Matérias Mais Lidas

imagemSteven Tyler dá entrada em clínica de reabilitação após sofrer recaída

imagemVital, o ex-Paralamas que virou nome de música e depois foi pro Heavy Metal

imagemMark Tremonti, do Alter Bridge, revela que é grande fã de lendária banda de metal

imagemO que Adrian Smith descobriu ao retornar ao Iron Maiden

imagemShavo Odadjian, baixista do System Of A Down, conta quais álbuns mudaram sua vida

imagemMarcello Pompeu agradece mobilização de fãs

imagemA opinião de Arnaldo Antunes sobre a competição interna que havia nos Titãs

imagemAs composições de Paul McCartney nos Beatles preferidas de John Lennon

imagemRegis Tadeu explica porque Ximbinha é um dos melhores guitarristas do Brasil

imagemMetallica libera vídeo de mais uma música tocada no show em São Paulo; assista aqui

imagemNick Mason relembra a época que o Pink Floyd desastrosamente tentou tocar reggae

imagemNicko McBrain, do Iron Maiden, mostra o seu novo (e enorme) kit de bateria

imagemA fundamental diferença entre Paulo Ricardo e Schiavon que levou RPM ao fim

imagemIrmãos Cavalera tocam "Beneath The Remains" em show nos EUA; assista vídeo

imagem"Eu não tinha ideia de quão grande o Maiden iria ficar", diz Bruce Dickinson


Stamp

Resenha - Gods Of War - Manowar

Por Rodrigo Simas
Em 25/10/07

Nota: 6

Depois de 5 anos e alguns DVDs, o Manowar lança "Gods Of War", primeiro CD de estúdio depois do fraco "Warriors Of The World" (2002). Se a maré já não estava muito boa, ela não melhora nem um pouco.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

A verdade é que depois do maravilhoso "The Triumph Of Steel" (de 1992) e do mediano "Louder Than Hell" (1996), a banda ficou bastante ociosa em relação a material – de qualidade – de estúdio. As novas composições não são comparáveis com os antigos clássicos e o grupo continua com sua pior formação da história. Scott Columbus é um baterista medíocre e Karl Logan não é um guitarrista criativo, o que contribui bastante para o resultado final de "Gods Of War" ser bem abaixo das expectativas. Saudade dos tempos de Ross The Boss e David Shankle.

A primeira parte da trilogia que o Manowar pretende lançar sobre o universo dos deuses da guerra da mitologia nórdica é dedicada à figura Odin, Deus da Guerra. Até aí, mais Manowar impossível. Mas não é só com um belo tema que se faz um bom CD. Entre as 15 faixas (a última, "Die For Metal", é bônus), algumas são apenas narrações, outras são arranjos orquestrados e, por fim, o restante é uma série de músicas isoladas entre si, que perdem bastante força por estarem separadas. Só "Achilles", a primeira faixa - de quase 30 minutos - do disco "Triumph Of Steel", é mais épica, pesada e inspirada do que os quase 75 minutos gravados aqui. Com menos pompa e bem menos pretensão.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Falta punch, e com pouquíssimos riffs de guitarra (a maioria sem nenhuma criatividade) durante toda audição do CD, o trabalho fica a cargo de Eric Adams, que continua (graças a Odin) como um dos melhores cantores do estilo. Com interpretações emocionantes e técnica irrepreensível, o vocalista é, de longe, o maior destaque de "Gods Of War" e consegue dar alguma credibilidade ao trabalho desenvolvido.

Bons momentos? Sim, eles existem. A já conhecida "King Of Kings", a excelente "Sons Of Odin" (totalmente Manowar), e as épicas "Gods Of War" e "Odin" são prova disso. Mas mesmo com esses momentos (finalizando com a já citada – e divertidíssima - "Die For Metal"), quando o CD acaba, parece que ainda falta alguma coisa. E falta o que eles mais defendem, boas músicas de heavy metal.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Formação:
Joey De Maio – Baixo/Teclados
Eric Adams – Vocais
Scott Columbus – Bateria
Karl Logan – Guitarras

Faixas:
"Overture To The Hynn Of Immortal Warriors"
"The Ascension"
"King Of Kings"
"Army Of The Dead, Part I"
"Sleipnir"
"Loki God Of Fire"
"Blood Brothers"
"Overture To Odin"
"The Blood Of Odin"
"Sons Of Odin"
"Glory Majesty Unity"
"Gods Of War"
"Army Of The Dead, Part II"
"Odin"
"Hymn Of The Immortal Warriors"
"Die For Metal"

2007 – Hellion Records (NACIONAL)

Site Oficial: http://www.manowar.com


Outras resenhas de Gods Of War - Manowar

Resenha - Gods Of War - Manowar

Resenha - Gods Of War - Manowar

imagemResenha - Gods of War - Manowar

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

publicidade
Ademir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | Andre Sugaroni | André Silva Eleutério | Antonio Fernando Klinke Filho | Bruno Franca Passamani | Caetano Nunes Almeida | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Eduardo Ramos | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cristofer Weber | César Augusto Camazzola | Dalmar Costa V. Soares | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Eric Fernando Rodrigues | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Helênio Prado | Henrique Haag Ribacki | Jesse Silva | José Patrick de Souza | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcelo H G Batista | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Ricardo Dornas Marins | Sergio Luis Anaga | Sergio Ricardo Correa dos Santos | Tales Dors Ciprandi | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Tom Paes | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp

imagemTodos os álbuns de estúdio do Manowar, do pior para o melhor, em lista do Ruthless Metal

imagemManowar: Ross The Boss diz que "Battle Hymns" foi o primeiro álbum de power metal

imagemA atual visão de Regis Tadeu sobre polêmica reportagem com o Manowar que viralizou

imagemManowar: ex-guitarrista solta o verbo contra Joey DeMaio e chama baixista de tirano

imagemManowar: banda libera vídeo profissional de "Swords In The Wind" ao vivo no México

imagemBruce Dickinson, Manowar e Regis Tadeu: a incrível ligação que existe entre os três

imagemRafael Bittencourt diz que parte do conceito do Manowar é a intolerância


Força, foco e fé: cinco músicas que poderiam ser trilha de palestras motivacionais


Garimpeiro das Galáxias: Beldades globais e sua paixão pelo rock


Sobre Rodrigo Simas

Designer, carioca e tricolor. Começou a ouvir música aos 11 anos, com Iron Maiden, Metallica e Rush. Tem como hobby quase profissional, a música. Além de produzir shows e eventos, trabalhou por 5 anos em loja especializada em Heavy Metal, e já escreveu para alguns sites e revistas de música. Hoje escuta de tudo um pouco, e cada vez mais descobre que existem apenas dois tipos de música: a boa e a ruim, independente do estilo. Bandas e artistas favoritos: Dave Matthews Band, Peter Gabriel, Rush, Iron Maiden, Led Zeppelin, Ben Harper, Radiohead, System of a Down... e a lista continua...

Mais informações sobre

Mais matérias de Rodrigo Simas.