Exodus: sem o frescor e a crueza daqueles tempos

Resenha - Let There Be Blood - Exodus

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por César Garcia, Fonte: Resenha Metal
Enviar Correções  


O Thrash Metal, que explodiu como grande gênero do metal nos anos 1980, voltou com tudo de uns tempos pra cá, ficando em voga novamente com o surgimento de novas boas bandas e com algumas antigas retornando às atividades e lançando álbuns novos. E mesmo as bandas que continuaram na ativa desde aquela época e estão por aí até hoje ganharam um gás novo. Em meio a isso chama a atenção o fato de algumas dessas bandas estarem regravando seus clássicos do passado, utilizando-se da moderna tecnologia disponível atualmente como principal motivação, além da possibilidade de dar uma nova roupagem às músicas. Foi o caso do Destruction, com "Thrash Anthems", e do Anthrax, com "The Greater Of Two Evils", por exemplo. E agora vem o Exodus, com este "Let There Be Blood", regravação do clássico "Bonded By Blood", de 1985.

Exodus: banda iniciou a pré-produção do próximo álbum de estúdio

Slipknot: Corey Taylor explica porque o mundo pop não suporta o Heavy Metal

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Não vejo muito sentido em regravar um disco de tempos distantes, ainda mais um clássico absoluto, que já tem toda uma história por trás, como é o caso. Há, claro, alguns benefícios, principalmente porque a tecnologia de gravação está muito mais avançada hoje em dia, sem falar que naquela época algumas bandas contavam com recursos ínfimos para trabalharem. Hoje, a produção é melhor, consegue-se muito mais peso e, em alguns casos, até timbres melhores. Como explicou o guitarrista Gary Holt, isso foi um fator determinante para a regravação – e, ainda, a vontade de prestar homenagem ao falecido vocalista Paul Baloff. O disco original, porém, guarda o frescor e a crueza daqueles tempos.

Que as músicas são ótimas, não há como negar, e, apesar de serem praticamente reproduzidas nota-por-nota na nova edição, ganharam uma cor diferente por causa da formação atual, que, além do guitarrista Gary Holt e do baterista Tom Hunting, únicos remanescentes da gravação original, conta ainda com o vocalista Rob Dukes, o guitarrista Lee Altus e o baixista Jack Gibson, nos lugares de Paul Baloff, Rick Hunolt e Rob McKillop, respectivamente. O álbum ainda traz como bônus a faixa "Hell's Breath".

Sob a produção de Gary Holt e com mixagem de Andy Sneap, "Let There Be Blood" serve para mostrar o quão atemporais e relevantes são as músicas de "Bonded By Blood", mas a melhor opção seria o Exodus ter seguido em frente, gravando a continuidade do ótimo "The Atrocity Exhibition: Exhibit A", último lançamento de inéditas.

Tracklist:
1. Bonded by Blood
2. Exodus
3. And Then There Were None
4. A Lesson in Violence
5. Metal Command
6. Piranha
7. No Love
8. Deliver us to Evil
9. Strike of the Beast
10. Hell's Breath (bônus)


Cli336x280 CliIL