corey Taylor?

172 acessosStone Sour: "Hydrograd" estreia em 8° nas paradas dos EUA146 acessosStone Sour: vídeo acústico para "Song #3"0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Stone Sour"

Christina GrimmieChristina Grimmie
Cantora assassinada canta SOAD e Stone Sour

Jim RootJim Root
O Stone Sour quer ser uma banda de pop rock

Corey TaylorCorey Taylor
"O rock não está morto. A velha guarda está morta"

0 acessosTodas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDs0 acessosTodas as matérias sobre "Stone Sour"

Heavy MetalHeavy Metal
Os 10 melhores solos de guitarra de todos os tempos

SlashSlash
"Não entendo a histeria sobre o Guns N' Roses"

Osama Bin LadenOsama Bin Laden
O que havia na sua coleção de cassetes?

5000 acessosSupernatural: ouça 10 músicas que marcaram a série5000 acessosGuitarras: as 15 músicas mais complicadas para tocar5000 acessosRestart: Trecho de "Enter Sandman" do Metallica no VMB 20105000 acessosIron Maiden: Bruce Dickinson cita Donald Trump durante show em New York4274 acessosSepultura: versão de "Johnny B. Goode" no Música Boa ao Vivo5000 acessosKorn: vocalista diz que Sepultura os copiou em Roots

Sobre Junior Frascá

Junior Frascá, casado, é advogado, e apaixonado por heavy metal em todas as suas vertentes (em especial thrash, stoner, doom e power metal) desde seus 15 anos. Também é fã de filmes de terror e séries americanas, faz parte da equipe da revista digital Hell Divine e do site My Guitar, e é guitarrista da banda de metal tradicional MUD LAKE.

Mais matérias de Junior Frascá no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online