Nazareth: 40 anos de rock

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Ricardo G. dos Santos
Enviar correções  |  Comentários  | 

Às vezes com seus rocks pesados, mas sobretudo com suas baladas que, nos anos 70 e 80, embalaram muitos romances, o Nazareth fez parte da vida de muita gente durante este tempo todo. A trajetória de talento e persistência destes veteranos merece ser ressaltada, sobretudo neste momento especial de suas carreiras, quando estão prestes a completar 40 anos de estrada e preparam um novo álbum para o início de 2008.

586 acessosNazareth: banda assina com Frontiers e álbum deve sair em 20185000 acessosAutismo: rockstars famosos autistas, ou com suspeita de autismo

Nazareth em 1968 – da esquerda para a direita: Pete Agnew (baixo), Darrel Sweet (bateria), Manny Charlton (guitarra) e Dan McCafferty (vocal)
Nazareth em 1968 – da esquerda para a direita: Pete Agnew (baixo), Darrel Sweet (bateria), Manny Charlton (guitarra) e Dan McCafferty (vocal)
Nazareth em 2007 – da esquerda para a direita: Pete Agnew (baixo), Dan McCafferty (vocal), Lee Agnew (bateria) e Jimmy Murrison (guitarra)
Nazareth em 2007 – da esquerda para a direita: Pete Agnew (baixo), Dan McCafferty (vocal), Lee Agnew (bateria) e Jimmy Murrison (guitarra)

Um pouco de história

Quando se fala em Nazareth, a primeira música citada é sempre Love Hurts, afinal… quem nunca ouviu esta canção? Bem, dependendo da sua idade, pode até ser que você nunca tenha ouvido, mas certamente seus pais e todos os seus tios já ouviram.

Para quem não sabe, trata-se de uma música composta e gravada pelos irmãos Bryant nos anos 60, mas que, na época, passou um tanto despercebida. Foi graças a uma versão feita em 1975, por esta banda formada na cidade escocesa de Dunfermline, que Love Hurts ficou mundialmente conhecida. Um sucesso arrasador na voz do vocalista Dan McCafferty, ela é até hoje conhecida como uma espécie de hino para aqueles que sofrem decepções amorosas. Aliás, todo mundo, em algum momento da vida, acaba se identificando com esta balada, mas esta é uma outra história…

O Nazareth, entretanto, não se resume a Love Hurts. A banda possui uma discografia altamente recomendável. Suas músicas já influenciaram e continuam influenciando muitos músicos. Alguns deles, inclusive, já tiveram seu auge e desapareceram, enquanto o Nazareth continua firme até hoje. É em homenagem ao talento e à persistência destes escoceses legítimos, que estão prestes a completar 40 anos de carreira, que estamos tentando falar um pouco sobre o trabalho deles aqui, em especial sobre o que andam fazendo atualmente.

Billy Rankin: importância indiscutível na carreira do Nazareth
Billy Rankin: importância indiscutível na carreira do Nazareth

Vale mencionar que o grupo já fazia sucesso alguns anos antes de gravar Love Hurts e continou fazendo sucesso ainda por muitos anos. A banda nunca foi lá muito ligada em estratégias de marketing, talvez por esta razão pouco tenha se ouvido falar do grupo, sobretudo nas duas últimas décadas. A verdade, todavia, é que o Nazareth está na ativa desde 1968, sem interromper sua carreira por um ano sequer. Aliás, vale dizer, a banda teve sua origem no distante (põe distante nisto) ano de 1961, mas só passou a chamar-se Nazareth em 1968.

Entre suas várias formações, o grupo contou com a participação de grandes músicos, como Billy Rankin e Zal Cleminson.

Durante sua longa carreira, muitas dificuldades, como o esquecimento a que foram relegados durante parte dos anos 80 e 90, além do falecimento de ex-integrantes, como Darrel Sweet, em 1999, e John Locke, em 2006. Mas o vocalista Dan McCafferty e o baixista Pete Agnew, felizmente, foram mais fortes que as tempestades encontradas pelo caminho e continuam até hoje mostrando ao mundo o rock competente do Nazareth.

O saudoso Darrel Sweet...
O saudoso Darrel Sweet...
...e seu sucessor Lee Agnew
...e seu sucessor Lee Agnew

Rock em família

Um fato interessante no grupo é que o Nazareth, além de ter sempre ótimos músicos em suas formações, é também uma banda formada, basicamente, por amigos e familiares. Prova disto é que atualmente o filho de Pete, Lee Agnew, é o baterista do grupo (substituindo o “tio” Darrel). Já Colin McCafferty, filho de Dan, também faz parte da equipe, acompanhando os músicos em todas as suas turnês.

O DVD “Nazareth Live In Brazil”

Você provavelmente não sabe, pois o fato não se tornou muito conhecido da grande mídia, mas o Nazareth gravou neste ano um DVD aqui no Brasil (sim, aqui!). Aliás, ele acaba de chegar às lojas brasileiras, lançado pela gravadora curitibana MNF Brazil.

O DVD, intitulado “Nazareth Live in Brazil”, foi filmado com oito câmeras digitais de última geração e retrata com fidelidade uma apresentação primorosa do grupo realizada na cidade de Curitiba, em abril. É impressionante – chega a emocionar, inclusive – ver como os veteranos Dan McCafferty (vocal) e Pete Agnew (baixo) continuam esbanjando talento. Os outros dois integrantes (Lee Agnew na bateria e Jimmy Murrison na guitarra) também merecem elogios. Jimmy, aliás, suportou por muitos anos as inevitáveis comparações com os antigos guitarristas da banda. Agora, neste DVD, prova que tornou-se um dos melhores guitarristas da atualidade.

O Nazareth é, essencialmente, uma banda de rock, mas este não é um DVD feito apenas para roqueiros. A banda apresenta também muitas músicas românticas e mostra muita competência quando resolve “passear” por outros estilos. Ao assistir o Live in Brazil, você certamente notará que o grupo às vezes se aproxima do blues, como em “I Want To Do Everything For You” e até mesmo um pouco do country, como em “Tell Me That You Love Me” e “Long Black Veil” (esta última apenas em áudio).

Dentre as músicas do DVD, estão clássicos como Razamanaz, Hair of the Dog, Love Leads To Madness, Love Hurts e Morning Dew (executada com maestria, vale dizer).

Dream On é uma belíssima música romântica: “Você pode rir de mim porque estou chorando / Você pode contar a seus amigos o quanto / eu te implorei para ficar / Você pode viver sua fantasia sem mim / mas nunca saberá o quanto eu precisava de você”.

Por outro lado, impossível não se divertir com Holiday: “Mama, mama, por favor, sem mais jaguares / Eu não quero ser um pop star / Mama, mama, por favor, sem mais criados de bordo / Eu não quero ser um marinheiro / Mama, mama, por favor, sem mais plásticas no rosto / Eu estou a ponto de não reconhecê-la mais / Mama, mama, por favor, sem mais maridos / Eu não sei qual deles é meu pai”.

Já Telegram é uma música que, além de ser um primor em termos musicais, tem uma letra que retrata com fidelidade o que é a vida de um músico: “Chamada para acordar e pegar o avião / Você sabe que está na estrada novamente / (…) / Ir para o embarque, não há tempo a perder / Antes que perceba você estará no ar / (…) / O cara da alfândega está esperando lá / O pessoal da imigração causa atrasos / Você se pergunta se tocará para sempre / (…) O corredor do hotel parece o mesmo / Com as mesmas garotas de sempre na cidade / A entrevista toma o dia todo / E as mesmas coisas de sempre para dizer / "Preciso de uma foto sua sorrindo assim" / (…) / Vai chegando a hora de começar o show / Um momento agitado para todos / Checar as guitarras antes de entrar / Está chegando a hora do rock 'n' roll”.

Broken Down Angel conta uma história triste, mas é muito agradável de ser ouvida (e de ser cantada): “Ela costumava ser alguém de quem você poderia depender / Alguém que iluminaria até o seu dia mais frio de inverno / Porém a única pessoa na qual ela se apoiou / a decepcionou, agora ela se foi / E a manhã traz um outro dia vazio”.

Em resumo, não importa qual o seu gênero de música preferido. Você certamente notará que “Nazareth Live In Brazil” é, em essência, um espetáculo musical. E que espetáculo!

A banda em ação na cidade de Florianópolis (foto de Makila Crowley)
A banda em ação na cidade de Florianópolis (foto de Makila Crowley)

O brilhante Jimmy Murrison é o atual guitarrista do grupo (foto de Ricardo Zupa)
O brilhante Jimmy Murrison é o atual guitarrista do grupo (foto de Ricardo Zupa)

O novo álbum

Importante ressaltar também que o veterano grupo escocês acaba de gravar, na Suíça, seu mais novo álbum, que conterá 13 músicas inéditas. Vale destacar que um dos produtores deste novo trabalho será David Richards, que já produziu álbuns para o Queen, Freddie Mercury, Iggy Pop e David Bowie. Richards será o responsável pela produção dos vocais deste CD, a ser lançado no início de 2008.

Ainda há muito mistério sobre o novo álbum. Falta, por exemplo, a divulgação de seu título e da arte de capa (aliás, o Nazareth foi uma das primeiras bandas a “radicalizar” nas artes de capa de seus álbuns). Como sempre acontece antes de um lançamento do Nazareth, espera-se um resultado final de excelente qualidade.

Todo o trabalho da banda em estúdio para gravação das novas músicas foi filmado para o futuro lançamento de um DVD contando a história das gravações do CD. Tudo indica, portanto, que a banda esteja trabalhando arduamente para que este seja um dos melhores álbuns de sua carreira.

Dan e Pete em estúdio (setembro/2007)
Dan e Pete em estúdio (setembro/2007)

Um convite a todas as bandas do mundo

O guitarrista original do Nazareth, Manny Charlton, que deixou o grupo em maio de 1990, está organizando uma homenagem para a banda, em comemoração aos seus 40 anos. O projeto consiste no lançamento de um box contendo dois Cds, perfazendo um total de 40 músicas, todas do Nazareth, porém desta vez em versões feitas por outros artistas.

Assim, todos os músicos do mundo estão convidados a escolherem qualquer uma das muitas músicas compostas e gravadas pelo Nazareth durante sua carreira, fazer a sua versão e enviar sua demo até 31/12/07. O próprio Manny se encarregará de selecionar os melhores covers.

Trata-se de uma oportunidade de ouro para todas as bandas do mundo, sobretudo para aquelas que estão em início de carreira, pois aqueles que conseguirem um lugar neste projeto comemorativo certamente tornar-se-ão conhecidos em todo o mundo.

O mito Manny Charlton: guitarrista original da banda
O mito Manny Charlton: guitarrista original da banda

Nazareth no Brasil em 2008

Se você não viu nenhuma das apresentações da banda no Brasil em 2007 e não se contentar em apenas assistir o DVD, não se desespere: o Nazareth já agendou uma nova turnê no Brasil para o mês de maio de 2008.

A turnê deverá contar com várias apresentações e possivelmente será realizada no mês de maio. Os locais dos shows ainda estão sendo definidos. Portanto, é só acompanhar o site oficial do grupo para ver se a banda passará por sua cidade.

As apresentações em território brasileiro farão parte da turnê comemorativa de 40 anos do grupo. Existe a possibilidade, inclusive – ainda não confirmada, é bom dizer – da participação de alguns convidados especiais nestes shows.

Conclusão

Por tudo isto, esteja certo que vale a pena comprar o DVD “Nazareth Live In Brazil”, esperar pelo próximo álbum e estar presente na próxima turnê do grupo, em 2008.

Não é apenas o Nazareth que agradece: seus ouvidos certamente também agradecerão.

Por: Ricardo G. dos Santos

Fotos: Makila Crowley, Ricardo Zupa e site oficial da banda

Nazareth – site oficial: http://www.nazarethdirect.co.uk

Sites brasileiros:
http://nfcb.ifastnet.com/
http://www.razamanaz.kit.net/
http://www.ackweb.com.br/nazareth.htm

Discografia:

1971 – Nazareth
1971 – Nazareth

1972 – Exercises
1972 – Exercises

1973 – Razamanaz
1973 – Razamanaz

1973 – Loud ‘N’ Proud
1973 – Loud ‘N’ Proud

1974 – Rampant
1974 – Rampant

1975 – Hair of the Dog
1975 – Hair of the Dog

1975 – Greatest Hits
1975 – Greatest Hits

1976 – Close Enough For Rock ‘N’ Roll
1976 – Close Enough For Rock ‘N’ Roll

1976 – Play ‘N’ The Game
1976 – Play ‘N’ The Game

1977 – Expect No Mercy
1977 – Expect No Mercy

1979 – No Mean City
1979 – No Mean City

1980 – Malice in Wonderland
1980 – Malice in Wonderland

1980 – The Fool Circle
1980 – The Fool Circle

1981 – Snaz (ao vivo)
1981 – Snaz (ao vivo)

1982 – 2 X S
1982 – 2 X S

1983 – Sound Elixir
1983 – Sound Elixir

1984 – The Catch
1984 – The Catch

1986 – Cinema
1986 – Cinema

1989 – Snakes ‘N’ Ladders
1989 – Snakes ‘N’ Ladders

1991 – No Jive
1991 – No Jive

1994 – Move Me
1994 – Move Me

1998 – Boogaloo
1998 – Boogaloo

2001 – The Very Best Of
2001 – The Very Best Of

2001 – Homecoming (ao vivo)
2001 – Homecoming (ao vivo)

2007 – Live In Brazil (Part 1)
2007 – Live In Brazil (Part 1)

2007 – Live In Brazil (Part 2)
2007 – Live In Brazil (Part 2)

Por que destacamos matérias antigas no Whiplash.Net?

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Mais comentários na Fanpage do site, no link abaixo:

Post de 11 de agosto de 2012

586 acessosNazareth: banda assina com Frontiers e álbum deve sair em 20180 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Nazareth"

RamonesRamones
O dia em que foram vaiados por uma plateia de 50 mil hard rockers

Danilo Van ErvenDanilo Van Erven
Tattoos e uma história de amor pelo Nazareth

NazarethNazareth
Muito mais que "Love Hurts" em 40 anos de rock

0 acessosTodas as matérias da seção Matérias0 acessosTodas as matérias sobre "Nazareth"

AutismoAutismo
Rockstars famosos autistas, ou com suspeita de autismo

Derek RiggsDerek Riggs
A história por trás do mascote da Donzela de Ferro

Not TrooNot Troo
João Gordo posta foto com James Hetfield na Disney

5000 acessosMetal Brasileiro: 10 bandas recomendáveis fora o Sepultura5000 acessosAngra e Detonator: "Sem nenhuma dúvida, esse cara comprou a mídia!"5000 acessosPlanet Rock: 40 melhores discos ao vivo de todos os tempos3489 acessosSuperação: morador de rua arrasa cantando Rock em programa de TV5000 acessosGuns N' Roses: vídeo da Fender mostra cenas de ensaio da banda5000 acessosMegadeth: Dimebag Darrell quase foi guitarrista da banda

Sobre Ricardo G. dos Santos

Autor sem foto e/ou descrição cadastrados. Caso seja o autor e tenha dez ou mais matérias publicadas no Whiplash.Net, entre em contato enviando sua descrição e link de uma foto.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online