Joan Jett

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Allan Jones
Enviar correções  |  Comentários  | 

Joan Jett é cidadã Americana, nascida na Philadelphia em 1960. A sua carreira começou em meados da década de 70. Sua primeira banda foi o The Runaways. Familiar este nome? Você não se enganou, é a mesma banda que Lita Ford integrou.

1820 acessosManowar, Joan Jett e outros: gravando Rap antes do New Metal?5000 acessosSlipknot: Corey Taylor explica porque o mundo pop não suporta o Heavy Metal

Como já se sabe, o Runaways não teve muito sucesso na América. Apesar de ter conseguido uma boa reputação no Japão, isto não foi suficiente para manter a banda na ativa.

Quando a banda terminou definitivamente, Joan foi viver na Inglaterra, o berço do rock n’roll mundial... Mas Joan não contava que os anos 80 viriam para mudar essa história. Ela acabou voltando para o EUA, onde montou sua banda solo.

O primeiro disco foi lançado em 1981 por um novo selo chamado Boardwalk, e levou o nome de “Bad Reputation”. Não chamou atenção que Joan desejava, e as vendas também deixaram a desejar.

Com isso, ela resolveu ousar um pouco mais, contratou três jovens vocalistas que se tornariam a Blackhearts Band, que não passava de um grupo de backing vocals.

O segundo álbum, o primeiro com os Blackhearts, entrou de cara na Billboard, graças à faixa título, “I Love Rock n’roll”. Esta canção chegou a ficar na primeira posição do top e até hoje é considerada um clássico. Atualmente ela chegou a ser coverizada por Britney Spears. Desnecessário dizer que a versão beirou a mediocridade.

Em 82 o dono da Boardwalk morreu e a gravadora fechou as portas. Joan se mandou para a MCA Records, onde gravou dois discos razoáveis.

Em 1986, Joan asssinou com a CBS, que lançou “Good Music”, disco que teve uma repercussão melhor que os seus antecessores.

Ainda em 86, Joan estreiou no cinema ao lado do ator Michael J.Fox no filme “Ligh of Day”.

Após a frustrada tentativa de entrar em Hollywood, Joan voltou a pensar em sua carreira musical e em 88 saiu o álbum “Up your Alley”, o disco devolveu status a musicista que recebeu discos de platina pelo álbum que tinha como carro chefe a canção “I hate myself for loving You”.

Com o prestigio em alta e o bolso cheio, Joan se deu ao luxo de lançar um álbum só de covers chamado “The Hit List”.

Em 91 ela voltou a compor e com a ajuda de Paul Westerberg (The Replacements), gravou o disco “Notorius”.

Durante os anos 90, Joan se dedicou à produção e a sua gravadora particular. Entre alguns artistas que ela produziu estão o Metal Church, que era contratado de seu selo, o Blackheart.

Em 99, ela e os Blackhearts se reuniram para o álbum “Fetish”, que trazia sobras de estúdio em meio a material novo.

Dois anos após, Joan anunciou que a banda sairia em turnê pelos EUA e fecharia com a participação no espetáculo da Broadway, Rocky Horror Picture Show.

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Manowar, Joan Jett e outrosManowar, Joan Jett e outros
Gravando Rap antes do New Metal?

0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Joan Jett"

Manowar, Joan Jett e outrosManowar, Joan Jett e outros
Gravando Rap antes do New Metal?

Kim FowleyKim Fowley
Ele queria garotas nuas mutilando seu corpo

Mulheres e guitarrasMulheres e guitarras
As mais importantes segundo a Gibson

0 acessosTodas as matérias da seção Matérias0 acessosTodas as matérias sobre "Joan Jett"

SlipknotSlipknot
Corey Taylor explica porque o mundo pop não suporta o Metal

EsquireEsquire
Integrantes do Metallica fingem ser do Led Zeppelin

MetallicaMetallica
Lars Ulrich quase saiu no tapa com Lou Reed

5000 acessosBlack Sabbath: a passagem de Ian Gillan pela banda5000 acessosCoincidências: Imagens usadas por grandes bandas em outras capas?5000 acessosO que os fãs de rock e suas vertentes pedem para beber em um bar?5000 acessosValentina: roqueira é a primeira finalista do The Voice Kids5000 acessosGuitarra: os dez piores solos já realizados5000 acessosLemmy: seu patrimônio é muito menor do que se pensava

Sobre Allan Jones

É carioca, tem 23 anos e ouve rock desde pequeno. Suas principais influências são dos anos 70 e 80. Fez vários trabalhos relacionados ao rock, desde programas de rádio até promoção de eventos. Além disso, é músico e também faz trabalhos relacionados ao teatro. Oficialmente trabalha para a secretaria de fazenda de uma prefeitura de um município do Rio. Atistas prediletos: Kiss, Alice Cooper, Van Halen, Todd Rundgren, Asia, Kansas, Journey e as bandas do cenário do hard oitentista.

Mais matérias de Allan Jones no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online