Helloween: ainda superior a bandinhas melódicas

Resenha - Keeper Of The Seven Keys: The Legacy World Tour - Helloween

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Rafael Carnovale
Enviar Correções  

7


Nem tudo que reluz é ouro... esta é a primeira conclusão que me vem logo que começo a resenhar este novo CD ao vivo do Helloween (o terceiro em sua carreira e o segundo com Andi Deris nos vocais). Apesar do belíssimo acabamento gráfico (imitando um mapa antigo) e da produção redondinha, fica a sensação de que a banda não conseguiu emplacar esta nova parte dos clássicos "Keeper Of The Seven Keys", mesmo deixando claro que estávamos lidando com o legado do guardião, e não com a continuação de sua história.

Como o leitor mais assíduo e fanático por Helloween já notou, este redator não é admirador do recente CD de estúdio do Helloween, embora admita que o mesmo tem muitos predicados. E também não fui grande apreciador dos shows que a banda fez aqui em 2006. Por mais que falem que a banda retornou ao grande heavy metal que a consagrou nos anos 80, sobra para nós, mero mortais, a conclusão que esta foi apenas uma tentativa de resgatar tempos áureos que não voltam mais, por uma banda que já tinha conseguido renascer como uma fênix com o excelente "Master Of The Rings".

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Trazendo 16 faixas (14 registradas em São Paulo – local que em breve se tornará referência para gravação de CDs e DVDs ao vivo – e duas bônus: "Occasion Avenue", gravada no Japão e a mega-clássica "Halloween", registrada na república tcheca) o CD retrata bem o que foi o show do Helloween na cidade, e em toda a turnê: bonitinho, mas ordinário. Uma performance competente, um Andi Deris inspirado, mas um repertório cansativo e mal encaixado, que traz ótimas músicas, mas uma desastrosa ordem de apresentação.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Não há o que falar mal de "The King Of A 1000 Years" e "Eagle Fly Free", que iniciam o CD1: a primeira, apesar de seus 13 minutos, funciona muito bem ao vivo, e a segunda é clássica, com Andi alcançando tons muito altos com facilidade. O problema vem com a sequência: a cansativa "Hell Was Made In Heaven" e o clássico "Keeper Of The Seven Keys": com 4 músicas, temos 2 com mais de 10 minutos... nem o mais árduo fã da banda consegue segurar uma sequência tão intrincada. Se "Keeper" fosse tocada em outro momento, com certeza seria melhor aproveitada, como foram a balada "A Tale That Wasn´t Right" e as ótimas "Mr Torture" e "Power" (já clássicas da era Deris). No meio das duas, a balada mela-cueca e sacal "If I Coud Fly" (é chata, sim, e daí?), que poderia muito bem ser substituída por "In The Middle Of A Heartbeat" ou "Forever And One (Neverland)". Por sinal o set-list se concentrou nos "Keepers", excluindo os excelentes "Master Of The Rings", "The Time Of The Oath" e "Better Than Raw". Péssimo aproveitamento de repertório...

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Mas o CD tem vários pontos altos, e "Future World", a excepcional "I Want Out", "Dr. Stein" e a pop "Mrs. God" servem para aquecer a galera, embora a banda tenha errado a mão ao escolher "The Invisible Man" do novo CD para ser tocada. Poderiam usar outras faixas melhores, como as boas "Get It Up" e "Come Alive". "Occasion Avenue" aparece como bônus e só ratifica que encher o show de músicas longas foi como dar um tiro no pé... como disse anteriormente, uma performance competente, uma banda bem entrosada (apesar da guitarra de Sascha Gerstner ainda ser um ponto fraco) e um vocalista muito mais seguro para cantar o material antigo, embora eu sinta falta do timbre mais rasgado e hard de Andi Deris. Com certeza os "overdubs" ajudaram, pois não identifiquei no CD os falsetes em profusão que Andi usou nos shows... aqui eles aparecem bem mais tímidos.

Um parágrafo tem que ser reservado para falarmos do segundo bônus do CD: "Halloween". Uma das pérolas da banda, resgatada pela primeira vez nesta turnê, e com uma performance mais do que convincente. Apesar de terem executado a mesma um tom abaixo, Deris se sai muito bem (apesar dos falsetinhos no refrão), e a constatação de que essa música poderia ser tocada na turnê mais vezes, podendo até substituir "Occasion Avenue", ou até mesmo "Keeper Of The Seven Keys".

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

No final temos um CD que irá agradar aos fãs xiitas da banda, e que serve como registro de alguns sons resgatados pela banda... mas fica uma sensação de desperdício de material... esse show poderia ser bem melhor, mas vale uma conferida... afinal é o Helloween que ainda é muito superior a qualquer bandinha de melódico, mesmo numa bola fora...

publicidade

Formação:
Andi Deris – Vocais
Michael Weikath – Guitarras
Sascha Gerstner – Guitarras
Markus Grosskopf – Baixo
Dani Loble – Bateria

CD1:
"Intro"
"The King Of A 1000 Years"
"Eagle Fly Free"
"Hell Was Made In Heaven"
"Keeper Of The Seven Keys"
"A Tale That Wasn´t Right"
"Mr. Torture"
"If I Could Fly"
"Power"

CD2:
"Future World"
"The Invisible Man"
"Mrs. God"
"I Want Out"
"Dr. Stein"
"Occasion Avenue"
"Halloween"

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

2007 – Hellion Records – NACIONAL

Site Oficial: http://www.helloween.org




Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Em 30/10/2000: Helloween lançava The Dark Ride, álbum mais pesado da discografia

Motörhead: Halford, Doro e outros parabenizam Ace Of Spades pelos 40 anosMotörhead
Halford, Doro e outros parabenizam Ace Of Spades pelos 40 anos

Metal Hammer: os melhores álbuns de metal lançados em 1988Metal Hammer
Os melhores álbuns de metal lançados em 1988

Caneta & Walkman: "Masterplan é o Grapow de namorada nova falando o quanto ama a ex"

Aquiles Priester: vídeo tocando Helloween com Michael KiskeAquiles Priester
Vídeo tocando Helloween com Michael Kiske

Helloween: banda gravou primeiro vídeo do novo álbumHelloween
Banda gravou primeiro vídeo do novo álbum

Helloween: banda divulga vídeo de How Many Tears ao vivo no Wacken 2018Helloween
Banda divulga vídeo de "How Many Tears" ao vivo no Wacken 2018


ABBA e Heavy Metal: A tênue linha que nos separa dos outros gênerosABBA e Heavy Metal
A tênue linha que nos separa dos outros gêneros

Helloween: Andi Deris v.s. Michael KiskeHelloween
Andi Deris v.s. Michael Kiske


Slash: A lição aprendida após espalhar que Paul Stanley era gaySlash
A lição aprendida após espalhar que Paul Stanley era gay

Metallica: os motivos da saída de Jason NewstedMetallica
Os motivos da saída de Jason Newsted


Sobre Rafael Carnovale

Nascido em 1974, atualmente funcionário público do estado do Rio de Janeiro, fã de punk rock, heavy metal, hard-core e da boa música. Curte tantas bandas e estilos que ainda não consegue fazer um TOP10 que dure mais de 10 minutos. Na Whiplash desde 2001, segue escrevendo alguns desatinos que alguns lêem, outros não... mas fazer o que?

Mais matérias de Rafael Carnovale no Whiplash.Net.

Cli336 Cli336 Cli336 CliIL Cli336 WhiFin Cli336