Resenha - Puritanical Euphoric Misanthropipa - Dimmu Borgir

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Rodrigo Simas
Enviar Correções  

9


Agora com um line-up de botar respeito em qualquer outra banda, com Shagrath (vocais), Silenoz (guitarras), Galder (guitarras, também do Old Man’s Child), Mustis (teclados), Vortex (baixo-vocais) e Nicholas (bateria, ex- Cradle Of filth), o Dimmu Borgir lança esse Puritanical Euphoric Misanthropia, apresentando um grande trabalho, uma obra-prima do black metal que com certeza fará com que o nome do grupo cresça ainda mais, mostrando que Black Metal pode ser ouvido por qualquer tipo de pessoa (não apenas as que ouvem só Black Metal), tamanho a qualidade do CD, das composições, da produção e do talento individual dos músicos.

É impressionante a agressividade de cada faixa, e se formos analisa-las isoladamente, temos em todas um nível muito acima da média, com riffs matadores e um peso absurdo.

publicidade

Impossível ficar com o pescoço parado com músicas como "Blessings Upon The Throne Of Tyranny" (maravilhosa!!!) ou com a poderosa "Hybrid Stigmata", que tem um dos melhores riffs do CD.
A bateria de Nicholas também nunca foi tão bem aproveitada, nem nos tempos do Cradle Of Filth, mostrando muito serviço (ouça "Kings Of The Carnival Creation", parece uma metralhadora), com certeza conquistando seu lugar na banda.

publicidade

Os vocais limpos de Vortex se contrapondo aos urros de Shagrath funcionaram maravilhosamente bem, dando um clima diferente nas músicas e adicionando um sal às composições .

Outros destaques ficam por conta da ultra-pesada "Indoctrination" , da excelente "The Maelstrom Mephisto" (mais uma vez destaque para a bateria e Nicholas) e da não menos boa "Sympozium", com uma melodia feita pelo teclado muito legal.

publicidade

O encarte, já meio clichê, mostra aquelas fotos no estilo mais brega possível "sou-metaleiro-fodão-e-quero-transar-com-o-demônio", mas nem tudo é perfeito né? Um passo a frente na carreira do Dimmu e mais um CD obrigatório na discografia de qualquer fã de música pesada.

publicidade



Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Pseudônimos no Black Metal: De entidades pagãs a O Senhor dos AnéisPseudônimos no Black Metal
De entidades pagãs a O Senhor dos Anéis


Metal Injection: 20 álbuns que completam 20 anos em 2017Metal Injection
20 álbuns que completam 20 anos em 2017

Pra ouvir e discutir: os melhores discos lançados em 2003Pra ouvir e discutir
Os melhores discos lançados em 2003


Trollagem: quando as bandas decidem zoar com o playbackTrollagem
Quando as bandas decidem zoar com o playback

Planet Rock: As músicas com os melhores solos de guitarraPlanet Rock
As músicas com os melhores solos de guitarra


Sobre Rodrigo Simas

Designer, carioca e tricolor. Começou a ouvir música aos 11 anos, com Iron Maiden, Metallica e Rush. Tem como hobby quase profissional, a música. Além de produzir shows e eventos, trabalhou por 5 anos em loja especializada em Heavy Metal, e já escreveu para alguns sites e revistas de música. Hoje escuta de tudo um pouco, e cada vez mais descobre que existem apenas dois tipos de música: a boa e a ruim, independente do estilo. Bandas e artistas favoritos: Dave Matthews Band, Peter Gabriel, Rush, Iron Maiden, Led Zeppelin, Ben Harper, Radiohead, System of a Down... e a lista continua...

Mais informações sobre Rodrigo Simas

Mais matérias de Rodrigo Simas no Whiplash.Net.

WhiFin WhiFin WhiFin WhiFin