Cheap Trick: clássico dos selvagens anos setenta

Resenha - Heaven Tonight - Cheap Trick

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Ricardo Seelig, Fonte: Collector's Room
Enviar correções  |  Ver Acessos

publicidade


"Heaven Tonight" é um verdadeiro clássico dos selvagens anos setenta! O terceiro disco deste grupo natural da cidade de Rockford, no estado do Illinois, contém o ápice do hard festeiro e carregado de melodia que transformou o Cheap Trick em um dos principais nomes do rock norte-americano setentista.

Contra-baixo: as melhores introduções do Heavy MetalSlipknot: Ana Maria Braga surpreende em abertura do Mais Você

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Lançado no dia 30 de janeiro de 1978, "Heaven Tonight" é um senhor disco de power pop, com riffs mortais do guitarrista Rick Nielsen, um trabalho de bateria econômico - mas certeiro - de Bun E. Carlos e uma performance impecável do vocalista Robin Zander.

A faixa-chave do disco é "Surrender", um hard contagiante com um refrão inesquecível, que se tornou o maior sucesso do grupo. Em "Surrender" o Cheap Trick paga tributo ao Kiss, influência assumida da banda, com inspiradíssimas linhas vocais, um refrão pra lá de grudento e um alto astral inebriante. Ou seja, uma faixa perfeita não só para dar início a um LP, mas, principalmente, para colocar fogo em qualquer festa em uma garagem esfumaçada e repleta de adolescentes famintos por farra, bebidas e sexo!

Mas, além de "Surrender", "Heaven Tonight" ainda possui outros grandes momentos, como "California Man", "High Roller", "On Top of the World", "Auf Wiedersehen", "Stiff Competition" e a ótima faixa-título.

"Heaven Tonight", ao lado do ao vivo "At Budokan" (1979), gravado durante a turnê japonesa de promoção do álbum, é o ponto alto da carreira do Cheap Trick. Um discaço, um documento de uma época em que o rock era, antes e acima de tudo, diversão pura, selvagem e sem compromisso!

Ouça no volume máximo, com uma cerveja bem gelada e uma bela companhia!

Faixas:
A1 Surrender 4:14
A2 On Top of the World 4:01
A3 California Man 3:44
A4 High Roller 3:58
A5 Auf Wiedersehen 3:40

B1 Takin' Me Back 4:51
B2 On the Radio 4:30
B3 Heaven Tonight 5:21
B4 Stiff Competition 3:39
B5 How Are You 4:14
B6 Oh Claire 1:01




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDsTodas as matérias sobre "Cheap Trick"


Corey Taylor: o problema do HOF não foi o rap e sim o Deep PurpleCorey Taylor
O problema do HOF não foi o rap e sim o Deep Purple

Aerosmith: São ricos e preguiçosos, diz produtor Jack DouglasAerosmith
"São ricos e preguiçosos", diz produtor Jack Douglas


Contra-baixo: as melhores introduções do Heavy MetalContra-baixo
As melhores introduções do Heavy Metal

Slipknot: Ana Maria Braga surpreende em abertura do Mais VocêSlipknot
Ana Maria Braga surpreende em abertura do Mais Você


Sobre Ricardo Seelig

Ricardo Seelig é editor da Collectors Room - www.collectorsroom.com.br - e colabora com o Whiplash.Net desde 2004.

Mais matérias de Ricardo Seelig no Whiplash.Net.

Goo336x280 GooAdapHor