Matérias Mais Lidas

imagemPaul McCartney lista os cinco músicos que formariam sua banda dos sonhos

imagemMarcello Pompeu, em busca de emprego, pede ajuda a seguidores

imagemGene Simmons faz passagem de som antes de show do Kiss com roupa inusitada

imagemRegis Tadeu explica porque o vinil e o Spotify vão despencar e o CD vai bombar

imagemBill Hudson comenta sobre falta de público de Angra e outras bandas nos EUA

imagemMax Cavalera e o conselho dado por Ozzy Osbourne: "ambos nos sentimos traídos"

imagemJames Hetfield se emociona profundamente no show de BH e é amparado pelos amigos e fãs

imagemDez grandes músicas do Iron Maiden escritas pelo vocalista Bruce Dickinson

imagemConheça a "melhor banda com as melhores músicas" para Robert Smith, do The Cure

imagemQueen e a artimanha infantil de Roger Taylor pra ganhar mais dinheiro que os outros

imagemMax Cavalera é criticado por ucranianos pelo apoio a Rússia em 2014

imagemAbba e a imensa importância do Deep Purple na sonoridade de suas músicas clássicas

imagemDave Mustaine mostra a forma curiosa como se aquece antes de um show do Megadeth

imagemBlind Guardian divulga capa, nomes e duração das faixas de seu novo álbum

Marcello Pompeu: ele conta por que não se posiciona politicamente, apesar de cobranças


Dir En Grey: conheça uma das atrações do Maquinaria

Por Emanuel Seagal
Fonte: Dir En Grey Brasil
Em 05/10/09

Quando, no início de 1997, a banda La:Sadie's anunciou seu fim, quatro de seus integrantes decidiram seguir juntos no ramo da música. Kaoru, Kyo, Die e Shinya uniram-se a um novo baixista, Toshiya, e em fevereiro do mesmo ano, o Dir en grey foi oficialmente formado.

Lançaram seu primeiro mini álbum, MISSA em julho de 1997, que remete ao estilo "indie" da banda anterior, mas que varia do calmo ao pesado em apenas seis músicas. Depois desta estréia, no ano seguinte, os singles lançados pelo Dir en grey começaram a revela-los aos olhos da mídia; -I'll- alcançou o 7º lugar no ranking da Oricon.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

O primeiro full álbum da banda contou com a produção do ex-baterista do X JAPAN, Yoshiki. Intitulado GAUZE, o álbum foi lançado em 1999 e obteve grande repercussão, sendo seguido por uma turnê de promoção. Turnês, aliás, vieram a se tornar o forte da banda, que se foca na expressão de suas músicas durante as performances ao vivo.

2000 iniciou-se com o lançamento do single Myaku e do vídeo do show realizado no Osakajo Hall. Depois de mais alguns singles, a segunda turnê do ano foi subitamente interrompida por um problema de saúde do vocalista, Kyo - 25 shows foram remarcados. Apesar das dificuldades, em setembro o álbum MACABRE foi lançado, apresentando ao longo de suas treze faixas uma diversificação musical única.

Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp

O ano seguinte contou com o single de ain't afraid to die - uma música belíssima, mas que nunca foi incluída em um álbum - e a compilação de remixes Kai. Mais tarde, no final de 2001, o Dir en grey lançou mais três singles antes do lançamento de seu próximo álbum, Kisou, em janeiro de 2002. Com um som ainda mais pesado e único, a banda provou sua capacidade de variar e criar. Depois do Kisou, foi hora da banda deixar o Japão para realizar sua primeira turnê na Ásia.

Letras mais caóticas e críticas e um som mais pesado fundiram-se ao que o Dir en grey já era no mini álbum six Ugly, lançado em julho de 2002, que veio acompanhado de um single do álbum seguinte. O lançamento deixou claro que o estilo e a aparência da banda não eram, de modo algum, fixos.

Como consegui viver de Rock e Heavy Metal

Foi em setembro de 2003 que o álbum VULGAR trouxe consigo uma 'revolução' no estilo da banda. Letras mais explícitas - e até mesmo políticas -, carregadas de uma ironia amarga, somaram-se à música mais pesada e violenta, resultante de várias influências musicais em combinações novas e aperfeiçoadas. A imagem deles, também, se tornava cada vez mais poderosa e obscura.

O Dir en grey era àquela altura uma das bandas de rock mais conhecidas na Ásia, mas logo eles trariam seu nome pessoalmente também ao ocidente.

2004 foi um ano marcado principalmente por incansáveis turnês. Após dois singles que confirmaram a constante inovação musical da banda, foi a vez do álbum Withering to death. ser lançado, já no início de março de 2005.

Divulgue sua banda de Rock ou Heavy Metal

Com músicas ainda mais expressivas e letras mais dolorosas, o álbum apresenta um som mais maduro. No meio do ano, o Dir en grey expandiu sua turnê para a Europa e ainda participou de diversos festivais de rock europeus, como o Rock am Ring na Alemanha, no que foram suas primeiras apresentações no ocidente.

Em sua turnê "It Withers and Withers", os ingressos para os shows de Paris e Berlim esgotaram em poucas horas , sendo que não houve nenhuma divulgação das apresentações a não ser através do boca-a-boca ou na internet.

Um novo single, CLEVER SLEAZOID, foi lançado em setembro, trazendo a promessa de um novo álbum. O sucesso no ocidente foi evidente. Logo os álbuns e DVDs mais recentes da banda ganharam versões para a Europa, sob o selo da gravadora Gan-Shin, alemã.

Divulgue sua banda de Rock ou Heavy Metal

No início do ano seguinte, ocorreu o que já se esperava há muito tempo: Dir en grey foi aos Estados Unidos, onde se apresentou para a imprensa no SXSW Festival e ainda fez dois shows, um em Nova York e outro em Los Angeles. O resultado foi positivo, as apresentações repercutiram na mídia, sendo feita uma reportagem sobre a banda na Billboard. O álbum Withering to death. também ganhou uma versão americana, seguindo os passos do sucesso do Dir en grey na Europa.

Em 2006 a banda se dedicou bastante às apresentações no ocidente. A convite, participou da turnê Family Values, organizada pelo Korn, nos EUA. Também apresentou-se duas vezes na Alemanha, em Berlim e Colônia. Na metade do ano houve o lançamento do single "Ryojoku no Ame", novamente dando indícios de outro foco de inspiração musical para o grupo. O lançamento de outro single, "Agitated Screams of Maggots" trouxe um som mais pesado e violento, que veio a se tornar presente no álbum seguinte da banda, o violento e macabro The Marrow of a Bone.

Ademir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | Andre Sugaroni | André Silva Eleutério | Antonio Fernando Klinke Filho | Bruno Franca Passamani | Caetano Nunes Almeida | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Eduardo Ramos | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cristofer Weber | César Augusto Camazzola | Dalmar Costa V. Soares | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Eric Fernando Rodrigues | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Helênio Prado | Henrique Haag Ribacki | Jesse Silva | José Patrick de Souza | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcelo H G Batista | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Ricardo Dornas Marins | Sergio Luis Anaga | Sergio Ricardo Correa dos Santos | Tales Dors Ciprandi | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Tom Paes | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva

Em fevereiro de 2007, Dir en grey realizou sua primeira turnê norte-americana, passando por 17 cidades, enquanto lançavam seu sexto Album, The Marrow of a Bone.

Realizaram novas turnês pela Europa e Japão nos meses seguintes e lançaram um novo single, Dozind Green.

No começo de 2008, começou a gravação do sétimo album, Uroboros, lançado mais tarde, em primeiro de agosto.

Apresentaram-se ainda no mesmo ano, no Hide Memorial Summit, em 4 de maio, juntamente com X Japan, Luna Sea, entre outros grandes nomes.

No final de 2008, realizaram mais uma turnê pelos Estados Unidos, dessa vez passando tambem pelo Canadá.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Em 29 de dezembro, realizaram um show no Osaka-jo Hall, "Uroboros -Breathing-", onde não tocavam desde dezembro de 1999.

No começo de 2009, a banda começou a promover o album "Uroboros" em uma nova turnê, entitulada "Tour 09 Feast of V Senses", interrompida brevemente devido ao diagnóstico de edema na laringe do vocalista Kyo.

Atualmente, estão realizando shows por toda Europa, incluindo aparições no Rock am Ring e no Rock im Park, iniciando shows no Download Festival,Nova Rock e Metaltown.Ainda esse ano, realizarão seus primeiros shows na Itália e na República Tcheca.

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Stamp
publicidade
Ademir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | Andre Sugaroni | André Silva Eleutério | Antonio Fernando Klinke Filho | Bruno Franca Passamani | Caetano Nunes Almeida | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Eduardo Ramos | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cristofer Weber | César Augusto Camazzola | Dalmar Costa V. Soares | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Eric Fernando Rodrigues | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Helênio Prado | Henrique Haag Ribacki | Jesse Silva | José Patrick de Souza | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcelo H G Batista | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Ricardo Dornas Marins | Sergio Luis Anaga | Sergio Ricardo Correa dos Santos | Tales Dors Ciprandi | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Tom Paes | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp



Sobre Emanuel Seagal

Descobriu o metal com Iron Maiden e Black Sabbath até chegar ao metal extremo e se apaixonar pelo doom metal. Considera Empyrium e X Japan as melhores bandas do mundo, Foi um dos coordenadores do finado SkyHell Webzine, escreveu para outros veículos no Brasil e exterior, e sempre esteve envolvido com metal, seja com eventos, bandas, gravadoras ou imprensa. Escreve para o Whiplash! desde 2005 mas ainda não entendeu a birra dos leitores com as notícias do Metallica. @emanuel_seagal no Instagram.

Mais informações sobre

Mais matérias de Emanuel Seagal.