Pioneiros do Rock'n'Roll #01: Little Richard

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Gabriel Sacramento
Enviar correções  |  Ver Acessos

"Pioneiros do rock'n'roll" é uma série de textos que publicarei aqui no Whiplash.net sobre cantores/bandas que marcaram a história da música iniciando um movimento chamado rock'n'roll. Mesmo que existam várias discussões sobre quem foi o criador do estilo, não houve um criador, mas vários músicos determinaram padrões que foram seguidos e culminaram no que conhecemos hoje.

Separados no nascimento: Ozzy Osbourne e Jim CarreyU2: as 10 melhores músicas de todos os tempos da banda

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Irei abordar artistas que foram fundamentais no desenvolvimento da música Rhythm and Blues americana (precursor do rock) até se transformar no que temos hoje. Tudo, absolutamente tudo que ouvimos hoje no cenário rock/metal existe graças a esses caras, por terem ido longe buscando mais expressão e energia para a sua música.

O início do rock foi caracterizado por figuras importantes, como nos anos 50: CHUCK BERRY, LITTLE RICHARD, ELVIS PRESLEY e BILL HALEY. Nos anos 60, o estilo foi impulsionado pelos ingleses THE BEATLES, ROLLING STONES & THE YARDBIRDS. Já nos anos 70, surgiram bandas como BLACK SABBATH, DEEP PURPLE e o LED ZEPPELIN. Talvez esse último trio seja o mais conhecido pelos headbangers de hoje em dia, mas eles só existiram por causa do trabalho dos artistas que vieram antes.

Hoje, eu vou falar sobre um dos ícones do rock'n'roll americano, LITTLE RICHARD. Nascido como Richard Wayne Penniman, em 1932, o cantor/instrumentista/compositor americano foi um dos revolucionários que injetaram mais energia em sua música, partindo para um protótipo do que seria chamado de "rock and roll music". Além do Rock'n'Roll, Richard também incluía em suas músicas, elementos de soul music e do que viria a ser chamado de funk, nos Estados Unidos. Criado em uma família religiosa, teve contato com a música gospel americana e foi fortemente influenciado pelo estilo (principalmente no seu jeito de cantar). Também sofreu fortes influências do Boogie Woogie, Jump Blues, Rhythm and Blues e outros estilos. Seu Rock é bem diferente do que conhecemos hoje, pois havia mais ênfase nos teclados (tocados pelo próprio cantor) do que nas guitarras. Além disso, seu som era caracterizado por uma presença muito forte de metais.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Agressiva e energética, sua música animava os locais onde ele tocava. Um dos seus principais legados foi o seu vocal que era agudo, gritado e rasgado e com muito uso de falsete. O drive, técnica que gera um efeito rouco e "rasgado" na voz é, até hoje, um recurso muito utilizado por vocalistas de rock. Vocalistas como Bon Scott, ex-vocalista do AC/DC, se inspiraram no estilo vocal do Richard.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Seu estilo esteticamente chamativo, aliado à sua personalidade excêntrica, sexualidade e habilidades musicais notáveis fizeram com que Richard fosse eternizado como um grande ícone do rock. Não só pela sua música, mas pela atitude. Artistas como JIMI HENDRIX admitiram várias vezes a importância do Richard para a música rock. Hendrix uma vez disse que "queria fazer com a guitarra o que o Richard fazia com a voz". Outros artistas como THE BEATLES, ELVIS PRESLEY, LEMMY KILMISTER foram influenciados pelo cantor. Hoje, aos 83 anos, Richard está aposentado, segundo ele "sem vontade de fazer mais nada" na música. Mas seu legado permanece indiscutível.

Para finalizar esse post, vou deixar algumas opções de canções gravadas por ele para que você perceba a importância do "Arquiteto do Rock'n'Roll".

Tutti Frutti: A sua primeira grande gravação, de 1955, e considerado por muitos, seu maior sucesso. Famosa por sua introdução: "A-wop-bom-a-loo-mop-a-lomp-bom-bom", que originalmente, era a ideia de Richard para uma introdução de bateria e acabou se tornando um arranjo vocal. Regravada por diversos artistas, inclusive em uma versão famosa do ELVIS PRESLEY. Repare no estilo rouco e rasgado do vocal de Richard, sobre uma base dançante, fortemente rítmica e com participação expressiva dos metais e do teclado.

Lucille: Gravada em 1957, essa música destaca o vocal rouco do Richard, com um arranjo dinâmico, intenso e muito influenciado pelo blues.

Ready Teddy: Esta, não foi composta pelo Richard, mas por John Marascalco and Robert Blackwell. Foi gravada no primeiro disco do cantor, "Here's Little Richard" de 1957. Foi regravada também por outros cantores famosos de rock'n'roll.




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção MatériasTodas as matérias sobre "Little Richard"


Little Richard: Wop Bop A Loo Bop A Lop Bam BoomLittle Richard
Wop Bop A Loo Bop A Lop Bam Boom

Sexo Anal: saiba onde encontrar esse prazer no cenário RockSexo Anal
Saiba onde encontrar esse prazer no cenário Rock


Separados no nascimento: Ozzy Osbourne e Jim CarreySeparados no nascimento
Ozzy Osbourne e Jim Carrey

U2: as 10 melhores músicas de todos os tempos da bandaU2
As 10 melhores músicas de todos os tempos da banda


Sobre Gabriel Sacramento

Autor sem foto e/ou descrição cadastrados. Caso seja o autor e tenha dez ou mais matérias publicadas no Whiplash.Net, entre em contato enviando sua descrição e link de uma foto.

Goo336x280 GooAdapHor Goo336x280 Cli336x280