Baixos: os Rickenbacker e seus aficionados famosos

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Ivison Poleto dos Santos, Fonte: Metal Addicts
Enviar correções  |  Ver Acessos

Pergunte a qualquer um dos seus amigos que toca em bandas de rock/Metal ou que simplesmente ama música para dar o nome de um baixo que admira. Com muita certeza o Rickenbacker estará no topo das escolhas. Estamos falando de um baixo que é uma lenda entre músicos e fãs por causa de sua sonoridade única e pessoal. Qualquer principiante reconhece a sua sonoridade à primeira ouvida. "Ah, é um Rickenbacker," "Esse cara está tocando um Rickenbacker," "Hum, soa como um Rickenbacker." Levanta a mão quem nunca ouviu isso.

Guns N Roses: Bon Jovi fez com Steven Tyler o que ele fez com AxlMusculação: os músicos mais bombados do heavy metal

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

O Rickenbacker 4001 (nome oficial da criança) é fabricado pela Rickenbacker como uma versão "deluxe" com dois captadores do modelo 4000 que tem apenas um captador. O seu estilo famoso foi fabricado entre 1961 e 1981, quando foi substituído por uma versão atualizada chamada Rickenbacker 4003. Os modelos variantes do 4001 incluem os 4001S, 4001LH, 1999 (modelo para Europa), 4001V63 (relançamento), 4001CS (uma edição especial com base no baixo de 1965 de Chris Squire do Yes) e a séris 4001C64S C, uma recriação do baixo 4001S com braço invertido de Paul McCartney. Há também uma versão personalizada do baixo de Lemmy Kilmister (4004LK).

Mas por que esse baixo é tão adorado?

Alguns dizem que se começa uma refeição pelos olhos. É por aí. O corpo maravilhoso do Rickenbacker, mais notadamente pela sua mão não usual, faz toda a mágica, mas não é somente isso. É a sua sonoridade que captura o coração dos baixistas e dos amantes da música. A longa duração das suas notas, que parecem durar para sempre, é uma das suas qualidades mais cativantes. Na minha humilde opinião, o motivo que muitos se apaixonam pelo instrumento é por causa do seu som quente e cheio. Se há um som elegante de baixo, esse pertence ao Rickenbacker.

Baixistas famosos que o usam

O baixo Rickenbacker é um instrumento do tipo ame ou odeie. Na verdade, ele não é tão comum como os Fenders, mas a lista de baixistas que o amam é impressionante:

Sir Paul McCartney - 1964 Rickenbacker 4001S - LH

Embora ele seja mais conhecido pelo Hoffner do início da carreira, Sir Paul McCartney mudou de opinião complemente quando conheceu o Rickenbacker. Foi quando Hall, o chefe da Rickenbacker, deu a George Harrison um modelo novo 360-12 model em fevereiro de 1964, ele também trouxe um baixo 4001 para Macko. Ele o adorou, mas como o modelo era para destros, teve de esperar mais de um ano para conseguir o seu famoso modelo para canhotos. Embora tenha sido o baixo reserva até 1965, ele se tornou o preferido a partir de então, principalmente em estúdio quando gravou "Paperback Writer" e "Rain" em 1966.

Geezer Butler - 1973 Rickenbaker 4001

Embora atualmente seja patrocinado pela Lankland, Butler também apreciava o instrumento. Conta a história que o seu Rickenbacker foi um presente de ninguém menos que Glenn Hughes que o utilizou para gravar o clássico do Deep Purple "Burn". Hughes já disse que esse é um dos maiores arrependimentos. O felizardo Butler guarda a criança em um cofre na sua casa.

Glenn Hughes - 1973 Rickenbaker 4001

Glenn Hughes usa o Ricky 4001 desde 1973 (evidenciado por essa foto do início de 1974), mas na pressa de Ritchie Blackmore em gravar o álbum "Burn" nas primeiras datas da turnê, ele teve que dá-lo a Geezer Butler do Black Sabbath. Ele ainda o usou nas gravações e na turnê do "Made in Europe" onde podemos apreciar a elegância de ambos.

Chris Squire - 1964 Rickenbacker

Deixe que o próprio fale:

"Eu terminei a escola e arrumei um emprego de meio período enquanto decidia o que fazer da minha vida. É claro que isso foi antes de me tornar músico profissional. Eu trabalhava na loja de música Boosey & Hawkes em Londres e esse estabelecimento em particular começou a importar as guitarras Rickenbacker para a Inglaterra. Foi quando comecei a ver também os baixos da marca chegando. Creio que os três primeiros baixos vieram em 1964. Pete Quaife, baixista do The Kinks, comprou um. Depois foi John Entwistle do The Who que comprou o outro. Bom, o terceiro eu implorei para o gerente da loja me dar um desconto de funcionário. Ele permitiu e peguei o terceiro. [risos] Eu me encaixei perfeitamente a vida toda com o estilo desse baixo, verdade."

Chris Squire tem a sua própria linha personalizada.

Lemmy Kilmister - 4001 Series

Porém, o mais fiel usuário do Rickenbacker foi com certeza Lemmy Kilmister do Motörhead que o utilizou durante toda sua esplêndida carreira. Não somente o mais fiel, mas o cara que teve a coragem de tocá-lo somente com palhetas e muita distorção. Lemmy disse uma vez que o seu segredo era tocar o seu Rickenbacker como se fosse uma guitarra, porém sem formar acordes, mas resvalando em outras cordas para encher o som.

Desde o início com o Hawkwind, Lemmy pode ser visto com um 4001. Antes de ser homenageado com a sua própria linha personalizada, Lemmy usou vários Rickenbacker da série 4000. O primeiro foi o qual supostamente foi adornado com a Reichsadler nazista, mas é somente um chute dada a notária fixação pela memorabilia nazista. Fotos mais atuais e vídeos mostram Lemmy com um outro baixo, ainda mais icônico com os dizeres "Born to lose, out to lunch".

Tim Butcher, técnico de Lemmy, afirma ter adicionado um traste ao 4004LK signature.

Geddy Lee - 4001 Series, Doubleneck 4080/12, 3001

Ele não é somente um amante dos baixos Rickenbacker, mas também um dos primeiros a usar o Doubleneck Rickenbacker, baixo de dois braços. Embora seja mais identificado com um Fender Jazz Bass preto de 1972, que ganhou uma linha personalizada em 1998, ele também usa: um Rickenbacker 4001 preto, utilizado para apresentações ao vivo e estúdio de 1975 a 1984; o famoso Doubleneck 4080/12 (baixo e guitarra de doze cordas), e um Rickenbacker 3001.

Cliff Burton - 4001 Series

Um outro herói dos Rickenbackers foi Cliff Burton do Metallica. Cliff era tão aficionado ao Rickenbacker que os baixistas que admirava também eram fãs da marca: Geddy Lee do Rush, Geezer Butler do Black Sabbath, Stanley Clarke que toca qualquer coisa, Lemmy Kilmister e Phil Lynnott do Thin Lizzy.

Ele o utilizou nas gravações de "Kill 'em all" e em partes de "Ride the Lightning."

Agora o seu icônico baixo pertence ao museu The Rock and Roll Hall of Fame Museum:

Phil Lynnott - 1980 4003 Series

Phil Lynnot do Thin Lizzy usou vários baixos durante a sua carreira, mas o Rickenbacker 4003 Series de 1980 foi marcante. Ele o usou nos primeiros anos da banda.




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por escolha do autor os comentários foram desativados nesta nota.


Todas as matérias da seção Matérias

Guns N Roses: Bon Jovi fez com Steven Tyler o que ele fez com AxlGuns N Roses
Bon Jovi fez com Steven Tyler o que ele fez com Axl

Musculação: os músicos mais bombados do heavy metalMusculação
Os músicos mais bombados do heavy metal


Sobre Ivison Poleto dos Santos

Veterano das guerras metálicas. Pesquisador, escritor, resenhista, músico frustrado (por isso tudo o anterior). Ao contrário da opinião comum, acho que o melhor do Metal ainda está por vir e que existem grandes bandas novas por aí. Só procurar. No meu caso elas vêm até mim.

Mais matérias de Ivison Poleto dos Santos no Whiplash.Net.

Goo336x280 GooAdapHor