Resenha - Gillan's Inn - Ian Gillan

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Rafael Carnovale
Enviar Correções  

8


Comemorando 40 anos de carreira, Ian Gillan (dispensa apresentações) resolveu regravar alguns sucessos de sua carreira solo, Deep Purple, e Black Sabbath para comemorar. Dando um "punch" na festa, ele chamou vários convidados e lançou este Dualdisc contendo 14 músicas e uma parte bem interessante em DVD. É claro que aqui temos músicas de várias fases da carreira do "silver voice" e a curiosidade seria ver a performance dos convidados e a nivelação da produção, já que este CD foi produzido nas folgas das gravações de "Raputure Of The Deep", do Deep Purple.

Em cana: os rockstars em suas fotos mais constrangedoras

Heavy Metal: os dez melhores álbuns lançados em 1983

De cara Joe Satriani sai quebrando tudo com "Unchain Your Brain" e Janick Gers ajuda a tornar "Bluesy Blue Sea" correta. A presença de Uli Roth e Ronnie James Dio abrilhantam "Day Late And A Dollar Short" e Satriani de novo arrebenta em "Hang Me Out To Dry" (perfeita para sua guitarra suingada). Quanto à performance de Gillan, digamos que ele não canta mais como antigamente (isso é fato e quem viu o Purple ao vivo ratificará o que digo), mas ainda sabe como poucos dar elegância a qualquer música.

Então quer dizer que estamos diante de um CD perfeito? Infelizmente (e com muita dor no coração) eu sou obrigado a dizer que não. Não bastasse a produção fraca (que som baixo!), Gillan não acertou ao incluir "Smoke On The Water" (para que regravar essa faixa?), e "Thrashed" ficou bem aquém do que se espera quando Tony Iommi insere sua guitarra, escorado por Ian Paice e Roger Glover (Gillan só consegue cantá-la um tom abaixo). Para compensar, "When A Blind Man Cries" ficou sensacional (assim como "Speed King"), "Sugar Plain" teve acentuado seu lado blueseiro (uma faceta fantástica da carreira solo de Gillan" e Steve Morse dá nova cara a "Living In A Borrowed Time". No parte do DVD, um interessante passeio pelas gravações, com comentários, fotos e uma faixa inédita, "Can I Get A Witness". Os mais fanáticos por Deep Purple poderão ver dois vídeos (de péssima qualidade) com Satriani na guitarra.

Ian Gillan merecia mais. Apesar do bom pacote, da idéia do Dualdisc funcionar, e do naipe dos convidados, fica a evidente sensação que isto tudo foi feito a toque de caixa, ou como queiram, nas coxas... mas ainda assim é rock de qualidade e vale uma conferida.

Immergent – 2006 (IMPORTADO)

Site Oficial: http://www.deep-purple.com




Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Ian Gillan: Blackmore é um cara complicadoIan Gillan
"Blackmore é um cara complicado"

Ronnie James Dio: Ozzy não canta como eu, Gillan ou RobRonnie James Dio
"Ozzy não canta como eu, Gillan ou Rob"


Em cana: os rockstars em suas fotos mais constrangedorasEm cana
Os rockstars em suas fotos mais constrangedoras

Heavy Metal: os dez melhores álbuns lançados em 1983Heavy Metal
Os dez melhores álbuns lançados em 1983


Sobre Rafael Carnovale

Nascido em 1974, atualmente funcionário público do estado do Rio de Janeiro, fã de punk rock, heavy metal, hard-core e da boa música. Curte tantas bandas e estilos que ainda não consegue fazer um TOP10 que dure mais de 10 minutos. Na Whiplash desde 2001, segue escrevendo alguns desatinos que alguns lêem, outros não... mas fazer o que?

Mais matérias de Rafael Carnovale no Whiplash.Net.

adWhipDin adWhipDin