Warrant: Os vinte anos de "Dog Eat Dog"

Resenha - Dog Eat Dog - Warrant

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Igor Miranda, Fonte: Van do Halen
Enviar correções  |  Ver Acessos


O sucesso de "Cherry Pie", segundo álbum da discografia do Warrant, ultrapassou as barreiras do debut "Dirty Rotten Filthy Stinking Rich".

Iron Maiden: as dez melhores músicas, segundo a LoudwireMusas do Metal Nacional: combo de talento e sensualidade

A expectativa e a pressão sobre o grupo cresciam não apenas pelo êxito comercial que deveria ser continuado, mas também pelas mudanças que a indústria fonográfica sofreu naqueles anos: a sempre falada ascensão do Grunge e do Rock alternativo que, de forma geral, jogou o Hard Rock e o Heavy Metal pra escanteio no início dos anos 1990.

Tudo isso exigiu uma nova cara para o conjunto, tanto visual quanto musicalmente. Não dava pra fazer "mais do mesmo". O grupo optou por uma abordagem mais pesada, beirando o Heavy Metal. A evolução natural que uma banda sofre em sua carreira foi um pouco forçada, gerando momentos que, num primeiro instante, podem soar forçados no álbum - e provavelmente este é seu único defeito. Mas isso não impede que "Dog Eat Dog" seja um disco genial e brilhante, só precisando de uma segunda chance caso a aprovação não seja instantânea.

Durante todo o registro, o amadurecimento dos integrantes é notável. O trabalho instrumental soa mais versátil, com todos se saindo bem desde as mais pauladas, passando pelas (poucas) "hardeiras" e pelas músicas mais densas, até chegar nas esperadas baladas, também mais densas. A cozinha, assumida por Jerry Dixon e Steven Sweet, finalmente deixa o básico e aposta em linhas mais trabalhadas, enquanto que as guitarras de Joey Allen e Erik Turner transmitem peso e técnica nas bases e maior criatividade nos solos. E o conceituado Michael Wagener acertou em cheio na produção.

Mas o grande destaque é o frontman Jani Lane. Além de se superar na sua performance vocal, Lane compôs um trabalho muito bem elaborado, com direito a inserção de corais e instrumentos de cordas e sopro, bem como um flerte saudável e sem comprometimento de identidade com Heavy Metal e Rock alternativo.

Apesar da grandiosidade de "Dog Eat Dog", o reconhecimento não passou nem perto se comparado com o de seus anteriores. O álbum vendeu mais de 500 mil cópias nos Estados Unidos, mas não emplacou nenhum single. A turnê se limitou a pubs norte-americanos e europeus, com apenas uma aparição no Monsters Of Rock de 1992. Pouco para quem costumava lotar estádios em anos anteriores e, ironicamente, muito para os fracassos que o conjunto enfrentou no futuro.

Vale a pena conferir esse registro com calma e disposição, pois a sua abordagem diferente não anula sua genialidade. Por conta disso, não há nenhuma faixa que mereça destaque particular. "Dog Eat Dog" é fantástico do início ao fim. E que Jani descanse em paz.

Warrant - "Dog Eat Dog"
Lançado em 25 de agosto de 1992

Jani Lane (vocal, violão, piano)
Joey Allen (guitarra)
Erik Turner (guitarra)
Jerry Dixon (baixo)
Steven Sweet (bateria)

Músicos adicionais:
Scott Humphrey (teclados)
Scott Warren (piano)
Ron Feldman (piano)
Dee Dee Bellson (backing vocals em 3)
The Moron Fish & Tackle Choir (backing vocals em 11)
Paul Buckmaster (orquestração)
Suzie Katayama (orquestração)

01. Machine Gun
02. The Hole In My Wall
03. April 2031
04. Andy Warhol Was Right
05. Bonfire
06. The Bitter Pill
07. Hollywood (So Far, So Good)
08. All My Bridges Are Burning
09. Quicksand
10. Let It Rain
11. Inside Out
12. Sad Theresa




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato. Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Denuncie os que quebram estas regras e ajude a manter este espaço limpo.


Todas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDsTodas as matérias sobre "Warrant"


Strip-Tease: algumas canções que combinam com o temaStrip-Tease
Algumas canções que combinam com o tema

Sexo e Satã: as mensagens subliminares em capas de Rock / MetalSexo e Satã
As mensagens subliminares em capas de Rock / Metal


Iron Maiden: as dez melhores músicas, segundo a LoudwireIron Maiden
As dez melhores músicas, segundo a Loudwire

Musas do Metal Nacional: combo de talento e sensualidadeMusas do Metal Nacional
Combo de talento e sensualidade


Sobre Igor Miranda

Jornalista formado pela Universidade Federal de Uberlândia (UFU) e apaixonado por rock há mais de uma década. Começou a escrever sobre música em 2007, com o surgimento do saudoso blog Combe do Iommi. Atualmente, é redator-chefe da área editorial do site Cifras e mantém um site próprio (www.IgorMiranda.com.br). Também co-fundou o site Van do Halen, para o qual trabalhou até 2013.

Mais matérias de Igor Miranda no Whiplash.Net.

adClio336|adClio336