Resenha - Iron Fist (2-Disc Deluxe Expanded Edition) - Motorhead

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Rodrigo Werneck
Enviar correções  |  Comentários  | 

Nota: 8

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.


Tendo a tarefa de suceder os aclamados “Overkill” e “Ace Of Spades”, em 1982 o Motorhead lançou “Iron Fist”. Produzido pelo próprio guitarrista Fast Eddie Clarke, esse seria ironicamente o último dele com a banda, e mais um clássico saindo do prolífico celeiro de Lemmy & Cia.
1181 acessosMikkey Dee: Obras de arte feitas a partir do movimento das baquetas5000 acessosIron Maiden: a música "Wasting Love" é um Plágio?

Apresentando mais um vez o selvagem trio composto por Clarke nas guitarras, Lemmy no baixo e vocal, e Philthy Animal Taylor na bateria, “Iron Fist” mostrou ao mundo um lado um pouco mais acessível do grupo. Não se engane: todo o peso característico do Motorhead está presente neste disco, mas a banda se permitiu alguns vôos ousados, evitando a armadilha de seguir uma fórmula pré-concebida e simplesmente gravar outro “Ace Of Spades” (o tempo mostraria que eles estavam corretos!).

A música de abertura, a faixa-título do disco, mostra que a banda não está para brincadeiras. O baixão destorcido e tocado com palheta de Lemmy dá a linha inicial e é seguido pela bateria seca e certeira de Taylor e a guitarra crua de Clarke. Mas depois, no decorrer da bolacha, é que se nota as diferenças implementadas nesse disco. Interessante é que na época os mais radicais chegaram a chamar o Motorhead de “vendido”. Ouvindo-se o disco hoje, mesmo admitindo-se que houve variações e concessões no som da banda, é curioso realmente de se ver até que ponto o radicalismo cega. Músicas como “Loser” e “(Don’t Need) Religion” certamente possuem um andamento diferenciado, melodias mais acessíveis, mas as letras são cortantes e as composições mostram ainda toda a agressividade do grupo.

O CD bônus é ótimo. Além de apresentar a música “Remember Me, I’m Gone”, lado B do single que continha ainda “Iron Fist”, o disco inclui simplesmente mais de 45 minutos ao vivo de um show de 1982 ocorrido no Canadá. São 14 músicas no total, incluindo não somente algumas seleções do disco sendo ora promovido na turnê (este “Iron Fist”), como também vários clássicos oriundos dos discos anteriores. A qualidade sonora não é das melhores, estando o som um tanto quanto embolado, mas de qualquer forma é um excelente registro da banda na última tour a contar com o guitarrista Fast Eddie Clarke.

O encarte caprichadíssimo, com contribuições do fã-clube e do próprio Lemmy, merece um parágrafo à parte. Além dos sempre ótimos textos de Malcolm Dome, um especialista do rock inglês, estão presentes várias imagens de cartazes de shows, capas de singles, fotos da época, ingressos de shows, recortes de jornais, etc. Mais uma bola dentro da Sanctuary, que juntou questões meramente comerciais com o desejo de produzir um CD capaz de satisfazer ao fã mais ardoroso da banda.

CD 1 (original album)

1. Iron Fist
2. Heart Of Stone
3. I'm The Doctor
4. Go To Hell
5. Loser
6. Sex And Outrage
7. America
8. Shut It Down
9. Speedfreak
10. (Don't Let 'Em) Grind Ya Down
11. (Don't Need) Religion
12. Bang To Rights

CD 2 (bonus tracks)

1. Remember Me, I'm Gone (“Iron Fist” single b-side)
“Live in Toronto” Maple Leaf Gardens, May '82:
2. Overkill
3. Heart Of Stone
4. Shoot You In The Back
5. The Hammer
6. Jailbait
7. America
8. (Don't Need) Religion
9. Capricorn
10. (Don't Let 'Em) Grind Ya Down
11. We Are The Roadcrew
12. No Class
13. Bite The Bullet
14. The Chase Is Better Than The Catch
15. Bomber

Website da banda: http://www.imotorhead.com/

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Ozzy OsbourneOzzy Osbourne
Lemmy escreveu músicas famosas de sua carreira solo

1181 acessosMikkey Dee: Obras de arte feitas a partir do movimento das baquetas966 acessosLemmy: Dave Grohl não acreditou que ele tinha um coração0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Motorhead"

WaspWasp
Por que Lemmy nao queria Chris Holmes no Motörhead?

LoudwireLoudwire
10 álbuns pesados dos 70's que não são do Black Sabbath

BeatlesBeatles
Montagem mostra como 2016 foi um ano duro para a música

0 acessosTodas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDs0 acessosTodas as matérias sobre "Motorhead"

Marc Ferr?Marc Ferr?
A música "Wasting Love", do Iron Maiden, é um Plágio?

OutOut
Os 100 álbuns mais gays segundo a revista

Kim KardashianKim Kardashian
Usando camiseta do Metallica de dois mil dólares?

5000 acessosAutismo: rockstars famosos autistas, ou com suspeita de autismo5000 acessosGuitarras e Baixos: Perguntas e Respostas5000 acessosEm 02/02/1979: Sid Vicious, o lendário baixista do Sex Pistols, morre de overdose4418 acessosPattie Boyd: a linda garota que inspirou vários clássicos do rock5000 acessosRock: os cem álbuns mais subestimados da história5000 acessosMetallica: Dave Mustaine revela seu álbum favorito da banda

Sobre Rodrigo Werneck

Carioca nascido em 1969, engenheiro por formação e empresário do ramo musical por opção, sendo sócio da D’Alegria Custom Made (www.dalegria.com). Foi co-editor da extinta revista Musical Box e atualmente é co-editor do site Just About Music (JAM), além de colaborar eventualmente com as revistas Rock Brigade e Poeira Zine (Brasil), Times! (Alemanha) e InRock (Rússia), além dos sites Whiplash! e Rock Progressivo Brasil (RPB). Webmaster dos sites oficiais do Uriah Heep e Ken Hensley, o que lhe garante um bocado de trabalho sem remuneração, mais a possibilidade de receber alguns CDs por mês e a certeza de receber toneladas de e-mails por dia.

Mais matérias de Rodrigo Werneck no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em junho: 1.119.872 visitantes, 2.427.684 visitas, 5.635.845 pageviews.

Usuários online