Unleashed: inspirados pela brutalidade - mini bio da banda

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Leonardo M. Brauna, Fonte: Metal Storm
Enviar correções  |  Comentários  | 


5000 acessosMetal: adolescentes que ouvem o gênero fazem mais sexo?5000 acessosHeavy Metal: as trinta maiores bandas de países diferentes

O “Death Metal” na Suécia entrou em cena ainda na primeira metade da década de 1980. Entre suas bases estavam bandas como MORBID, CARNAGE, NIHILIST e outras que eram componentes do “Underground” da época que há muito já estava representado na imagem do BATHORY. Várias daquelas bandas se desmembraram e os membros então foram para outras ou deram origem a mais grupos, é o caso de DEAD que saiu do MORBID e foi assumir os vocais no MAYHEM, suicidou-se com um tiro de escopeta na cabeça em 1991, MICHAEL AMOTT do CARNAGE que é britânico voltou para a Inglaterra e se juntou ao CARCASS, JOHAN LIIVA também do CARNAGE foi para a banda FURBOWL como guitarrista/vocalista, depois se encontra com o seu companheiro AMOTT e funda a banda SPIRITUAL BIGGARS. NICKE ANDERSSON como estratégia para tirar JOHNNY HEDLUND da banda, acaba com o NIHILIST e dias depois junta seus parceiros novamente para a formação do ENTOMBED. HEDLUND que não ficou por baixo deu o troco formando uma das bandas mais pesadas do Death Metal mundial, UNLEASHED!

Formada em 1989 a banda tem como tema diversos seguimentos nas letras abordando sempre a cultura escandinava, fator esse comum entre as bandas do chamado “Death Metal Sueco”. Contribui muito pra isso a riqueza do folclore viking com suas conquistas de batalhas em que um povo bárbaro lutava para estabelecer territórios, associado à crença pagã que regia esses povos na era pré – cristã. Tempos depois a banda também começava a apresentar referências extraídas do famoso escritor JRR TOLKIEN (Senhor dos Aneis).

Até 1990 o UNLEASHED lançou as demos “... Ravenge” e “Dark Utter”, logo esses “Opus” tiveram comercialização para fora alcançando grande prestígio, quando as fitas chegaram à Alemanha a banda foi chamada para assinar com o selo “Century Media Records”, para promover o primeiro álbum eles ainda soltaram a demo “Century Media Promo Tape”, O “Debut” veio então em 1991.

“Where No Life Dwells” fez a banda excursionar pela Europa e EUA por todo aquele ano na companhia do MORBID ANGEL. O “Casting” estava firmado em: JOHNNY HEDLUND (vocal, baixo), FREDRIK LINDGREN e TOMAS OLSSON (guitarras) e ANDRERS SCHULTZ (bateria). A produção ficou por conta de “Waldemar Sorychta”.

Retornando aos estúdios em 1992 a banda lançou “Shadows in the Deep” que traz um pesadíssimo “cover” de “Countess Bathory” do VENOM. O UNLEASHED mais uma vez surpreendeu na agressividade sonora que revela mais peso nas guitarras e urros grotescos de seu vocalista. Para os shows da turnê européia a banda saiu com TIAMAT e SAMAEL, já na parte americana foram agendadas apresentações ao lado do CANNIBAL CORPSE. Ainda nesse ano foi lançada a compilação “Masters of Brutality” pela “Fnac Music”.

youtube player
Inscreva-se no nosso canalWhiplash.Net no YouTube

Em 1993 a banda produziu o próprio álbum que deram o nome de “Across the Open Sea”, este também traz um cover, dessa vez “Breaking the Law” do JUDAS PRIEST. Este lançamento fez a banda entrar de cabeça nos temas escandinavos. A sua turnê serviu para o primeiro registro ao vivo que saiu como “Bootleg” no mesmo ano.

“Live in Viena ’93” que em 1993 teve um lançamento não autorizado, em 1994 decidiram lançá-lo como oficial ao vivo.

“Victory” de 1995 é um de seus maiores clássicos e o último com o guitarrista LINDGREN que a cada dia se dedicava mais a tocar “Punk Rock”, depois foi substituído por FREDRIK FOLKARE que hoje representa para o grupo um dos membros mais importantes. O álbum foi gravado nos estúdios da EMI em Estocolmo. Um ano depois é lançado mais um ao vivo, “Eastem Blood – Hail to Poland”.

A estréia do novo guitarrista veio em 1997 com o novo álbum “Warrios”. Com o último registro da década o UNLEASHED faz uma longa pausa sem gravar e sem fazer shows. Muitos dos fãs ficaram na incerteza sobre a continuidade da banda enquanto os rapazes se dedicavam a assuntos particulares fora da música e seus projetos paralelos. Foram cinco anos de paralisação.

Em 2002 a banda ressurge com “Hell’s Unleashed”, nessa época também tiveram que conviver com boatos espalhados de que o líder HEDLUND, apoiava a política de “direita extremista”. Começaram a sair em turnê, e comentava-se que no mesmo ano DAVE GROHL (NIRVANA, FOO FIGHTERS) o havia chamado para fazer vocal em uma de suas músicas no projeto “Probot”, mas o produtor do trabalho “Matt Sweeney” não concordou por causa das “acusações” de envolvimento do sueco com idéias nazistas. O vocalista/baixista então cansado de tais “calúnias” negou as acusações.

Passados os tempos de “tensão” em 2004 era lançado “Swon Allegiance”, este álbum foi o último com o selo Century Media Records. Um ano antes foi lançado o “Box Set” “And We Shall Triumph in Victory” e o EP “...And the Laughter Has Died”.

2006 foi o lançamento de “Midvinterblot” pelo selo “SPV/Steamhammer records”. O disco foi recebido positivamente pela crítica especializada. Para divulgação eles saem em turnê pela Europa fazendo apresentações com SEPULTURA e os conterrâneos DISMEMBER e ENTOMBED. No próximo ano eles foram para os EUA ser “Headliners” de outra turnê com KRISIUN e BELPHEGOR.

Depois da maratona que durou dois anos os suecos apresentaram “Hammer Battalion” em 2008. Este foi concebido no estúdio de gravação do guitarrista FOLKARE sob sua produção na Suécia. Seu lançamento oficial foi no dia 9 de junho, e um vídeo para faixa “Black Horizon” estreou num programa da “MTV”. Em 2008 teve mais dois lançamentos, um Box “Immortal Glory (The Complete Century Media Years) e uma coletânea “Raids Vinking (The Best of 1991 – 2004).

Em 2009 a banda assinou com a “Nuclear Blast” e soltou uma nota à imprensa que dizia: "Estamos muito ansiosos para esta nova cooperação! A gravação do álbum está previsto para outubro / novembro deste ano". O lançamento só foi realizado em março de 2010 para “As Yggdrasil Trembles”. FOLKERE mais uma vez produziu para a banda. Eles saem então para cumprir datas nos festivais de verão da Europa, dois deles “Summer Breeze Open Air” e “With Full Force” na Alemanha.

Em 24 de abril desse ano os fãs do UNLEASHED puderam receber o 11º lançamento da banda, “Odalheim”, e o trabalho traz onze temas do mais puro “Death Metal europeu”. A banda agora segue em divulgação desse álbum.

youtube player
Inscreva-se no nosso canalWhiplash.Net no YouTube

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Unleashed"

HailMetal.comHailMetal.com
Os cinqüenta melhores álbuns de Death Metal

0 acessosTodas as matérias da seção Matérias0 acessosTodas as matérias sobre "Unleashed"

MetalMetal
Adolescentes que ouvem o gênero fazem mais sexo?

Heavy MetalHeavy Metal
As trinta maiores bandas de países diferentes

Ninguém é perfeitoNinguém é perfeito
Os filhos "bastardos" de pais famosos

5000 acessosÔôôôôeeee: Sílvio Santos aprova montagem com Steve Harris5000 acessosDuff McKagan: Anestesias não funcionam mais no baixista5000 acessosIron Maiden: veja a banda como você não gostaria de vê-la5000 acessosMetallica: ruim sem Cliff Burton, pior sem Jason Newsted?4212 acessosBilly Corgan: ele quis se matar após sucesso de Nirvana e Pearl Jam5000 acessosJames Hetfield: o verdadeiro lado Enter Sandman do Metallica

Sobre Leonardo M. Brauna

Leonardo M. Brauna é cearense de Maracanaú e desde adolescente vive a cultura do Rock/Metal. Além do Whiplash, o redator escreve para a revista Roadie Crew e é assessor de imprensa da Roadie Metal. A sua dedicação se define na busca constante por boas novidades e tesouros ainda obscuros.

Mais matérias de Leonardo M. Brauna no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online