Matérias Mais Lidas

imagemA bizarra exigência de Ace Frehley para participar da última turnê do Kiss

imagemMax Cavalera revela como "selou a paz" com Tom Araya, vocalista do Slayer

imagemO grave problema do refrão de "Eagle Fly Free", segundo Fabio Lione

imagemPink Floyd: Gilmour nega alegação de Waters sobre "A Momentary Lapse of Reason"

imagemEngenheiros do Hawaii e as tretas com Titãs, Lulu Santos, Lobão e outros

imagemLobão explica porquê todo sertanejo gostaria, no fundo, de ser roqueiro

imagemEdu Falaschi descobriu que seu primo famoso tem mais seguidores que ele no Instagram

imagemGregório Duvivier: "Perto de Chico Buarque, Bob Dylan é uma espécie de Renato Russo!"

imagemDave Mustaine cutuca Kiss e bandas "preguiçosas" que usam playbacks

imagemAC/DC: Angus Young conta como é para ele o antes, o durante e o depois de um show

imagemIggor Cavalera diz que reunião da formação clássica do Sepultura seria incrível, mas...

imagemMax Cavalera diz quais foram os dois discos mais difíceis que já gravou

imagemA categórica opinião de Dave Mustaine sobre religião "abusiva e falsa" de sua mãe

imagemRush: Geddy Lee comenta as dificuldades da gravação de "Hemispheres"

imagemBenny Anderson toca música do Foo Fighters por ter visto Dave Grohl homenageando Abba


Stamp

Nazareth

Por Allan Jones
Em 06/04/06

O Nazareth é uma das mais tradicionais bandas do rock setentista. A banda surgiu em 1968 para ser exato, formada por quatro escoceses, o vocalista Dan McCafferty, o guitar Manny Charlton, o baixista Pete Agnew e o baterista Darrel Sweet. Antes que perguntem, ele não tem nenhum parentesco com os irmãos Sweet do Stryper.

Em 1970, a banda foi tentar a sorte em Londres e lançaram seu primeiro álbum em 1971. O álbum levou o nome da banda apenas.

O segundo álbum se chamou "Exercises", mas a banda só iria conseguir emplacar com o terceiro, o clássico "Razamanaz", que colocou os singles "Broken Down Angel" e " Bad bad boy" no Top Europeu.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Mais dois álbuns se seguiram. "Loud n´Proud" (74) e "Rampant" (74) deram notoriedade á banda pelo resto do mundo.

Em 1975 foi lançado o clássico "Hair of the Dog". Com este álbum o Nazareth começou a incomodar os chamados grandes do rock pesado mundial. A banda era sucesso de público e crítica com seu hard rock simples e direto. A edição em CD do "Hair of the Dog" traz a clássica "Love Hurts" que se tornou hit em todo planeta, estourando inclusive aqui no Brasil. É importante deixar bem claro que, ao contrário do que muita gente pensa, esta música não é do Nazareth, foi um cover do Everly Brothers. Este disco gerou a incrível marca de 1 milhâo de cõpias só nos USA. Nada mal para uma banda Escocesa.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Seguiram-se os discos "Close enough for rock n´roll" (excelente!), "Play,N the Game" (razoável!), "Hot Tracks" (recomendável!) e "Expect No Mercy" (Sem Palavas, ouça!).

Em 79, a banda adiciona o guitarrista Zal Clemison ao seu line-up. Ele chega a gravar dois álbuns com a banda ("No Mean City" e "Malice in Wonderland") para depois seguir seu caminho. No seu lugar entrou o tecladista John Locke que também não esquentou o banco e foi substituído pelo guitarrista Bill Rankin que também tocava teclados. Enquanto o Nazareth passava por esses problemas internos, canções como "My White Bycicle", "Expect no Mercy" e "Shangai d´Shangai" animavam as festinhas.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Com a entrada dos anos 80, a banda ficou um pouco confusa em relação às tendências que surgiam, e foi desaparecendo da mídia.

Em 81, saia nas lojas um álbum ao vivo chamado "Snaz".

A banda ainda persistiu, lançando em 82 o altamente recomendável "2XS" que contém a incrível "Love Leads to Madness" que aqui no Brasil fez trilha de comercial de marca de cigarro.

Mais uma série de discos foi lançada nos anos 80, e variavam entre medianos e fracos. Entre eles constam "Sound Elixir" e "Cinema".

Após este período difícil, onde a banda não teve a atenção merecida por parte do público, eles resolvem radicalizar com o disco "No Jive". O resultado é muito bom e a banda volta a ser notícia. Nas rádios tocava uma música diferente, um arranjo bem pop, mas pela voz do cantor nós percebíamos que se tratava do Nazareth; era a música "Games".

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Em 94 sai "From the Vaults" e em 95 eles reeditam o álbum ao vivo que foi originalmente gravado em 1981.

A década de 90 marcou por ter sido a década que mais se encontrava coletâneas da banda. Eram diversas, dentre oficiais e piratas.

Ainda em 95 a banda solta na praça o álbum "Move Me". Nesta época eles entraram em turnê com outras grandes bandas setentistas.

O próximo disco só iria sair em 1999, e se chamaria "Boogaloo". Neste álbum a banda tentaria um retorno as raízes do rock n’ roll.

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Airbourne 2022
publicidade
Ademir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | Andre Sugaroni | André Silva Eleutério | Antonio Fernando Klinke Filho | Bruno Franca Passamani | Caetano Nunes Almeida | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Eduardo Ramos | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cristofer Weber | César Augusto Camazzola | Dalmar Costa V. Soares | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Eric Fernando Rodrigues | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Helênio Prado | Henrique Haag Ribacki | Jesse Silva | José Patrick de Souza | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcelo H G Batista | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Ricardo Dornas Marins | Sergio Luis Anaga | Sergio Ricardo Correa dos Santos | Tales Dors Ciprandi | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Tom Paes | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp


Danilo e suas tattoos: uma história de amor pelo Nazareth

Nazareth: 40 anos de rock



Sobre Allan Jones

É carioca, tem 23 anos e ouve rock desde pequeno. Suas principais influências são dos anos 70 e 80. Fez vários trabalhos relacionados ao rock, desde programas de rádio até promoção de eventos. Além disso, é músico e também faz trabalhos relacionados ao teatro. Oficialmente trabalha para a secretaria de fazenda de uma prefeitura de um município do Rio. Atistas prediletos: Kiss, Alice Cooper, Van Halen, Todd Rundgren, Asia, Kansas, Journey e as bandas do cenário do hard oitentista.

Mais matérias de Allan Jones.